Preciso de visto para viajar a Portugal?

76

É hora de planejar a tão sonhada visita a Portugal. E a primeira dúvida é: “O que preciso antes de embarcar?” A boa notícia é que e Portugal e Brasil mantêm uma ótima relação. Ou seja, é bem mais fácil do que se pode imaginar reunir os itens indispensáveis para passar pela imigração portuguesa a turismo.

Vale lembrar que Portugal faz parte da União Europeia e está no Espaço Schengen. Mas caso você pretenda visitar mais países na Europa durante a sua viagem, nem sempre as regras são as mesmas. Informe-se sobre as exigências de cada local que deseja conhecer, ok?

Visto para Portugal

Pode respirar aliviado, não há necessidade de visto para entrar em Portugal se a viagem for a turismo e não ultrapassar 90 dias. É isso mesmo, nada de agendar horário no consulado português. Mas fique atento que há algumas exigências que estão detalhadas logo abaixo.

Caso haja o desejo de ficar mais tempo no país, existe a possibilidade de uma prorrogação por mais 90 dias. Ela é autorizada pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, o SEF, dentro do território português.

Apenas como informação, as outras situações no qual o visto não é necessário são: viagens a negócio, coberturas jornalísticas e missão cultural. Desde que não ultrapasse os 90 dias também.

Planeje a sua viagem com as dicas do Cultuga

Quais as exigências para quem vai a turismo a Portugal?

No portal da Embaixada de Portugal no Brasil a informação está bem clara: “A isenção de visto não exime os seus beneficiários do cumprimento de algumas formalidades de entrada no país previstas na legislação em vigor.”

Então é hora de pegar o papel a anotar o que você vai precisar providenciar para apresentar às autoridades portuguesas, caso seja solicitado na entrada no país:

Passaporte

A especificação é que ele tenha uma validade mínima superior em pelo menos 3 meses à duração da estada em Portugal. Exemplo, se a estadia for de 1 mês, precisa ter 4 meses de validade no mínimo ao embarcar.

O ideal é que você embarque no Brasil com um passaporte com no mínimo 6 meses de validade.

Passagem aérea

É preciso ter em mãos a passagem de ida e volta também.

Seguro viagem

É obrigatório que o turista esteja coberto por um seguro para caso de doenças ou acidentes durante a viagem.

Pode ser uma assistência particular, há diversas empresas internacionais que oferecem esse serviço. Você vai contratar a partir da quantidade de dias que ficará fora e também os tipos de coberturas que deseja ter no período; mas o valor mínimo é de 30 mil euros de cobertura.

Fique atento, pois várias operadoras de cartões de crédito oferecem esse serviço sem custos extras, caso você compre a passagem aérea com o cartão. Verifique se a empresa do seu cartão oferece esse serviço.

para utilizar o atendimento médico público de Portugal, a opção é solicitar o Certificado de Direito a Assistência Médica (CDAM), que é emitido pelo Ministério da Saúde – conhecido também como PB-4. O pedido é feito em algumas agências do INSS. Só atenção porque esse acordo do Brasil vale para Portugal, Itália e Cabo Verde. Se pretende incluir mais países na sua viagem, vai precisar de um seguro particular para os outros locais.

Hospedagem

É necessário comprovar o local do seu alojamento no país durante o período da visita. Pode ser tanto a reserva em um hotel ou outro estabelecimento, ou uma carta convite de quem vai recebê-lo, no caso de hospedagens particulares.

Dinheiro

É necessário apresentar comprovantes financeiros. São € 75 por cada entrada em território nacional, mais € 40 por cada dia de permanência.

Organize aqui a sua viagem para Portugal

icon-saude

Faça o Seguro Viagem com a Real Seguro Viagem em 6x sem juros

icon-carroVeja os melhores preços para alugar um carro na Rental Cars

icon-hotel

Reserve o seu hotel pelo Booking, com opção de cancelamento gratuito

Serviços do Cultuga

icon-tour

Deseja ter a nossa companhia durante a sua visita a Lisboa? Faça um tour conosco

icon-consultoria

Apaixone-se por Portugal com a nossa consultoria de viagem

icon-foto

Leve um suvenir diferente da sua viagem: faça um ensaio fotográfico

Veja também o índice de artigos do Cultuga para ajudar no planejamento do seu roteiro com muitas dicas, sugestões de rota e outras informações sobre Portugal 🙂

Compartilhe.

