A música reaproxima Brasil e Portugal

Envie este artigo para alguém que você gosta!

Uma das coisas que me dá mais prazer é saber de intercâmbios culturais entre brasileiros e portugueses que dão certo. O Projeto Visto é um deles. Idealizado pelo jornalista Pedro Salgado e pelo músico Pedro Marques Pereira, esse encontro visa trocar canções. Ou seja, brasileiros cantam portugueses e portugueses cantam brasileiros.

O projeto luso acabou de lançar seu primeiro EP em parceria com o site brasileiro Scream & Yell e já começa a fazer seus primeiros ecos. No time do lado esquerdo do Atlântico estão Graveola e o Lixo Polifônico, Do Amor e A Banda Mais Bonita da Cidade. Já do outro lado estão A Armada e Vitorino Voador.

Saiba mais, nas palavras de Pedro Salgado e Pedro Marques Pereira:

“Com o Projeto Visto, pretendemos contribuir para uma aproximação das novas realidades musicais, tendo como resultado prático a apresentação, em formato virtual, no site Scream & Yell, de uma coletânea em que músicos de Portugal e Brasil escolheram respetiva e livremente um tema brasileiro e português da sua preferência.

A iniciativa reflete a crescente curiosidade de artistas e públicos em encontrar diferentes realidades, apela ao segmento conhecedor da música independente, cantada em português, e espelha as preferências de uma audiência moderna que cresceu com as novas ferramentas da Internet.

De uma forma gradual, os músicos envolvidos gravaram as versões pelos seus próprios meios, que posteriormente seriam misturadas e masterizadas no Estúdio Fuga, afeto ao Projeto Visto, em Montemor-O-Novo (Portugal). E é possível encontrar vários motivos de interesse.

Desde logo, na recriação carimbó meets rock canônico de “Movimento Perpétuo Associativo”, do Deolinda, pelo Do Amor, prolongar a força das palavras de “Longo Passeio”, do Los Porongas, na elegância musical do Vitorino Voador ou envolver-se na toada hipnótica de “A Lenda Do Homem Pássaro”, de JP Simões, reinterpretada pelo Graveola e o Lixo Polifônico, entre outros.

No total, são seis as músicas que compõem o EP disponibilizado e potenciam a descoberta (ou redescoberta), de vários temas de eleição e representam mais uma forma de aproximar músicos, agentes culturais e públicos de Portugal e Brasil. Agradecemos ao Scream & Yell, na pessoa de Marcelo Costa, e a todos os músicos que participaram na iniciativa, o interesse e a disponibilidade revelados em todo o processo”

Contato: projetovisto@gmail.com


Envie este artigo para alguém que você gosta!

Viaje a Portugal com segurança

icon-saude

SEGURO SAÚDE E VIAGEM
Faça o seu seguro para Portugal na Real Seguro Viagem com este link do Cultuga e ganhe 10% de desconto!

icon-carro

ALUGUEL DE CARRO
Viajar de carro é uma ótima opção para se aproximar da natureza e fazer um roteiro ao seu ritmo. Na RentalCars você recebe o orçamento de aluguel de carro das empresas mais conhecidas de Portugal.

icon-hotel

HOTÉIS E APARTAMENTOS
Encontre hotéis no Booking focados na higienização de seus espaços e evite surpresas frente a imprevistos com a opção de cancelamento gratuito!

O Cultuga precisa do seu apoio para permanecer ativo!

Estamos há 10 anos no ar produzindo conteúdo autêntico sobre a cultura portuguesa para viajantes brasileiros e apaixonados por Portugal. Frente a pandemia, precisamos da sua parceria para que esse trabalho continue sendo feito e esteja disponível a todos.

Veja de que forma que você pode colaborar com o Cultuga:

 Conheça o nosso clube de membros do Apoia-se

Participe das nossas lives sobre cultura portuguesa aos domingos no YouTube

Leu um artigo que foi útil para você? Compartilhe-o com alguém que você gosta, no seu grupo de amigos ou nas redes sociais!

Siga o Cultuga no Instagram, no Facebook e no YouTube

Conheça os serviços que nós promovemos para quem viaja por Portugal

Agradecemos o seu carinho e suporte!

Apoie o Cultuga

Sobre o autor

Priscila Roque

Sou jornalista especializada em cultura e fotógrafa. Foi preciso passar dos 30 anos para assumir que Lisboa é, realmente, o meu lugar no mundo. Mas a paixão por Portugal começou bem mais cedo, ainda na adolescência, quando descobri alguns músicos locais. Os meus pais são portugueses imigrados no Brasil. Depois de fazer o caminho inverso deles, trocando São Paulo por Lisboa, quero agora, com o Cultuga, diminuir a distância que separa o Brasil de Portugal.

Deixe um comentário