Como comprar uma passagem aérea para Portugal?

12

Depois de decidir o destino de viagem, vem a primeira etapa do planejamento: comprar a passagem de avião. Atualmente, comparar valores e encontrar aquele trajeto que mais combina com o seu perfil pode ser até trabalhoso, quando feito pela Internet, mas é fácil.

As companhias aéreas dispõem de bons buscadores em seus sites e algumas até disponibilizam os valores para as datas aproximadas. Assim, você pode encontrar aquela com melhor custo benefício.

Já foi a época que comprar passagem com muita antecedência rendia um bom desconto. Hoje em dia já não é mais assim. Atualmente, com 3 ou 4 meses de antecedência já é possível encontrar boas oportunidades.

Voos diretos entre Brasil e Portugal

Atualmente, as empresas que oferecem voos diretos para Portugal a partir do Brasil é a TAP e a Azul. Por isso, se você está planejando viajar ao país, essas são as companhias que valem a pena cotar (e fazem parte do mesmo grupo. Assim, você pode cotar para ambas a partir do próprio site da TAP). Dessa forma, o seu voo será mais curto, mesmo que tenha que fazer uma pequena parada no Brasil ou em Portugal (de acordo com a combinação de cidade que você escolher).

Geralmente, as passagens incluindo ida e volta costumam rondar dos R$ 2 mil aos R$ 3,5 mil na classe econômica, dependendo da época do ano e da antecedência da compra.

Apaixone-se por Portugal com o nosso roteiro personalizado

Como comprar uma passagem aérea pela Internet?

Acesse o site da TAP Portugal e use a caixa de buscas que aparece logo no canto esquerdo da tela para encontrar a sua origem e destino.

Não esqueça de marcar a caixa “pesquisar por volta dessas datas” – assim, você poderá verificar se, viajando em um outro dia da semana, poderá ter um preço mais em conta.

Se você deseja voar para diversas cidades (e não somente fazer a sua ida e volta entre Brasil e Portugal), use a opção “múltiplas cidades” –  vale realmente a pena cotar, pois você ainda pode conseguir voar para outros destinos com o mesmo preço de uma única passagem.

Outra dica é se inscrever no programa de fidelidade “Victoria”, principalmente se você pretende voar outras vezes para Portugal pela TAP (ou mesmo entre cidades europeias, por exemplo, com o uso da companhia). Você sempre acumula pontos a cada viagem e poderá receber algum desconto ou até uma passagem gratuitamente dependendo das milhas que acumular.

Para preços mais competitivos, com saída de São Paulo, não deixe de verificar os voos com partidas do Aeroporto de Viracopos. Eles costumam ter algum desconto e você poderá pegar um ônibus gratuito da TAP a partir dos aeroportos de Guarulhos ou Congonhas.

A minha experiência

Em 2007, fiz a minha primeira viagem a Portugal. Sai de São Paulo em um voo para o Porto com a TAP.

Na época, viajei com a minha avó – que é portuguesa. Ela queria me apresentar todos os seus irmãos que vivem na região de Aveiro. Portanto, essa foi a nossa primeira parada. Depois de conhecer a todos, segui em viagem sozinha pelo país durante 1 mês. No retorno, fui ao norte para rever a minha avó e então seguimos ao Aeroporto do Porto para embarcar rumo ao Brasil.

O que não esperávamos é que a minha avó teria uma crise de pressão alta exatamente na porta do avião, já passado a imigração. E, ao chamarmos os bombeiros, eles decidiram levá-la ao hospital de Matosinhos para controlar a pressão, adiando assim o nosso voo de retorno a São Paulo.

Só lembro de ver a minha avó sumir com uma enorme equipe por aquele pátio e estar ali, sozinha, para resolver a questão da retirada das malas da aeronave, encontrar um local para guardá-las e trocar a passagem para um outro dia (com o coração a milhão e lágrimas nos olhos).

Naquele momento tive total suporte dos funcionários da TAP. Rapidamente encontraram e retiraram todas as nossas malas da aeronave, pediram autorização junto ao Aeroporto do Porto para que toda a bagagem ficasse na sala de “Perdidos e Achados” (em Portugal é assim, ao contrário. Afinal, perde-se primeiro para depois achar, não é?) e não nos cobraram nenhuma taxa para trocar o nosso voo de retorno.