Sobre o autor

Mariana Rodrigues Gajanigo (colaboradora Cultuga)

Jornalista, fã das artes e consultora de viagens em São Paulo. Desde 1998, trabalho com jornalismo cultural. O meu pai morou em Portugal na década de 1980, e eu passava as férias de verão do hemisfério norte com ele. Assim, nasceu a minha forte ligação com o país. Desde então, já desembarquei 8 vezes em Lisboa. E, quem sabe um dia, não me mudo de vez para esse lugar apaixonante? Aqui no Cultuga, também escrevo mensalmente a coluna Portugal no Brasil. Quer falar comigo? Escreva para mariana.mosaico@hotmail.com

76 comentários

    • Maria das Graças Barboza de Oliveira em

      Muito interessante as dicas. Foram úteis para mim pois estou pensando ir a Portugal no próximo ano no mês de Outubro.

      • Rafael Boro

        Muito bom saber, Maria das Graças! 🙂
        Você vai gostar muito daqui e do outono português.
        Um abraço e boa viagem!

      • Mari de Lourdes em

        Pretendo ir a Portugal,mesmo tendo a carta convite preciso ter um valor específico em euro e um seguro viagem ou não.

        • Rafael Boro

          Olá, Mari de Lourdes
          Como vai?
          De acordo com o site da Embaixada, “a comprovação do valor diário (40 Euros, em dinheiro, “Travelers cheques”, ou cartões de crédito internacionalmente aceites) poderá ser dispensada, caso seja apresentada uma carta convite ou termo de responsabilidade emitido por cidadão português ou por estrangeiro habilitado com título de residência, autorização de permanência, visto de trabalho, estudo, estada temporária, válidos, que garanta a alimentação e o alojamento do interessado durante a sua estada, sem prejuízo da possibilidade de recurso a outros meios de prova”.

          Já o seguro viagem é obrigatório.
          Abraços e boa viagem!

  1. Artigo bem útil.

    “É necessário apresentar comprovantes financeiros. São € 75 por cada entrada em território nacional, mais € 40 por cada dia de permanência”. Será que é viável que uma pessoa fique ao longo de sua estadia com o gasto de € 40 por dia de permanência?

    • Rafael Boro

      Olá, Rui
      Tudo bem?
      Esse valor de € 40 é um mínimo diário que o governo exige para o viajante ficar em Portugal. Depende do perfil da sua viagem. Esse valor seria mais compatível com um viajante muito econômico, como um mochileiro, que tem gastos limitado com alimentação e hospedagem.
      Um grande abraço!

      • Esta quantia de 40 euros não significa que eu irei pagá-la de imposto ao governo português por cada dia que fico em Portugal, mas apenas é necessário somente para se comprovar que tenho a quantia mínima em dinheiro para sobreviver nos dias em que lá estarei ? Estou certo ? Da forma como está exposto nas explicações deste site, na minha opinião, passa-se a impressão, para o leigo ou “marinheiro de primeira viagem”, que os 40 euros/dia é um imposto a ser pago ao governo português pelos dias em que lá se permanecer. Abraços !

        • Priscila Roque
          Priscila Roque em

          Olá, Denivaldo
          Tudo bem? Agradecemos a sua mensagem 🙂
          Aqui no texto não falamos sobre o pagamento de taxas, e sim sobre a necessidade de “apresentar comprovantes financeiros” nesses determinados valores. Essa é uma regra não somente para Portugal. Cada país da União Europeia tem os seus valores mínimos de comprovação na entrada do turista, para que o governo tenha a certeza de que a pessoa pode se manter durante o período de viagem.
          um forte abraço

          • Solange Altoé de Moura em

            Boa noite Priscila
            Moro no Rio de Janeiro e irei a Portugal em julho de 2017 com meu marido. Ficaremos em Lisboa uns 6 dias , 3 em Fatima , 4 em Porto e mais 1 dia em Lisboa para retornarmos ao Brasil. Gostei muito do site de voces. Não entendi muito bem que tipo de comprovante financeiro devo apresentar, seria por exemplo um documento bancario comprovando a quantia que estarei levando? Onde posso adquirir este comprovante?
            abraços

