Um pé no Brasil, outro em Portugal

PORTUGAL NA PANDEMIA: acompanhe aqui as atualizações da Covid-19

Em 1994, tinha eu 18 anos, quando meu pai Ediberto Lima – que trabalhava na Globo – foi convidado a participar do início da SIC (canal privado português afiliado a TV Globo). Ele percebeu que o mercado português estava carente de projetos inovadores e aproveitou esta lacuna para criar sua própria produtora independente.

Inspirado em alguns programas que tinham feito sucesso no Brasil, ele criou o juvenil “Muita Lôco”, o infantil “Super Buéréré” os “Big Show SIC” e “Roda dos Milhões”, entre outros – todos eles líderes de audiência em Portugal.

Suas criações, que tinham como componente principal a música e o humor, levaram à TV portuguesa a cor, o ritmo e a emoção que faltavam. Toda esta “festa” que ele proporcionava semanalmente aos portugueses lhe rendeu o título de “O homem que revolucionou a televisão portuguesa” e ainda “O Pai da TV em movimento”.

Felizmente tive a oportunidade de participar ativamente neste seu sucesso como produtora e jornalista dos seus programas. Pouco a pouco e, por acaso, também fui me transformando na assessora dos mesmos, graças as solicitações da imprensa quanto ao conteúdo dos programas.

Minha paixão pelos bastidores fez com que eu me aperfeiçoasse e, durante os meus 18 anos de Portugal, desenvolvesse estas três funções em simultâneo, não apenas nos seus programas, mas também para outras televisões e clientes.

Destaco os dois anos em que fui assessora de imprensa da TV Record Portugal, as divulgações da banda O Rappa, de Bruno&Marrone e dos Racionais MC’s em suas turnês europeias e do evento Brazilian Day Portugal e a produção do talk-show “A Última Ceia”, exibido na SIC Radical e apresentado pelo talentoso Rui Unas.

Mas como a vida é uma caixinha de surpresas, em Dezembro de 2010, numa das minhas vindas de férias ao Brasil, me apaixonei e decidi voltar a morar em São Paulo, minha cidade natal.

No momento, trabalho na Lab 3 TV, uma empresa de transmissões ao vivo, que também é atuante em Portugal, e mantenho um contato frequente pessoal (minha família ainda mora lá) e profissional com o país que me acolheu por tanto tempo.

Morro de saudades de Cascais, o lugar onde sempre morei, da sua calmaria, das suas ruas charmosas, das suas praias belas e pretendo voltar lá em breve a passeio.

Enquanto tento me adaptar a esta rotina caótica típica de uma cidade grande, torço para que Portugal viva dias melhores e vou curtindo o amor do meu namorado, Caco Scarlatelli, e da família que estava deste lado e que eu também sentia falta.

Fabiana Lima
http://www.fabianalima.com

Você também tem uma história especial com Portugal e gostaria de vê-la publicada aqui no Cultuga? Escreva para nós!

Envie este artigo para alguém que você gosta!

Portugal perto de você ❤

Há 11 anos produzimos conteúdo autêntico sobre cultura portuguesa e turismo cultural de Portugal!

 YOUTUBE
Inscreva-se
em nosso canal no YouTube – há sempre novidades!

NEWSLETTER
Cadastre-se na nossa newsletter
 e receba atualizações por e-mail

Viaje a Portugal com tranquilidade ✈

icon-saude

SEGURO SAÚDE
Faça o seguro para Portugal na Real Seguro Viagem. Você ganha 10% de desconto!

icon-carro

ALUGAR CARRO
Viaje de carro com um roteiro ao seu ritmo. Na RentalCars você recebe o orçamento das empresas mais conhecidas de Portugal.

icon-hotel

HOTÉIS E APARTAMENTOS
Encontre hotéis no Booking e proteja-se de imprevistos com a opção de cancelamento gratuito!

SESSÃO FOTOGRÁFICA
Eternize a sua viagem a Portugal com um ensaio fotográfico!

TOURS E TRANSFERS
Conheça o trabalho do Vinícius! Ele e sua equipe vão receber você com carinho e conforto!

Sobre o autor

Sou jornalista especializada em cultura e fotógrafa. Tenho Lisboa como o meu lugar no mundo, o meu refúgio, a minha casa. Mas é também em Portugal, este país vivo e com tanto para contar, que me sinto completa. Os meus pais são portugueses imigrados no Brasil. Depois de fazer o caminho inverso deles, trocando São Paulo por Lisboa, assumi como missão do Cultuga diminuir a distância que separa o Brasil de Portugal.

Deixe um comentário