Onde comer BOA comida típica na Serra da Lousã?

0

Visitar a Serra da Lousã já estava na nossa lista de “locais imperdíveis em Portugal” há algum tempo. A beleza natural e o charme das Aldeias do Xisto são os pontos fortes da região. Porém, comer bem faz parte de qualquer viagem pelo país e a passagem pela Lousã exige uma visita ao O Burgo – Restaurante Típico.

Para comer bem na região de Coimbra

O Burgo é um dos restaurantes mais famosos da região de Coimbra – são apenas 35 km da cidade dos estudantes. O “típico” já está no nome, então fomos provar o que há de mais tradicional por ali: a variedade de carnes, principalmente de caça.

Restaurante O Burgo e alguns detalhes dos arredores, com a piscina fluvial

Restaurante O Burgo e a área de beleza natural em que ele está inserido

O centro de Portugal é bastante conhecido por ter pratos de carne emblemáticos. Essa é uma das características fortes da gastronomia do interior. Viajar pelas cidades, vilas e aldeias dessa parte do país é ter a oportunidade de provar receitas com cabrito, veado, coelho, javali e tantos outros.

O ambiente do restaurante O Burgo

As paredes cheias de fotos, reportagens, prêmios e objetos que remetem a região saltam logo à vista. Os dois salões bem iluminados, com mesas de madeira e toalhas verdes e vermelhas são convidativos para grupo de amigos, famílias e também casais.

comer-serra-da-lousa-burgo-coimbra-cultuga-1

A nossa mesa na foto em destaque, do lado direito

Ficamos muito bem acomodados, em uma mesa grande ao canto, sem a passagem frequente dos clientes. Entretanto, confesso que fiquei de olho nas outras mesas que beiravam o fundo do restaurante, em uma espécie de varanda, que já estavam todas ocupadas. Ali tinha uma vista privilegiada para a Praia Fluvial da Senhora da Piedade.

Então, na hora em que você fizer a reserva, pergunte se há disponibilidade nessas mesas, que ficam de frente para a praia fluvial, pois vale (muito) a pena!

Valorização da gastronomia regional

Como sou fã da culinária portuguesa, a ansiedade era grande para provar os sabores da região. É tão bom conhecer o típico de cada lugar de Portugal e também ver a forma que os locais valorizam o que produzem. E foi isso que nos foi servido!

Para dar início ao espetáculo gastronômico, o empregado de mesa (como é chamado garçom em Portugal) trouxe as entradas e o vinho da casa. Comemos azeitonas, pataniscas (que são lascas de bacalhau empanadas), queijo, sardinhas em conserva, pães e broa, favas, grão de bico e enchidos (como são chamados os embutidos).

onde-comer-serra-da-lousa-burgo-coimbra-entradas-cultuga

As entradas…

Pela quantidade e variedade que nos foi servido, já dava para ficar satisfeito. Tudo estava muito fresco, bem temperado e os sabores combinavam entre si.

Começava assim a Rapsódia do Burgo, uma das sugestões do menu: seis entradas típicas, seis pratos regionais diferentes e seis sobremesas. Essa opção é perfeita para grupos de amigos ou família. No nosso caso, estávamos em seis: eu, a Priscila e quatro responsáveis do setor de turismo da Câmara da Lousã – por sinal, excelentes companhias durante todo o passeio e o almoço, que abraçaram imediatamente o nosso projeto de conhecer a região e nos apoiaram no que foi preciso.

A sinfonia dos sabores ainda soava na minha boca, quando sinto o cheiro das carnes chegando à mesa. E agora, o por onde começar?

onde-comer-serra-da-lousa-burgo-coimbra-pratos-principais-cultuga

Alguns dos pratos principais e os acompanhamentos

Vamos a isto (como dizem os tugas): Chanfana à Moda da Serra da Lousã (carne de cabra assada em vinho tinto numa panela de barro preto), Veado com Tortulhos (carne de veado estufado com cogumelos), Cabrito Assado no Forno, Coelho com Molho à Bruxa (coelho frito, apurado no molho de cebola, abóbora e castanhas), Galinha com Tortulhos e Castanhas (temperada com pimentão, frita em azeite e com cogumelos) e Javali com Castanha (carne de javali estufada).

Todos os pratos tinham uma cara ótima, mas fiquei “apenas” com a chanfana, o coelho e o veado. Foi uma boa pedida. Provei o sabor autêntico e intenso da carne de cabra, que tem bastante gordura. Em contrapartida, o coelho me pareceu mais seco e com um leve adocicado das castanhas e da abóbora. E, por último, a carne de veado, a mais surpreendente de todas. Muito macia e saborosa – que cheguei a repetir rs.!

Porém, se você não quer ousar no pedido, não precisa se preocupar. Além dessa variedade de pratos típicos, há também opções para todos os gostos, com bacalhau, bife bovino e frutos do mar.

O licor da Lousã e o cafezinho não poderiam faltar

A Lousã é famosa por ser a “casa” do Licor Beirão, o mais popular do país. Uma refeição completa nesta Serra não pode ficar sem ele. Feito com plantas, como canela e eucalipto, e sementes aromáticas, essa é uma bebida digestiva.

comer-serra-da-lousa-burgo-coimbra-sobremesas-cultuga

Sobremesas e o licor Beirão

O licor veio para acompanhar a travessa com seis doces diferentes. Fiquei logo com as farófias (uma sobremesa a base de leite e ovos, com canela), a tigelada e o requeijão com doce de abóbora.

E, para finalizar a essa visita ao Burgo, um cafezinho, claro. É preciso respeitar a “religião” do café pós-almoço em Portugal rs., não é?

Restaurante O Burgo (ideal reservar)
Endereço: Nossa Senhora da Piedade – Lousã
Contato: (+351) 239 991 162 – restaurante@oburgo.pt
Horário: terça a sábado, das 12h30 às 15h e das 19h30 às 22h. Domingo somente para almoço. Fecha segunda
Preço: média de 18€/ pessoa

Organize aqui a sua viagem para Portugal

icon-saude

Faça o Seguro Viagem com a Real Seguro Viagem em 6x sem juros

icon-carroVeja os melhores preços para alugar um carro na Rental Cars

icon-hotel

Reserve o seu hotel pelo Booking, com opção de cancelamento gratuito

Serviços do Cultuga

icon-tour

Deseja ter a nossa companhia durante a sua visita a Lisboa? Faça um tour conosco

icon-consultoria

Apaixone-se por Portugal com a nossa consultoria de viagem

icon-foto

Leve um suvenir diferente da sua viagem: faça um ensaio fotográfico

Veja também o índice de artigos do Cultuga para ajudar no planejamento do seu roteiro com muitas dicas, sugestões de rota e outras informações sobre Portugal 🙂

Compartilhe.

Sobre o autor

Rafael Boro

Sou jornalista, tenho 32 anos e, apesar de ter nascido em São Paulo, adotei Lisboa como minha cidade. Gosto de apreciar a gastronomia lusa e, sempre que posso, vou a um café ou a um restaurante que não conheço. Lisboa também me trouxe um time de futebol do coração, o Sporting, mesmo tendo o tênis como o meu principal esporte. Troco fácil os transportes públicos por uma longa caminhada. Na minha playlist de música portuguesa não falta David Fonseca e Tara Perdida.

Deixe um comentário