          • Priscila Roque
            Priscila Roque em

            Olá, Solange
            tudo bem?
            Que delícia 🙂 Vocês vão adorar!
            Sim! Caso seja solicitado a vocês, poderão mostrar o dinheiro em espécie, o cartão de crédito internacional e/ ou o visa travel money. No caso do cartão de crédito, qualquer fatura que tenha o limite dele. Para o Visa Travel Money, o comprovante do carregamento já basta.
            Um forte abraço e uma excelente viagem

      • Sugiro uma revisão no texto pois como está da a impressão de que é um valor a ser pago por dia, mas na verdade é apenas a comprovação de que se dispõe de no mínimo esta quantia por dia para se manter em Portugal, caso contrário precisaria pedir esmolas.

        • Priscila Roque
          Priscila Roque em

          Olá, Geraldo
          Tudo bem? Agradecemos a sua mensagem 🙂
          Aqui no texto não falamos sobre o pagamento de taxas em nenhum momento, e sim sobre a necessidade de “apresentar comprovantes financeiros” nesses determinados valores. Essa é uma regra não somente para Portugal. Cada país da União Europeia tem os seus valores mínimos de comprovação na entrada do turista, para que o governo tenha a certeza de que a pessoa pode se manter durante o período de viagem.
          um forte abraço

    • Rafael Boro

      Olá, Lorraine
      Tudo bem?
      Não há nada no site da Embaixada de Portugal pois esse sistema não está em vigor e ainda precisa da aprovação da Comissão Europeia. Fique tranquila que iremos atualizar o artigo caso isso realmente aconteça.
      Um abraço e boa viagem!

  2. Olá!
    Gostaria de saber duas coisas….
    1.) O CDAM, no caso específico de Portugal “substitui'” o seguro saúde internacional (seguro viagem) durante a permanência?
    2.) Estou indo a estudos.
    A exigência de renda diária pode ser suprida pela escritura declaratoria de manutenção de estudos por familiares daqui do Brasil? ou se não, se posso pedir para um primo que. mora lá uma declaração para manutenção?

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Luciano
      Tudo bem?
      Sobre as suas dúvidas:
      1. O CDAM oferece a possibilidade do atendimento no sistema público português de saúde. Ele é suficiente para a sua estadia como estudante em Portugal, dentro das solicitações da imigração. O seguro viagem internacional tem cobertura em rede de saúde particular e outras coberturas relacionadas a bagagem e questões jurídicas. Nesse caso, você pode escolher um ou outro, não há problema.
      2. A exigência da renda diária está relacionada, aqui nesse artigo, com a entrada de turistas em Portugal. Para o visto de estudos, é necessário verificar quais são as exigências da imigração – que certamente são diferentes 🙂
      Um forte abraço e uma excelente viagem!

  3. Gente vou ficar 30 dias em portugal e tirei o meu pb4. Preciso fazer esse seguro particular?É obrigatório para entrar no país? O seguro do meu cartão de crédito não cobre 30 mil euros.

  4. Marcio Julio em

    Olá Rafael!
    Obrigado por ajudar os marinheiros de primeira viagem, não entendi muito bem a situação do valor que precisamos comprovar em extrato bancário! pretendo ficar 3 meses em uma casa de amigo, vou precisar mais ou menos de quanto para permanecer esse período? e a apresentação do extrato pode ser conta em reais?
    desde já agradeço.

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Marcio Julio
      Tudo bem?
      A comprovação financeira, quando solicitada pelo funcionário da imigração (não é uma solicitação frequente, mas se questionada e você não tiver como comprovar, pode acabar por ser deportado), pode ser feita com a apresentação do limite do seu cartão de crédito internacional, com saldo de um cartão pré-pago e dinheiro vivo. Como você ficará 90 dias, leve, sim, o extrato do banco e, caso tenha, um comprovante de vínculo com o Brasil, será ainda melhor.
      Um forte abraço

  5. Olá,pretendo viajar em novembro para Portugal, irei para casa do meu namorado,preciso da carta convite?

    Atenciosamente.Nadja

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Nadja
      Tudo bem?
      Sim! É ideal ter sempre a carta convite, quando não houver hospedagem reservada. Assim, você evita uma dor de cabeça, caso seja solicitado na imigração.
      Um forte abraço e uma excelente viagem!

