Entenda as divisões do mapa de Portugal

25

Recentemente, um leitor escreveu ao Cultuga e nos questionou sobre a divisão de Portugal. Realmente, não é um assunto simples de entender, principalmente porque algumas denominações não são oficiais e outras já sofreram alterações muitas vezes ao longo da história.

Por isso, decidi abordar esse assunto por aqui, mostrando alguns exemplos de mapas de Portugal, para tornar o seu entendimento mais simples. Acompanhe!

As divisões das regiões de Portugal

A ideia do governo português era que o país fosse dividido em regiões administrativas dessa forma:

mapa_portugal_regioes

Entretanto, apesar de conhecida, essa divisão não tem valor administrativo. A questão foi colocada em votação para a população portuguesa em 1998, mas não houve adesão suficiente de eleitores no referendo. Portanto, essa é uma maneira fácil de entender as regiões do país, mas que não influencia em seu governo.

Um ponto importante a ressaltar nesse mapa exibido anteriormente é que as ilhas não estão no local exato em que se encontram originalmente. São meramente ilustrativas. As ilhas que formam os Açores ficam na parte superior, enquanto as da Madeira fica na parte inferior. Entretanto, é comum que elas também apareçam dessa forma não necessariamente exibindo suas posições originais, mas sim sua estrutura, pois elas não são alinhadas.

Outra maneira que você pode encontrar para a divisão de Portugal é referente a uma lei aprovada em 2013 que estipula as direções regionais de atuação do Turismo de Portugal – a mesma usada pelas comissões de coordenação e desenvolvimento regional. Essas, sim, em vigor. São elas:

mapa_portugal_regioes_turisticas

O que são os distritos de Portugal?

Em Portugal, os distritos têm uma divisão semelhante a aquela dos estados brasileiros – como uma forma mais simples de entender. São divisões que levam o nome da principal cidade de cada grupo. Atualmente, são 18 distritos administrativos que compõem Portugal continental. Os antigos distritos na Madeira e nos Açores foram extintos. As ilhas atuam como regiões autônomas.

mapa_distritos_de_portugal

O que são os concelhos em Portugal?

Os concelhos – assim mesmo, com “c” (não confundir com os “conselhos municipais”) – são subdivisões dos distritos. Atualmente, eles estão divididos em 308 localidades e levam, geralmente, o nome da maior cidade que englobam nesse espaço territorial.

O que são as freguesias em Portugal?

Freguesia é o nome dado as divisões administrativas de cada concelho/ município e também as divisões administrativas internas de cada cidade – como os principais bairros. Para se ter uma ideia, no caso dos principais bairros, as “juntas de freguesia” atuam de forma similar as “subprefeituras”.

Quais são as diferenças entre cidade, vila e aldeia?

Essa é uma boa pergunta e bem difícil de responder. Para um entendimento rápido, basicamente as aldeias seriam aquelas localidades com menor população – direcionadas, principalmente, para a vida agrícola e que dependem de outras localidades para manter sua vida econômica. Já as vilas oferecem uma estrutura um pouco maior, com atividades econômicas e comerciais próprias, mas nem sempre plenamente sustentável, além de uma população superior. Por fim, a cidade é aquela que pode se manter com recursos próprios e tem uma consolidada estrutura urbana.

Atenção aos professores de geografia, leitores do Cultuga e demais conhecedores do assunto: consegui explicar direitinho? 🙂

Compartilhe.

Sobre o autor

Priscila Roque

Sou jornalista especializada em cultura e fotógrafa. Foi preciso passar dos 30 anos para assumir que Lisboa é, realmente, o meu lugar no mundo. Mas a paixão por Portugal começou bem mais cedo, ainda na adolescência, quando descobri alguns músicos locais. Os meus pais são portugueses imigrados no Brasil. Depois de fazer o caminho inverso deles, trocando São Paulo por Lisboa, quero agora, com o Cultuga, diminuir a distância que separa o Brasil de Portugal.

25 comentários

  1. O Cultuga, como sempre, mantendo a excelência em suas publicações. Muito instrutivo seu texto. Principalmente para quem, queira Deus, está pretendo, como vocês, fazer de Portugal sua nova moradia.

