Doces portugueses: 7 curiosidades sobre Ovos Moles de Aveiro

2

Passar por Aveiro e não provar seus Ovos Moles é um verdadeiro pecado. Esse doce regional, assim como grande parte da pastelaria portuguesa, nasceu nos conventos por volta do século XVI. E ele se encaixa perfeitamente a aquela velha história do uso da clara do ovo para engomar os hábitos, enquanto a gema, sua sobra, se tornava um delicioso docinho.

No centro de Portugal, já pertinho do Porto, esta massa composta por gema e açúcar é envolvida por uma fina película – similar a hóstia – com temas marinhos, como peixes e conchas. Para a venda, é disposta em caixinhas ou então dentro de barricas de madeira pintadas à mão com motivos locais, exibindo, por exemplo, os barcos moliceiros.

Sempre que vamos a Aveiro, gostamos de comer Ovos Moles na Pastelaria Rossio ou na Pastelaria Ramos.

7 curiosidades sobre os Ovos Moles de AveiroDoce português: Ovos Moles de Aveiro

  • 1. A primeira notícia que se tem da produção de Ovos Moles remete ao Convento de Jesus, edificado em 1462 e transformado em Museu a partir de 1925. Atualmente, ele se chama Museu de Aveiro e guarda peças importantes da arte sacra de Portugal, além da história da padroeira da cidade, Santa Joana Princesa.
  • 2. A receita permanece imutável, tal qual como era feita no passado. Gema de ovo, açúcar e água cozidos em baixa temperatura.
  • 3. Esse é um dos únicos doces portugueses naturais que pode ser conservado sem a necessidade de refrigeração por cerca de 15 dias.
  • 4. Há quem diga que, no passado, os produtores chegaram a juntar arroz cozido ou farinha de arroz aos Ovos Moles, mas os fabricantes negam.
  • 5. Esse foi o primeiro doce tradicional português a ser reconhecido pela União Europeia com o certificado de Indicação Geográfica Protegida com o objetivo de manter suas propriedades e sabor originais.
  • 6. Os Ovos Moles de Aveiro movimentam cinco milhões de euros por ano.
  • 7. Os Ovos Moles não podem ser fabricados por qualquer pessoa. Na região, foi formada a Associação de Produtores de Ovos Moles de Aveiro e editado o Caderno de Especificações dos Ovos Moles de Aveiro que impõem regras para sua produção e venda.

Organize AQUI a sua viagem para Portugal!

icon-saude

Parcele o seguro saúde na Real Seguro Viagem em 6x SEM JUROS

icon-carroVeja os melhores preços para alugar um carro

icon-hotel

Reserve o seu hotel no Booking, com cancelamento gratuito

Conheça os serviços exclusivos do Cultuga

icon-tour

Deseja ter a nossa companhia em Lisboa? Faça um tour conosco

icon-consultoria

Reserve um transfer ou city tour com os nossos parceiros em Portugal

icon-foto

Faça um ensaio fotográfico em Lisboa ou no Porto

Veja o índice de artigos do Cultuga para ajudar no planejamento do seu roteiro ❤

Compartilhe.

Sobre o autor

Priscila Roque

Sou jornalista especializada em cultura e fotógrafa. Foi preciso passar dos 30 anos para assumir que Lisboa é, realmente, o meu lugar no mundo. Mas a paixão por Portugal começou bem mais cedo, ainda na adolescência, quando descobri alguns músicos locais. Os meus pais são portugueses imigrados no Brasil. Depois de fazer o caminho inverso deles, trocando São Paulo por Lisboa, quero agora, com o Cultuga, diminuir a distância que separa o Brasil de Portugal.

2 comentários

  1. Avatar

    Olá,

    Os Ovos Moles de Aveiro estão a venda em qualquer lugar em Aveiro, ou tem um lugar melhor?
    Assim como os Pasteis de Belém em Lisboa.
    Pois quando subir de Óbidos pra Porto já passo pra buscar. Pode me ajudar?

    • Rafael Boro

      Olá, Carla
      Tudo bem?
      Várias pastelarias e confeitarias de Aveiro vendem os Ovos Moles. 🙂 Nós costumamos comprar na Oficina do Doce, Pastelaria Rossio e Confeitaria Peixinho.
      Aproveito para indicar um post com 15 doces imperdíveis em Portugal! Você vai adorar!
      Um grande abraço e boa viagem!

Deixe um comentário