  6. Gente, dúvidas. Sobre a hospedagem, no meu caso e de minha esposa que devemos utilizar o Airbnb, como devemos proceder com nosso anfitrião?
    E sobre a questão financeira, de que forma comprovamos esse valor? Que espécie de documento que preciso apresentar? Esses 75€ eu e minha esposa precisaremos pagar durante a imigração? Como isto funciona?

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Alejandro
      Tudo bem?
      A sua dúvida é sobre a comprovação da hospedagem na passagem pela imigração? No caso do Airbnb, não será necessário solicitar nenhuma carta ao seu anfitrião, basta que você imprima a reserva do apartamento a partir do site para comprovar a sua estadia.
      Sobre a questão financeira, você poderá comprovar com o extrato do seu cartão de crédito internacional, que exiba o limite dele, com o comprovante de cartões pré pagos (tipo Visa Travel Money) e/ ou dinheiro vivo. Não há taxas para pagar na imigração. O que indicamos aqui no post é que o funcionário da imigração portuguesa pode solicitar a comprovação de que você tem esses recursos para se manter durante o período da sua estadia.
      Um forte abraço e uma excelente viagem

  7. Bom dia. Minha dúvida é a seguinte, mesmo tendo a carta convite eu preciso ter os 40 euros por dia de estadia?

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Elizabeth
      Tudo bem?
      No site da Embaixada diz: “A comprovação do valor diário (40 Euros, em dinheiro, “Travelers cheques”, ou cartões de crédito internacionalmente aceites) poderá ser dispensada, caso seja apresentada uma carta convite ou termo de responsabilidade emitido por cidadão português ou por estrangeiro habilitado com título de residência, autorização de permanência, visto de trabalho, estudo, estada temporária, válidos, que garanta a alimentação e o alojamento do interessado durante a sua estada, sem prejuízo da possibilidade de recurso a outros meios de prova.” – http://www.embaixadadeportugal.org.br/assuconsul/faq-visto.php
      Um forte abraço e uma excelente viagem!

  8. Olá, nessa cláusula: É necessário apresentar comprovantes financeiros. São € 75 por cada entrada em território nacional, mais € 40 por cada dia de permanência.

    Devo então comprovar que tenho 40 euros pra casa dia… ou seja, se eu for ficar 30 dias lá, devo comprovar que tenho 1200 Euros pra gastar lá?

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Guilherme
      Tudo bem?
      Sim! Você precisa comprovar que tem fundos para se manter pelo período da sua viagem.
      Um forte abraço

  9. Boa noite adorei o site de vocês ,meu filho quer ir morar em Portugal para trabalhar ,mas não sabe onde ainda ,precisa de visto ou pode ir como turista, e se conseguir trabalho como ficaria a situação dele ?

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Marlene
      Tudo bem?
      Agradeço o seu carinho 🙂
      É necessário ter visto, sim! Ele poderá conhecer todas as modalidades aqui: http://www.imigrante.pt/PagesPT/ConcessaoAR.aspx – depois, fazer a solicitação junto ao Consulado daquele que se encaixar em seu perfil. Creio que, viajando como turista, ele não poderá legalizar sua residência em solo português. Será necessário retornar ao Brasil para solicitar o visto. O ideal é fazer um bom planejamento de imigração e fazer as buscas com antecedência pelo Brasil.
      Um abraço

  10. Olá, pretendo viajar em fevereiro de 2017, como turista e devo passar no máximo dois meses em Portugal, gostaria de saber se meu anfitrião responsabilizando-se por hospedagem, dentre outras coisas, eu preciso ainda comprovar algo ou está dispensado!? ( quase a mesma duvida de alguém acima) agradeço desde já.