  2. A classificação de aldeia, vila e cidade não tem a ver com o assinalado e não é subjectiva. Sugeria que consultasse a a legislação que regula essas categorias.
    Note que, por exemplo, a dimensão não é determinante e certas reclassificações só podem ser efectuadas com a concordância dos representantes locais

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Ana
      Como vai?
      Agradeço que, caso tenha acesso a legislação que regula essas categorias, possa nos indicar para a inclusão e melhoria desse artigo.
      Um forte abraço

  3. Adorando site Cultuga, sou uma Brasileira com um filho Luso-Brasileiro é vivemos cá e também sou apaixonada por Portugal 🙂

  4. Dante Bocchi Jr em

    Parabéns Priscila Roque ! Muito bom sua apresentação das regiões de Portugal. Estivemos durante 11 dias em nov12015, utilizamos um carro de Lisboa a Porto, e ficamos encantados com as todas as cidades e seus monumentos e Igrejas, etc (adoramos Lisboa, Aveiro, Batalha e Porto). Mas tem muito ainda a conhecer. Fui uma brilhante escolha residirem em Lisboa, povo educado e prestativo, cidades limpas e excelentes estradas. Sou aposentado e tenho cidadania italiana, por mm estaríamos morando aí, mas a mulher não fica longe dos filhos. Ribeirão Preto/SP. Abçs

      • DAVINA MARIA ROQUE DE OLIVEIRA em

        Priscila acho que vc pode ser minha parente. Me chamo Davina Roque moro no Brasil mas a família de meu pai é de Portugal. Aliás estou me mudando para ai. Cansei de viver aqui estou pretendendo e me programando para ir de mudança.

        • Priscila Roque
          Priscila Roque em

          Olá, Davina
          Tudo bem?
          De onde é a sua família em Portugal e no Brasil? Sabe que o sobrenome Roque é bem popular? Fiz um levantamento deste sobrenome há bastante tempo e são mais de 10 mil pessoas em Portugal e mais de 60 mil pessoas no Brasil que são “Roque” 🙂 É uma grande família!
          Um grande abraço!

  5. Cara Priscila
    Excelente artigo, ótimas explicações como em tudo o que encontramos na sua página. Obrigada!
    Beijos da Suíça,
    Sílvia (morrendo de saudades de Portugal…)

  6. Maria Cristina Dos Reis em

    Gostei de saber da divisão! Meu avô nasceu em Murtal, que é uma aldeia, no concelho de Vila Nova de Ourém, que fica no Distrito de Santarém. Na região do Alentejo. Porém, quando estou observando os preços de alugueis para morada, faço ainda a maior confusão! Não é, pelo menos para mim, muito fácil entender! ( rsrs)

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Maria Cristina
      Tudo bem?
      Agradeço o seu carinho 🙂
      Não é mesmo uma tarefa fácil… Mas vamos aprendendo!
      Um forte abraço

  7. Sylvio Sabença em

    Estava eu, neste momento, pesquisando o mapa de Portugal para localizar o local de nascimento de meu avô paterno e curioso para entender a divisão territorial do país e me deparo com este site que me esclareceu as dúvidas. Valeu, Priscila.

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Clauce
      Tudo bem?
      O primeiro passo é conhecer todos os tipos de visto de residência e verificar em qual deles você pode se enquadrar. A partir disso, levantar a documentação necessária. Você poderá buscar informações junto ao consulado de Portugal que atende a sua região ou, então, no Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, de Portugal (www.sef.pt).
      Um abraço

  8. Joaquim Barroso Rabelo em

    Belo trabalho. Minha origem Tras-os-Montes. Família Barroso. Hoje estava vendo sobre a Feira Barrosa. Muito legal.

    • Rafael Boro

      Muito obrigado, Joaquim!
      Trás-os-Montes é uma região linda! 🙂 Muitos portugueses sairam de lá rumo a uma nova vida no Brasil.
      Um grande abraço!

  9. Márcia Paiva em

    Pretendo ir morar com a família em Portugal em 2018, preciso muito entender essas divisoěs…Confesso que pra mim ainda é complicada…rsrs…Mas deu para entender um pouco….Abraços

    • Rafael Boro

      Olá, Márcia
      Tudo bem?
      No começo é complicado mesmo rs Logo, logo você se acostuma, principalmente quando estiver por aqui. 🙂
      Um grande abraço!

Deixe um comentário