Anfiteatro: a arte da gastronomia dos Açores em São Miguel

0

A valorização dos produtos regionais é um dos trunfos da gastronomia portuguesa – e é algo que também me agrada muito. No arquipélago dos Açores não poderia ser diferente. Durante a nossa passagem pela Ilha de São Miguel, no mês passado, tivemos o prazer de comprovar esse fato.

Conheça quais são as 9 ilhas do arquipélago dos Açores

São muitos os bons restaurantes “para comer de joelhos” e “chorar por mais” – como dizem os portugueses. E o Restaurante Anfiteatro, na cidade de Ponta Delgada, é um deles.

Posso dizer que essa foi a nossa estreia na ilha, pois almoçamos aqui em nosso primeiro dia de viagem. Começar a explorar São Miguel com sabores açorianos (e não só): esse, sim, foi um belo cartão de visitas!

Sobre o Anfiteatro, em Ponta Delgada

Não é somente o nome que traz algum charme. O Anfiteatro é um dos restaurantes instalados nas Portas do Mar – um complexo moderno junto à marina de Ponta Delgada com lojas e diversos espaços para comer, onde locais e viajantes se reúnem de segunda a segunda, seja para almoçar, beber algo ao pôr-do-sol ou conviver com os amigos à noite.

Somente como curiosidade, a requalificação dessa área das Portas do Mar foi assinada pelo arquiteto português Manuel Salgado, em 2008. Ele ainda esteve a frente dos projetos do Centro Cultural de Belém, em Lisboa (esse em parceria com o italiano Vittorio Gregotti), e do estádio do Dragão, no Porto.

Algo muito interessante também é que este restaurante e lounge faz parte da EFTH – Escola de Formação Turística e Hoteleira – uma referência na região. Aqui, os formandos e colaboradores aplicam técnicas e seus conhecimentos nos menus apresentados aos clientes. Notamos o capricho nos detalhes e o esforço de toda a equipe para sair tudo de forma impecável.

Chegamos ao finalzinho do horário de almoço, já às 14h, e acabamos por ter uma refeição bastante calma

Estruturalmente, o Anfiteatro está dividido em dois andares, cada um com um conceito. No primeiro piso, logo a entrada, está o Lounge, com petiscos, refeições leves e bebidas. Ele está aberto o dia todo. Assim, se torna uma boa opção para quem perdeu a hora do almoço ou quer curtir um fim de tarde. Já o segundo piso está efetivamente o Restaurante, onde são servidas as refeições completas.

O que mais gostei, além da comida, claro, foi mesmo da atmosfera, pois estávamos em uma sala toda de vidro. Assim, junto a baía de Ponta Delgada, tivemos uma refeição acompanhada de uma vista muito agradável.

No Lounge também há cerveja artesanal açoriana

 Como é o clima e o que levar na mala para os Açores?

O Menu Degustação do Restaurante Anfiteatro

Uma abundância de sabores, se poderia definir essa experiência em poucas palavras. O menu tinha uma conexão intensa com o oceano e sempre com uma forma contemporânea de preparar e apresentar os pratos.

Ele começou de forma original e com o primeiro sabor a mar: provamos uma típica cavala defumada (ou fumada, como dizem em Portugal) acompanhada de uma salada algarvia – que se remete a região do Algarve, no sul de Portugal. Foi a primeira vez que experimentei esse peixe e senti uma refrescância na proposta, que foi servida de forma criativa, em uma latinha. O corte das verduras e legumes da salada algarvia ainda me fez lembrar do vinagrete que comemos no Brasil (o vinagrete, em Portugal, geralmente se refere a molhos diversos a base de vinagre).

A cavala foi servida em uma latinha de conserva

A entrada veio com um ótimo toque agridoce: carapau com aveludado de agrião (uma espuma mais espessa e levemente doce), cebola curtida no vinagre e tomate picadinho. Uma união que combinou muito bem.

Carapau com aveludado de agrião: um toque agridoce para a entrada

Finalizamos a viagem ao mar açoriano com um espadarte grelhado – um peixe sempre presente na culinária local -, servido numa cama de espinafres salteados, cubinhos de bogango (da família da abóbora), couve-flor e manteiga da Ilha das Flores (mais a oeste do arquipélago).

O prato principal trouxe uma das estrelas do mar açoriano

A leveza do espadarte foi o ponto alto desse prato, mas a louça onde ele foi servido era um espetáculo à parte. Ela tinha o formato de uma lapa, que é um marisco muito consumido (e delicioso) nos arquipélagos dos Açores e da Madeira.

A sobremesa também veio servida em um prato inspirado nas lapas

Em Portugal, a sobremesa é obrigatória rs. O motivo é óbvio: são sempre boas! 🙂 No Anfiteatro, não poderia ser diferente. Pudim de café, sorbet de iogurte, crumble de avelã, merengue e citrinos. Esse, sim, uma explosão de sabores em cada colherada. A melhor forma de prová-la foi intercalando o pudim e o sorbet com pedacinhos de citrinos. Acho que nem preciso dizer que essa também foi a melhor forma de fechar esse primeiro almoço na Ilha de São Miguel, não é?

Restaurante/Lounge Anfiteatro
Endereço: Pavilhão do Mar / Portas do Mar – Ponta Delgada, São Miguel, Açores
Contato: (+351) 296 206 150 / 5
Horário: Restaurante – todos os dias, das 12h às 14h30 e das 18h30 às 22h / Lounge – segunda a sexta, das 12h às 14h30 e das 18h30 às 22h – fim de semana e feriados, das 12h às 22h
Preço: média de 35€/ pessoa no Restaurante e 15€/ pessoa no Lounge
Site: www.restauranteanfiteatro.com

Organize aqui a sua viagem para os Açores

icon-saude

Faça o Seguro Viagem com a Real Seguro Viagem em 6x sem juros

icon-carroVeja os melhores preços para alugar um carro na Rental Cars

icon-hotel

Reserve o seu hotel nos Açores pelo Booking, com opção de cancelamento gratuito

icon-tour

Excursões nos Açores com tours em português na GetYourGuide

Serviços do Cultuga

icon-tour

Deseja ter a nossa companhia durante a sua visita a Lisboa? Faça um tour conosco

icon-consultoria

Apaixone-se por Portugal com a nossa consultoria de viagem

icon-foto

Leve um suvenir diferente da sua viagem: faça um ensaio fotográfico

Veja também o índice de artigos do Cultuga para ajudar no planejamento do seu roteiro com muitas dicas, sugestões de rota e outras informações sobre Portugal e ilhas portuguesas 🙂

Compartilhe.

Sobre o autor

Rafael Boro

Sou jornalista, tenho 33 anos e, apesar de ter nascido em São Paulo, adotei Lisboa como minha cidade. Gosto de apreciar a gastronomia lusa e, sempre que posso, vou a um café ou a um restaurante que não conheço. Lisboa também me trouxe um time de futebol do coração, o Sporting, mesmo tendo o tênis como o meu principal esporte. Troco fácil os transportes públicos por uma longa caminhada. Na minha playlist de música portuguesa não falta David Fonseca e Tara Perdida.

Deixe um comentário