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Sami
      Tudo bem?
      Você precisa do passaporte válido, passagem de ida e volta, seguro saúde, a carta convite do seu anfitrião e comprovar que tem 75€ para a entrada em Portugal de qualquer forma. Sobre o dinheiro diário a ser comprovado, o site da Embaixada diz: “A comprovação do valor diário (40 Euros, em dinheiro, “Travelers cheques”, ou cartões de crédito internacionalmente aceites) poderá ser dispensada, caso seja apresentada uma carta convite ou termo de responsabilidade emitido por cidadão português ou por estrangeiro habilitado com título de residência, autorização de permanência, visto de trabalho, estudo, estada temporária, válidos, que garanta a alimentação e o alojamento do interessado durante a sua estada, sem prejuízo da possibilidade de recurso a outros meios de prova.” – http://www.embaixadadeportugal.org.br/assuconsul/faq-visto.php
      Um grande abraço

  11. Olá. Vou passar por Portugal em jan/fev 2017 mas não consigo esclarecer uma dúvida, e já tentei em vários lugares.
    A informação q encontro é de q para alugar um carro em Lisboa aceitam a CNH Brazuca mas no site da locadora diz q somente documentos da União Européia serão aceitos ou o carro não poderá ser retirado… Alguém pode me ajudar? Obrigada

    • Rafael Boro

      Olá, M. Petit
      Tudo bem?
      A CNH brasileira é aceita mesmo. Pode ficar tranquilo. Você só precisa apresentar o passaporte e a CNH na hora de retirar o carro.
      Um abraço e boa viagem!

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Keysson
      Tudo bem?
      A Mariana, autora do artigo, não vive atualmente em Portugal. Ela já viveu e, na época, a estudo. Eu e o Rafa, responsáveis pelo Cultuga, vivemos em Portugal há quase 4 anos. Eu tenho dupla cidadania e o Rafael tem autorização de residência pelo nosso casamento.
      Um abraço

  12. Olá , queria saber se por um acaso eu fosse para Portugal e ficasse e arrumasse um emprego e renovasse minha visita ,como que ficaria essa situação teria uma possibilidade de eu poder ater ficar morando durante um tempo ?

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Luiz
      Como vai?
      Realmente não tenho essa informação. Penso que não seja possível mais legalizar a permanência de um turista que deseja ficar no país já em solo português. Penso que seja necessário, nesse caso, retornar ao Brasil para solicitar o visto. Somente com a aprovação, que seja possível retornar a Portugal para viver. Entretanto, você poderá levantar essa informação junto ao SEF.
      Um forte abraço

  13. Olá ! Muito obrigado por me incentivar a conhecer um lugar tão espetacular como esse , gostei muito dos seus posts .
    Agora um pergunta; em relação ao valor do seguro saúde é esse valor (30 mil euros)mesmo, ou vcs teriam outra sugestão pra quem pretende viajar mas não tem essa grana toda ? . Até pq é muito dinheiro por um seguro .
    E mesmo pra quem quer ficar 30 dias ,esse valor é normal pra qualquer cidadão? ou a quantidade de dias define alguma coisa ?

    Obrigado******

  14. No site fala em “de documento comprovativo de vínculo laboral ou atividade profissional no Brasil (declaração emitida pela entidade patronal, pública ou privada, devidamente reconhecida em Cartório e autenticado no Consulado de Portugal da sua área de residência”.
    Sou servidora federal, tenho carteira funcional, vocês sabem de todo esse trâmite? (declaração assinada, reconhecida em cartório e autenticada no consulado). Grata!

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Carla
      Essa referência ao vínculo laboral autenticado é recente, pois não se tratava de um documento obrigatório. No site do Consulado, por exemplo, consta a necessidade desse documento, mas não afirma o reconhecimento e autenticação de entidades específicas: http://consuladoportugalsp.org.br/visitantes-brasileiros-em-portugal/
      O que sempre indicamos é levar cópias dos documentos de vínculos empregatícios, principalmente quando há o aviso de férias. Será suficiente para a entrada a turismo 🙂 Não seria nem viável ao Consulado de Portugal no Brasil passar a autenticar todos os documentos laborais dos brasileiros que viajam a turismo a Portugal.
      Um grande abraço

  15. Olá me chamo Natália vou viajar em fevereiro para Portugal primeira vez, vou com meu esposo ele é natural de Lisboa vive comigo no Brasil a 2 anos aqui somos casados o que preciso para entrar em Portugal sem risco de deportação vamos ficar 22 dias na casa dos pais dele que vivem em lisboa

    • Rafael Boro

      Olá, Natália
      Tudo bom?
      Aqui nesse post explicamos quais os documentos que qualquer brasileiro precisa para visitar Portugal a turismo. 🙂
      Abraços e boa viagem!

