Qual é a voltagem e como são as tomadas em Portugal?

2

Com tantas tomadas diferentes pelo mundo, sempre bate aquela insegurança na hora de viajar. Se você chegou até aqui é porque vai viajar a Portugal e tem algum equipamento eletrônico para levar na mala. Mas fique tranquilo. Há algumas semelhanças entre a voltagem e as tomadas de Portugal e do Brasil.

Qual é a voltagem usada em Portugal?

De norte a sul de Portugal, inclusive Lisboa, Porto e também as ilhas dos arquipélagos da Madeira e dos Açores, a voltagem padrão é de 220V – 50Hz. Entretanto, a boa notícia é que vários dos equipamentos que costumamos usar em uma viagem são bivolts, como o telefone celular, os tablets e também notebooks.

Mas tenha atenção especial ao secador, a chapinha de cabelos, o ferro portátil e outros aparelhos elétricos usados em viagem. Esses, nem sempre são bivolts. Caso o seu aparelho seja 110V, verifique se o hotel em você estará hospedado dispõem do equipamento que precisa.

Apaixone-se por Portugal com a nossa consultoria de viagem

Como são as tomadas portuguesas?

Em Portugal continental e nas ilhas dos arquipélagos da Madeira e dos Açores encontramos dois tipos de tomadas, do chamado padrão europeu, que são bem parecidas entre si: os modelos C e F. Na prática, o que basicamente as diferem para o viajante é que uma é um pouco mais funda do que a outra.

plugue-tomada-em-portugal-cultuga-2

A tomada pode ser funda, como essa, ou um pouco mais rasa, no mesmo formato arredondado

Geralmente, os plugues das tomadas do carregador do smartphone, dos tablets e também dos computadores portáteis (menos aqueles equipamentos do Brasil com três pinos) servem tranquilamente, apesar de não serem do mesmo padrão.

plugue-tomada-em-portugal-cultuga-1

Plugue da tomada do carregador do meu telefone, que trouxe do Brasil e funciona perfeitamente em Portugal

plugue-tomada-em-portugal-cultuga-3

Esse é um plugue de tomada portuguesa, com os pinos um pouco mais grossos

Os plugues de tomada em Portugal tem os pinos arredondados e um pouco mais grossos do que aqueles usados no Brasil. Por isso, o que pode acontecer é deixar o plugue da tomada um pouco frouxo. Nesse caso, um macete que usamos, desde que chegamos a Portugal, é colocar o plugue em um “T” – desses que usamos no Brasil (também vale para tomada de três pinos e aquele do padrão americano, com os pinos achatados). Para nós, funciona bem e não foi necessário comprar um adaptador. Pode viajar tranquilo 🙂

plugue-tomada-em-portugal-cultuga-4

Do lado esquerdo, o plugue de um equipamento que trouxe do Brasil, com três pinos. Do lado direito um “T”, que também trouxe do Brasil, e que serve perfeitamente na tomada portuguesa

Organize aqui a sua viagem para Portugal

icon-saude

Faça o Seguro Viagem com a Real Seguro Viagem em 6x sem juros

icon-carroVeja os melhores preços para alugar um carro na Rental Cars

icon-hotel

Reserve o seu hotel pelo Booking, com opção de cancelamento gratuito

Serviços do Cultuga

icon-tour

Deseja ter a nossa companhia durante a sua visita a Lisboa? Faça um tour conosco

icon-consultoria

Apaixone-se por Portugal com a nossa consultoria de viagem

icon-foto

Leve um suvenir diferente da sua viagem: faça um ensaio fotográfico

Veja também o índice de artigos do Cultuga para ajudar no planejamento do seu roteiro com muitas dicas, sugestões de rota e outras informações sobre Portugal 🙂

Compartilhe.

Sobre o autor

Priscila Roque

Sou jornalista especializada em cultura e fotógrafa. Foi preciso passar dos 30 anos para assumir que Lisboa é, realmente, o meu lugar no mundo. Mas a paixão por Portugal começou bem mais cedo, ainda na adolescência, quando descobri alguns músicos locais. Os meus pais são portugueses imigrados no Brasil. Depois de fazer o caminho inverso deles, trocando São Paulo por Lisboa, quero agora, com o Cultuga, diminuir a distância que separa o Brasil de Portugal.

2 comentários

  1. Lia Domingues em

    Oi, Priscila, tudo bom?
    Então, o problema está nos 50 hertz daqui, já que, no Brasil, a voltagem é de 60 hz, e os equipamentos que “aquecem”, como secadores de cabelo, chapinhas, ferros de roupa, etc, podem apresentar problemas com essa “hertagem” mais baixa.
    Claro que para usar por um tempo curto (1 semana ou mesmo um mês) não há problema, só que trazer uma chapinha do Brasil e usar aqui por muito tempo pode diminuir o tempo de vida útil do equipamento.

    Bjs!!

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Muito obrigada pelo toque, Lia!
      Realmente, eu não sabia desse detalhe. Trouxe um secador bivolt do Brasil, mas como uso pouquinho não senti essa questão da vida útil.
      Um grande beijo 😀

Deixe um comentário