Onde ver um show de Fado em Lisboa (algumas experiências vão te impressionar!)

Ver um Fado em Lisboa é uma experiência valiosa para quem gosta de música e tem interesse em conhecer a cultura local. Porém, com receio de apresentações “pega turista”, muitos viajantes se perguntam – afinal – onde ver um show de Fado em Lisboa? E é isso que vou te contar neste artigo!

Eu e o Rafa vivemos em Lisboa desde 2013. Porém, antes mesmo de morarmos por aqui, por eu ter meus pais portugueses, o Fado e a música folclórica de Portugal sempre foram muito presentes na minha vida. 

Além disso, eu e o Rafa somos muito musicais – e isso fez com que rapidamente a gente se interessasse de forma mais profunda pelo o Fado e, principalmente, por vê-lo ao vivo.

Neste artigo, reuni experiências diferentes em que você poderá aproveitar o Fado em Lisboa – desde o clássico ritual do jantar com Fado, passando por prestigiar um fadista consagrado em uma casa de espetáculos, como num teatro histórico, por exemplo, até assistir a um show de Fado em um lugar inusitado e a fusão de outros estilos musicais.

Já digo aqui antecipadamente: lugares turísticos são diferentes de lugares “pega turistas”. Aqui vou explicar para você o valor de cada um desses shows de Fado em Lisboa e também como fugir dessas roubadas que o viajante e o Fado são desrespeitados.

Quer conhecer a cultura portuguesa de pertinho? Faça um tour com a gente!


Casas de Fado em Lisboa
jantar em restaurante típico

Fado em Lisboa: Adega Machado

Apresentação de Pedro Moutinho na Adega Machado, uma Casa de Fado histórica no Bairro Alto

A primeira sugestão não poderia ser diferente. A maior parte dos viajantes que passam por Lisboa imaginam uma apresentação de Fado ao longo de um jantar em um restaurante típico.

Essa é uma experiência do chamado Fado Tradicional, que começou a ganhar mais força ao longo do século XX, precisamente por volta da década de 1930, quando passou das tabernas, bordéis e dos encontros populares para o teatro, salas de espetáculo, cassinos e as casas de Fado, ganhando uma plástica mais pouco mais formal e também profissional.

Até os dias de hoje há Casas de Fado históricas que valem o quanto custam. Apesar do preço elevado e de serem frequentadas pelos turistas, há uma proteção da história, um respeito pelos músicos e uma qualidade na comida servida.

Mas é claro que, com o crescimento do turismo, há uma série de casas de Fado que também apareceram para “surfar a onda” e não estão preocupadas em produzir uma experiência que exemplifique o que é o Fado, que o respeite. É dessas que você precisa fugir rs.

Portanto, as melhores casas de Fado em Lisboa, de acordo com a minha experiência pessoal, são:

Essas são as minhas escolhas baseadas na qualidade do Fado e da comida, do que conheço, sejam restaurantes históricos ou até mais “recentes” mantidos por músicos consagrados da cidade.

Tenha apenas atenção que o jantar com Fado é como um ritual, mais lento. Vá com tempo. A apresentação do Fado é feita, geralmente, em blocos de 3 músicas que são intercaladas com os serviços do jantar (entrada, prato principal, sobremesa, etc.).

Normalmente há dois ou três fadistas que se apresentam ao longo da noite e são acompanhados por músicos que dão corpo e suporte à voz.

Na hora em que começa o Fado é mais comum que as pessoas parem a refeição para assistir em silêncio. Mas você poderá continuar comendo e bebendo, isso não é uma regra. Apenas mantenha-se em silêncio durante o show em respeito aos músicos e aos demais visitantes.

Outro ponto importante a saber é que, geralmente, o valor do cachê dos músicos já está embutido na refeição. Portanto, é por isso que um restaurante com Fado costuma ter pratos bem mais caros do que a maioria dos restaurantes da cidade em que a comida seria equivalente – razão da reclamação da grande maioria dos visitantes em TripAdvisor, Zomato, The Fork, etc.

Em um show de Fado com jantar em Lisboa o preço é entre 45€ e 60€, em média. Faça a reserva antecipadamente para ter um bom lugar no restaurante e desfrutar de tudo com tranquilidade.

Sabendo esses detalhes de antemão você vai tirar o melhor desta experiência.


Fado Vadio em Lisboa
um petisco com descontração

Casa de Fado em Lisboa: Tasca do Chico

Sr. Carlos na Tasca do Chico do Bairro Alto

Se há um Fado Tradicional apresentado por profissionais, há também um Fado amador mais conectado às suas origens.

Homens e mulheres, entre marinheiros, pescadores, velhos, novos, prostitutas, pessoas com ou sem escolaridade – boêmios, se reuniam no passado para cantar dores e amores, protestos, alegrias e também para retratar o dia a dia de um bairro, da cidade.

Assim, essa forma de apresentá-lo, descompromissada, em meio aos amigos e aos copos, foi chamada de “Fado Vadio”. Para os portugueses, o Fado é a música que vai na alma. Para cantá-lo, basta sentir.

Portanto, se você não se importa em dividir mesa com outras pessoas, comer um petisco simples (como um bolinho de bacalhau ou um caldo verde) e acompanhar com um vinho da casa enquanto vê apresentações de fadistas amadores, o Fado Vadio é uma experiência bem gostosa.

O meu local de recomendação para os viajantes não tem nada de misterioso. É a Tasca do Chico, no Bairro Alto. 

Apesar de ser muito frequentado por viajantes, principalmente porque tem Fado todos os dias, esse é também um ponto de encontro para fadistas de todas as idades e que percebemos o respeito pelas tradições.