  16. Boa tarde, vou a Portugal em Junho, vou passar 10 dias e me hospedar em casa de amigos, sou micro empresária, que documento devo levar para comprovar este vínculo? Obrigada

    • Rafael Boro

      Olá, Eliane
      Como vai?
      Você precisa levar o comprovante da sua empresa aberta e ativa.
      Um abraço e boa viagem.

  17. Opa, tudo bem?

    Pretendo ir a Portugal no final do ano, mas tenho uma dúvida: No site da embaixada diz que é necessário comprovar relação laboral, mas minha namorada ainda está na faculdade. Ela pode ter problemas para entrar no país? Obrigado.

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Rodrigo
      Tudo bem?
      Não se preocupe. Peça que ela leve algum comprovante de matrícula ou o pagamento da última mensalidade da Universidade, por exemplo. Se o funcionário da imigração questioná-la sobre o vínculo laboral, ela explica que não está trabalhando nesse momento, mas que o seu vínculo com o Brasil pode também ser comprovado pelos estudos.
      Um grande abraço

  18. Adelino Campos em

    Olá, sou nascido em território português, porém sou naturalizado brasileiro e como emigrei para o Brasil muito criança juntamente com meus pais. não possuo nenhum tipo de documento de Portugal, viajei para o Porto em 2009,(com passaporte brasileiro), a primeira vez que voltei lá após 55 anos de ter vindo para o Brasil, nada me exigiram, somente me perguntaram onde e com quem eu iria ficar, respondi que iria permanecer por 25 dias e residindo com minhas tias e primos, nada sobre seguro viagem nem o valor estipulado para cada dia de permanência em território português.
    Essa exigência é recente? Estou programando minha viagem para lá em Maio de 2017, será que precisarei de cumprir todas essas exigências? Obrigado!!

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Adelino
      Tudo bem?
      As exigências não são recentes. O que acontece é que nem sempre são solicitadas essas comprovações na imigração. O problema é que, se for solicitado e você não as tiver, poderá ficar retido e até proibido de entrar no país.
      Um grande abraço

  19. Ola boa noite, vou viajar em fevereiro pela 1ª vez a Portugal, sou brasileira e meu marido é português, queremos passar 22 dias la com a família dele, a irmã dele que vive em Portugal me mandou uma termo de responsabilidade, ela tinha tirado o termo do site do SEF mas chegando no notário para autenticar a carta a mulher não aceitou, disse que la tinham um termo deles e que aceitavam somente ele. Andei pesquisando na internet porque ela me mandou fotos do termo e só encontrei o termo quando coloquei termo de responsabilidade para visto, e eu não preciso de visto, porque é somente a visita que vou, terei algum problema por conta disso no SEF ? Pois mandei email, mas não compreendo muito o que eles respondem

      • Priscila Roque compreendo, mas esse termo do qual eu menciono acima ja está em minhas mãos aqui no Brasil interior de São Paulo, é já ñ da tempo para ela mandar uma carta, será que vou ter problemas no SEF por conta disso?

        • Priscila Roque
          Priscila Roque em

          Olá, Naty
          Eu não conheço esse termo de responsabilidade emitido pelo SEF, por isso não posso opinar. Se você não entendeu a resposta que eles lhe enviaram por e-mail sobre a sua dúvida, peça ajuda a família do seu namorado, que poderá interpretá-la.
          Sobre a carta convite a qual me refiro, não é necessário que o envio seja feito pelos Correios. Basta que ela escreva no computador, imprima, assine e escaneie para te enviar por e-mail. Você imprime e leva junto na viagem para passar na imigração, caso eles solicitem essa comprovação de alojamento.
          Um grande abraço

  20. Olá

    Estamos programando nossa primeira viagem para Portugal para março deste ano. E temos algumas dúvidas:

    – O email confirmando nossa reserva de hotel é suficiente para comprovar estadia?
    – Conseguimos o Certificado Schengen com a operadora do cartão de crédito. Ele é suficiente ou precisamos mesmo assim o PB-4?

