Como é o clima e o que levar na mala para os Açores?

0

O arquipélago dos Açores tem um clima completamente diferente de Portugal continental e do arquipélago da Madeira. Para preparar a mala e organizar o seu roteiro para as ilhas dos Açores, tenha atenção a alguns detalhes que farão a sua viagem mais proveitosa e agradável.

Qual é a melhor época para viajar aos Açores?

Nós viajamos de Lisboa a Ilha de São Miguel, nos Açores, no mês de março. Pegamos o finalzinho do inverno e início da primavera por lá – mas isso não tem um significado muito expressivo sob a ótica do tempo. Na verdade, o clima nessas ilhas é até bastante ameno e permanente. Costuma-se dizer por lá que vale a pena ir aos Açores o ano todo.

Entre os meses de junho e setembro, você certamente encontrará a região um pouco mais quente e também com maior movimento. É época de férias por toda a Europa e os próprios portugueses também aproveitam para viajar para lá.

Durante os meses de verão, há ainda maior fluxo de barcos em conexão entre ilhas e a possibilidade de sair sol é, claro, um pouco maior.

Entretanto, isso não significa que os demais meses não sejam válidos – muito pelo contrário. Épocas com menor fluxo turístico são interessantes para fazer os passeios com mais calma, ter acesso a melhores preços na rede hoteleira e em passagens aéreas (a SATA – AzoresAirlines voa entre ilhas o ano todo), e ainda um atendimento exclusivo nos serviços, além da convivência mais próxima com a vida local.

Dicas para o seu roteiro de viagem

Um conselho que trouxemos da Ilha de São Miguel foi: fique, ao menos, 5 dias nos Açores. Nós fizemos a nossa base em uma única ilha dessa vez, a maior do arquipélago, e esse período foi o que julgamos mínimo para conhecer São Miguel, principalmente por conta das mudanças frequentes de tempo.

Mas, independente da ilha ou das ilhas que você escolha visitar, é importante ter alguma folga em seu roteiro para que você possa adequar as atividades e os passeios de acordo com o tempo para aquele dia.

Em São Miguel, pudemos usar os dias de frio, vento ou chuva, por exemplo, para aqueles deliciosos banhos quentes termais + passeios nos parques e o céu limpo com sol para subir as montanhas e ver aquelas paisagens de tirar o fôlego, no melhor estilo cartão-postal.

Mas, como saber se o tempo está fechado ou ensolarado em cada parte da sua ilha de hospedagem ou na ilha vizinha? Para isso, também tem um macete: acesse essas webcams ao vivo antes de sair do hotel para planejar o seu passeio.

Só não me diga que você quer fugir da chuva nos Açores… (esqueça, pois isso não será possível rs.)

Apaixone-se por Portugal com a nossa consultoria de viagem

Então, como é o clima nas ilhas?

O clima no arquipélago dos Açores é bastante próprio. Como estamos falando de 9 ilhas de origem vulcânica no meio da imensidão do Oceano Atlântico é difícil até mesmo unir todas elas em um mesmo conceito.

As ilhas açorianas estão localizadas na zona temperada do hemisfério norte. E a alta umidade é o que conecta todas elas. Algumas são mais ensolaradas do que outras, é verdade – principalmente por conta de seu tamanho e também da altura de suas montanhas, que podem ou não  concentrar as nuvens de chuva por mais tempo.

lagoa-canario-ilha-sao-miguel-acores-cultuga

Vimos cenários diferentes junto a Lagoa do Canário em um espaço de 24 horas. A magia da Ilha de São Miguel ❤

Como foi a nossa experiência

Nesse mês de março, pegamos 5 dias na Ilha de São Miguel com temperaturas constantes, tendo como média os 15ºC. O que realmente muda é a sensação térmica. Os ventos, a chuva e o sol modificam a percepção da temperatura real e essa variação pode ser sentida em um único dia. Por isso, o ideal é sempre estar preparado para passar por todas as situações ao longo do dia.

Mas não se preocupe, pois não é assim tão difícil se adaptar. Como os passeios são sempre feitos de carro, seja alugado por você, seja em companhia de um tour privado ou em grupo, dá para carregar algumas peças de roupa extras sempre e se sentir mais confortável.

