Humorista português no Porta dos Fundos

6

Sim, é verdade! Há um humorista português no Porta dos Fundos. O nome dele é César Mourão, um dos comediantes mais populares de Portugal. No canal, ele é a estrela de “Tradutor”.

Pelo nome do esquete, você já deve imaginar qual é o tema do vídeo, né? Português de Portugal X Português do Brasil.

O pessoal do Porta dos Fundos é muito conhecido aqui na terrinha. Eu mesmo já perdi as contas de quantas vezes assisti a entrevistas e reportagens especiais do grupo na televisão. O Fábio Porchat – que é o mais popular deles em Portugal – apresentou diversos espetáculos de stand-up em locais grandes e famosos de Lisboa, como o Campo Pequeno e o Coliseu dos Recreios.

Na época em que o César Mourão gravou esse episódio (junho/ 2015), a jornalista portuguesa Sara Otto Coelho – uma querida amiga minha e da Priscila, e também uma excelente profissional – o entrevistou sobre o convite. Ele, então, contou como foi ao portal Observador: “Trocámos contactos, eles foram vendo coisas minhas na Internet, como eu vejo as deles, e continuamos a encontrar-nos. Até que eu fui improvisar a São Paulo e, quando eles souberam que eu lá estava, perguntaram-me se eu queria fazer um sketch com eles” (leia a matéria completa).

As diferenças de palavras e expressões entre Portugal e Brasil é tema constante aqui no Cultuga. Afinal, quem não se diverte com esse assunto? Por isso, se você não entendeu nada do que o César disse no vídeo, temos uma série de posts que vai te ajudar 🙂

E se você quiser mergulhar no humor português, conhecendo outros atores, humoristas e comediantes, aproveito para indicar mais alguns nomes que aprendi a gostar e a admirar por aqui: Ricardo Araújo Pereira, Herman José, Nilton, António Raminhos, Bruno Nogueira, Carlos Moura e Bruno Aleixo.

Compartilhe.

Sobre o autor

Rafael Boro

Sou jornalista, tenho 33 anos e, apesar de ter nascido em São Paulo, adotei Lisboa como minha cidade. Gosto de apreciar a gastronomia lusa e, sempre que posso, vou a um café ou a um restaurante que não conheço. Lisboa também me trouxe um time de futebol do coração, o Sporting, mesmo tendo o tênis como o meu principal esporte. Troco fácil os transportes públicos por uma longa caminhada. Na minha playlist de música portuguesa não falta David Fonseca e Tara Perdida.

6 comentários

Deixe um comentário