    Adoramos esse site! FANTÁSTICO!

    Muito Obrigado

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Lucas
      Como vai?
      Agradeço o seu carinho pelo conteúdo do Cultuga 😀
      Sobre as suas dúvidas:
      1. Sim, é suficiente!
      2. Basta o seguro da operadora do cartão de crédito que indique a cobertura de Schengen, sim! Não é necessário o PB-4.
      Um grande abraço e uma excelente viagem!

  21. David Pereira em

    Bom dia
    Gostaria de saber
    Mesmo se eu tiver familia em Portugal que ira me receber na viagem ainda sim é obrigatorio ter os valores em dinheiro indicado a cima?
    Vendo que tenho a passagem de ida e volta e carta convite dos meus familiares
    Desde ja obrigado
    Atenciosamente David

    • Rafael Boro

      Olá, David
      Tudo bem?
      No seu caso, é preciso que um dos seus familiares comprove que vai financiar todos os seus gastos da viagem na “carta convite” – pode ser no computador, depois é só imprimir, assinar e escanear para te enviar por e-mail. Você imprime e leva junto na viagem para passar na imigração, caso eles solicitem essa comprovação.
      Um abraço e boa viagem!

  22. Olá,
    Tenho uma dúvida, sou brasileira e tenho a nacionalidade portuguesa e sou casada com um portugues,
    vou viajar com a minha filha para Portugal, ela é brasileira e nao tem nacionalidade.
    Por eu ser portuguesa e ja morar em Portugal vão pedir carta convite e seguro pra minha filha, que vai como turista?

    • Rafael Boro

      Olá, Cláudia
      Tudo bem?
      Não é preciso da carta convite, pois ela estará na sua companhia e por você ter residência em Portugal. Já o seguro viagem é necessário. 🙂
      Um abraço e boa viagem!

  23. É necessário apostilar os documentos relativos a vínculo laboral e/ou seguro-viagem para turismo (somente) para apresentar na imigração lá em Portugal? Haja vista que o Brasil se tornou signatário da Convenção de Haia desde agosto do ano passado e li algo sobre apostilamento… e estou na dúvida
    Alguem que foi para Portugal recentemente sabe algo sobre? Se estão pedindo tal apostilamento para os documentos

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Ben,hur
      Creio que no caso do PB4 seja ideal fazer tal procedimento, pois você precisará desse documento para finalizar a solicitação de suporte na saúde pública em Portugal, mas um seguro viagem particular não, visto que não tem ligação com órgãos públicos portugueses que necessitem da apólice, por ex.
      Um abraço

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Jhessica
      Tudo bem?
      O passaporte do cidadão brasileiro é válido em Portugal. O novo modelo vem com o título “Passaporte Mercosul”. Se é a isso que se refere, tem a mesma validade.
      Um grande abraço

  24. Olá,
    Estou interessado em vagas de trabalho em Portugal. Tenho cadastrado e candidatado a algumas vagas através de alguns sites de emprego portugueses. Minha dúvida é se isto por si só é suficiente para ampla concorrência, ou se pra quem está aqui no Brasil é mais difícil?
    Na sua opinião qual seria a melhor forma de se conseguir uma vaga de emprego em Portugal estando no Brasil.

  25. Boa noite,

    excelente a página e dicas de vocês. Parabéns pelo trabalho!!!
    Vocês tem uma noção do valor a ser pago pelo chip de celular na loja do aeroporto?!
    Viajo semana que vem a Lisboa.
    abraços e obrigada,
    Susy

    • Rafael Boro

      Olá, Susy
      Tudo bem?
      Agradecemos o carinho com o Cultuga! 🙂
      Os valores variam de 15 a 25 euros. É muito bom para usar a internet e fazer ligações para telefones portugueses. O quiosque da Vodafone fica na área do desembarque, no Aeroporto de Lisboa. 😉
      Um grande abraço e uma ótima viagem!

Deixe um comentário