Fui ao hospital ver a minha avó, que já tinha sido medicada e estava bem. Retornamos ao Brasil três dias depois do ocorrido. Por tamanho carinho que tiveram conosco e com a nossa história, optei por usar os serviços da TAP em todas as minhas viagens seguintes a Portugal. Retornei em 2009, 2011, 2013 (que foi quando viemos para morar em Lisboa) e, recentemente, em 2014 e 2015 (quando fomos visitar a nossa família no Brasil).

Mesmo não sendo uma empresa perfeita (qual delas é, né?), a TAP está entre as melhores companhias do mundo, tem preços competitivos e oferece conforto em voos diretos que ligam o Brasil a Portugal. Esses fatores nos dão plena segurança e tranquilidade para viajar.

Compartilhe.

Sobre o autor

Priscila Roque

Sou jornalista especializada em cultura e fotógrafa. Foi preciso passar dos 30 anos para assumir que Lisboa é, realmente, o meu lugar no mundo. Mas a paixão por Portugal começou bem mais cedo, ainda na adolescência, quando descobri alguns músicos locais. Os meus pais são portugueses imigrados no Brasil. Depois de fazer o caminho inverso deles, trocando São Paulo por Lisboa, quero agora, com o Cultuga, diminuir a distância que separa o Brasil de Portugal.

12 comentários

  1. Rogério Aquino em

    Este artigo, também gostei.
    Apenas uma observação quanto aos destinos de saída do Brasil: São Luíz/MA geográficamente mais próximo da Europa, não seria a melhor opção econômica? Ou Natal/RN?

    Atenciosamente,

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Rogério!
      No apontamento da economia, seria mesmo relacionado a São Paulo – sobretudo para aqueles viajantes que sairão propriamente de lá. Como há duas opções (Guarulhos e Campinas), a escolha por Campinas costuma ser mais econômica. Para o restante do Brasil, há diversas opções de saídas (como listamos por aqui) e penso que não valha a pena se deslocar a outro estado para pegar um voo internacional, a não ser que seja realmente necessário.
      Obrigada pelo comentário 🙂

  2. Olá Priscila, tudo bem.
    Adorei ler essas matérias. Informações de muita ajuda.
    Estamos intencionado de viver em Portugal em 2016/2017.
    Podemos contar com suas dicas…
    Grande abraço e paz.
    Edson

  3. Olá Priscila, pretendo viajar com minha filha
    Ela tem 13 anos é portadora de nescessidades especiais, não fala mas se manifesta com barulho parece que esta gritando, como é a relaçao da Tap com passageiros especiais, eles dão apoio tengo medo do preconceito atrapalhar nossa viagem. Abraços.

  4. Joyce Ferreira em

    Boa noite!
    Adorei o site e as dicas.
    Estou querendo fazer minha primeira viagem a Portugal em Abril, e também é a primeira viagem internacional e gostaria de mais dicas.
    Vou ficar na casa de uma amiga em Almada.

  5. Olá,Priscila.Gostei muito de ler o seu site.Tem boas dicas,e é muito esclarecedor.Pretendo ir a Portugal no mês de Agosto, e me aconselharam comprar a passagem só de ida,e deixar para comprar o retorno para Brasil, em Portugal.Me disseram que sai mais em conta comprar na moeda de lá.Eu sou brasileira,mas tenho também a Cidadania portuguesa,é pretendo ficar por lá uns quatro meses.Por favor,você acha que seria uma boa opção? .Desde já agradeço .Um grande abraço.

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Maria Emilia
      Tudo bem?
      Agradeço o seu carinho 🙂
      A passagem somente de ida é mais cara do que a de ida + volta. Veja essa questão, pois, por vezes, vale mais a pena comprá-la para uma data e prolongar o retorno contactando a própria companhia aérea (ainda que tenha que pagar uma taxa). Lembre-se que, ao comprar a passagem em Portugal, você vai pagar em euros – algo que pode não ser uma vantagem pela diferença alta que está do real.
      Um forte abraço

  6. Olá Priscila, tudo bem? Quero ir e levar meu cachorro, como devo proceder? Olhei em uma agência de viagens e me falaram que custa o mesmo preço de uma passagem para uma pessoa. Achei um absurdo porque o cachorrinho vai ma parte debaixo do avião. Vc entende algo sobre isso? E ele é de pequeno porte.

Deixe um comentário