De acordo com o VisitAzores, ao longo do ano, as termômetros rondam os 13ºC de mínima e os 22ºC de máxima. Entretanto, com a umidade constante, você poderá sentir mais frio do que a temperatura marcada ou mais calor, para os dias quentes e de sol.

Por isso, o que realmente vai ditar o que levar na mala para os Açores é a umidade.

Afinal, o que levar na mala para os Açores?

Lembro sempre do que o Jorge Dias, nosso guia local pelas Sete Cidades, da Keep Walking Azores, nos disse: que não devemos “vender” o sol nos Açores. Os dias abertos, o céu azul e um bonito sol vão invadir, sim, a sua viagem. Mas também há que se preparar para dias cinzas e, por vezes, chuvosos, que acontecem o ano todo e fazem parte da paisagem açoriana. E isso é ruim? Não! Claro que não!

Já disse algumas vezes por aqui, nas dicas de como fazer a mala para viagens a Portugal continental, que não existe tempo ruim para viajar. O que existe é uma mala inadequada para a viagem. Por isso, ter os artigos certos para levar aos Açores é imprescindível para o bom aproveitamento do seu roteiro.

Para se proteger da chuva

Esqueça o guarda-chuva. Ele não será muito útil nessa viagem. O ideal é você ter, ao menos, um calçado e um casaco/ corta vento com capuz impermeáveis. Em qualquer época do ano, eles oferecerão muito conforto e tranquilidade para os seus passeios (na Decathlon você encontra esses artigos).

sete-cidades-keep-walking-azores-cultuga-2

Sorry, não sei fazer #LookDoDia, mas esse é o meu corta vento + pescoceira que deram conta do recado

Mesmo viajando no final inverno, não pegamos nenhum dia de chuva intensa por muito tempo. Aliás, não tivemos nem mesmo que passar por uma chuvarada. Lembro apenas de um único dia, durante o nosso almoço, que caiu um pé-d’água de 30 minutos, mais ou menos. O restante, era mesmo uma garoa ou aquela pancada passageira muito rápida, que não atrapalhou o nosso roteiro.

Outra dica é usar uma calça que seca rapidamente. Confesso que viajei de calça jeans, pois é algo que adoro. Como não fomos para praticar esportes específicos, mas somente caminhadas leves e passeios com o suporte do carro, as minhas calças deram conta do recado.

Mas se você tem o costume de usar roupas esportivas e possui aquelas que secam rapidamente, caso pegue uma chuva, certamente será bem mais confortável, pois não passará muito tempo sentindo as peças molhadas.

sete-cidades-keep-walking-azores-cultuga

Looks do Rafa, do Jorge (nosso guia do Keep Walking Azores) e da Flavia (nossa parceria nessa aventura, do blog Almost Locals) rs.

Uma última sugestão é carregar sempre um par de meias extra. Se você estiver com frio, como as ilhas são bastante úmidas, pode ser que você tenha a sensação que os seus pés molhados. Sendo assim, poderá trocá-las e sentir os seus pés mais quentinhos novamente 🙂

Tenha cuidado com a sua câmera fotográfica

Para quem é apaixonado por fotografia, como eu, ter cuidado com a câmera fotográfica é super importante. Aqui não falo somente de equipamento profissional, não, mas de toda e qualquer câmera – até mesmo a do seu iPhone.

Se você não quer perder momentos incríveis da paisagem açoriana (e, olha, eles não acontecem somente sob o sol intenso, viu?), tenha sempre um saco plástico transparente a mão para envolver a sua câmera na hora da garoa ou, ainda, uma caixa estanque.

O mesmo vale para caso você esteja planejando fazer um passeio de barco para a observação de baleias e golfinhos, por exemplo. Nós fomos na companhia da empresa Picos de Aventura e eles fornecem uma capa de chuva para proteger o corpo. Entretanto, para que você possa fotografar o mar com tranquilidade, é ideal ter o seu equipamento protegido, pois há momentos em que o barco precisa de velocidade para alcançar a região de observação e, como ele é bem baixinho, a água pode espirrar para dentro.

picos-de-aventura-barco-semirigido-observacao-cetaceos-ilha-sao-miguel-acores-cultuga

Barco usado pela Picos de Aventura na observação de golfinhos e baleias: cuide da sua câmera fotográfica

Prepare-se para os banhos quentes nas termas

Outra coisa que não pode faltar na sua mala para os Açores, sobretudo naquelas ilhas em que há termas para os banhos quentes, é uma roupa de banho. Na Ilha de São Miguel, há diversos locais para você experimentar.

Porém, tenha atenção. No caso de São Miguel, as águas são férreas, portanto, frequentemente você verá que o seu tom não é cristalino, mas alaranjado. Por isso, dê preferência para levar um biquíni/ maiô/ sunga velhos ou que não sejam os seus favoritos, pois eles podem ficar manchados. O mesmo vale para a toalha de banho. Entretanto, dependendo da terma que você for, há ainda a opção do aluguel de toalhas – o que torna essa etapa mais simples.

O Tanque de Água Termal do Parque Terra Nostra tem temperaturas entre os 35 e 40 graus celsius

Eu optei por um biquíni totalmente preto e não tive problemas com manchas. Porém, quando comentei com uma vendedora de uma loja de biquínis que eu estava indo para os Açores, ela ainda me deu uma outra recomendação, que é lavar muito bem as peças logo após o uso nas termas, sem esperar que elas sequem. Foi o que fiz e creio que, por isso, tenha ficado com o meu biquíni impecável.

Mas só te digo uma coisa: vale TANTO a pena, principalmente para um dia nublado, frio, chuvoso ou no período da noite. Foi uma das experiências que mais gostei nessa viagem 🙂

Não esqueça da sua “farmácia”

Essa é uma recomendação válida para toda e qualquer viagem. Sempre que vamos a um local desconhecido, sobretudo com um clima em que não estamos acostumados, o corpo pode estranhar. Portanto, para que você tenha uma estadia super agradável nos Açores, leve sempre os medicamentos que você está acostumado a usar, seja para dor de cabeça, dor de garganta ou resfriados, por exemplo. Assim, você poderá aproveitar a viagem, sem ter que se preocupar com uma indisposição passageira.

ribeira-grande-sao-miguel-cultuga-camara

Céu lindo na nossa visita ao centrinho da Ribeira Grande

A série de reportagens #AçoresParaBrasileiros foi idealizada pelos blogs Cultuga e Almost Locals. A nossa visita à Ilha de São Miguel, nos Açores, contou com o apoio do VisitAzores, que organizou nosso roteiro; do Hotel VIP Executive Azores (Ponta Delgada), onde ficamos hospedados; da Autatlantis, que nos cedeu o carro durante nossa estadia na ilha, e da SATA – AzoresAirlines, que nos ofereceu os voos de Lisboa a Ponta Delgada e de Ponta Delgada a Lisboa.

Organize aqui a sua viagem para os Açores

icon-saude

Faça o Seguro Viagem com a Real Seguro Viagem em 6x sem juros

icon-carroVeja os melhores preços para alugar um carro na Rental Cars

icon-hotel

Reserve o seu hotel nos Açores pelo Booking, com opção de cancelamento gratuito

icon-tour

Excursões nos Açores com tours em português na GetYourGuide

Serviços do Cultuga

icon-tour

Deseja ter a nossa companhia durante a sua visita a Lisboa? Faça um tour conosco

icon-consultoria

Apaixone-se por Portugal com a nossa consultoria de viagem

icon-foto

Leve um suvenir diferente da sua viagem: faça um ensaio fotográfico

Veja também o índice de artigos do Cultuga para ajudar no planejamento do seu roteiro com muitas dicas, sugestões de rota e outras informações sobre Portugal e ilhas portuguesas 🙂

Compartilhe.

Sobre o autor

Priscila Roque

Sou jornalista especializada em cultura e fotógrafa. Foi preciso passar dos 30 anos para assumir que Lisboa é, realmente, o meu lugar no mundo. Mas a paixão por Portugal começou bem mais cedo, ainda na adolescência, quando descobri alguns músicos locais. Os meus pais são portugueses imigrados no Brasil. Depois de fazer o caminho inverso deles, trocando São Paulo por Lisboa, quero agora, com o Cultuga, diminuir a distância que separa o Brasil de Portugal.

Deixe um comentário