Eu e o Rafa costumamos fazer a reserva por telefone com alguma antecedência, chegamos cedo, por volta das 20h-20h30, e ficamos lá até cansar, comendo um queijinho, batendo um papo e tomando alguma coisa (não tem um consumo mínimo. Gastamos, em média 15€ por pessoa).

Ao longo da noite, diversos fadistas se revezam.

Uma outra experiência interessante para quem vai ficar mais tempo em Lisboa e está em busca de um Fado em que pouco se vê turistas, é pesquisar a agenda de projetos que acontecem na cidade, como o Clube Lisboa Amigos do Fado.

Há descontraídas tardes e noites de Fado por ali. É uma área mais simples da cidade, distante dos bairros históricos. Um encontro mesmo da comunidade.


Show de Fado na casa da Amália Rodrigues

show de fado: casa da Amália Rodrigues

Foto retirada do Facebook Jardim da Amália

Há viajantes que procuram outros tipos de experiências que não necessariamente estejam ligadas à gastronomia, mas que tenham valor cultural.

Esse é o caso do Fado apresentado na casa da Amália Rodrigues.

Somente para contextualizar esse espaço, a Amália Rodrigues é provavelmente a mulher portuguesa mais conhecida no mundo. Isso se deve a sua arte, de ter levado o Fado além das fronteiras de Portugal.

Amália era uma mulher forte, de opinião, e usava sua popularidade artística para que o Fado avançasse, ganhasse novos espaços.

Ela influenciou – e ainda influencia – gerações inteiras de fadistas com sua maneira tão particular de interpretar poemas, sua postura, sua personalidade e até mesmo na escolha de suas roupas para os shows.

Amália Rodrigues faleceu em 6 de outubro de 1999. Foi uma imensa comoção em Portugal. Desde então, a casa em que viveu por 50 anos foi transformada em uma Casa Museu.

Além de poder conhecer mais sobre o íntimo da Rainha do Fado em uma visita guiada à casa, aos sábados a tarde – geralmente de março a setembro – há também apresentações de Fado no Jardim da Amália, uma de suas paixões.

Há também uma curiosidade muito especial desta casa. Amália recebeu muitos amigos portugueses e estrangeiros por aqui. E foi especialmente na sala desta mesma casa em que ela gravou o emblemático disco “Amália/ Vinícius” durante um encontro descontraído com Vinícius de Moraes.

As visitas guiadas precisam ser agendadas com antecedência (custa 7€), assim como a compra do ingresso para o show de Fado nos jardins (20€, à venda no Ticketline).


Show de Fado num reservatório de água histórico

show de fado em lisboa: real fado

Foto retirada do Facebook Real Fado

Para quem está em busca de conhecer outras formas de assistir ao Fado e em lugares inusitados, há um projeto bem interessante acontecendo nos últimos anos aqui em Lisboa que me chama bastante a atenção. Ele se chama Real Fado.

Atualmente, ele é apresentado as sextas e sábados em dois lugares do bairro do Príncipe Real, no centro histórico de Lisboa – o Reservatório da Patriarcal e a Embaixada.

Gosto especialmente dos shows de Fado no Reservatório da Patriarcal, que fica no subsolo do lindíssimo Jardim do Príncipe Real e tem uma atmosfera exótica e uma acústica única, por ser um antigo e histórico reservatório de água.

Toda sexta-feira, às 19h, há uma proposta diferente no Reservatório da Patriarcal. Há apresentações de Fado Tradicional e também que unem o Fado de Lisboa a outras músicas típicas portuguesas, como o Cante Alentejano e o Fado de Coimbra, ou ainda em fusões com outros estilos musicais, como o samba-canção, a ópera, o tango e o choro.

Aos sábados você poderá assistir a um Fado do outro lado da rua, no palácio da Embaixada – um lugar também muito bonito e com uma atmosfera atraente.

O show tem 1 hora de duração. São sempre poucos lugares, por isso, o ideal é comprar antecipadamente pela Internet. O ingresso custa de 20€ a 30€ e estão à venda no Ticketline.


Visitas cantadas do Museu do Fado

show de fado em lisboa: museu do fado

Foto retirada do site do Museu do Fado

Durante o verão português, o Museu do Fado costuma promover visitas guiadas diferentes em alguns finais de semana, chamadas de “visitas cantadas”.

O objetivo é apresentar a história do Fado para fora das portas do Museu, dando também a oportunidade dos visitantes verem a um pequeno show de Fado em Lisboa muito próximo de sua origem, cantado nas ruas do bairro antigo e histórico de Alfama – área em que o museu está instalado.

Para saber quando serão as próximas visitas, é importante consultar o site do Museu do Fado e, caso seja do seu interesse, fazer o pré agendamento para garantir a sua participação.

Em função do calor para a época do ano, normalmente essas visitas são feitas do meio para o fim da tarde. O Museu também promove essa visita de forma particular para grupos.

Reforço que, para quem tem interesse em conhecer mais a fundo a história do Fado, recomendo vivamente uma visita a este museu.

Vale a pena também ficar de olho no site e nas redes sociais do Museu do Fado, pois eles fazem apresentações esporádicas no auditório e no restaurante do museu dedicadas a promoção do Fado.


Fado in Chiado
um show turístico

show de fado em Lisboa: fado in chiado

Foto retirada do site do Fado in Chiado

O projeto Fado in Chiado é dedicado exclusivamente ao turismo, mas escolhi trazer para este artigo porque tem, sim, o seu valor. Não é um “pega turista”.

Este é um projeto apresentado de segunda a sábado, com aproximadamente 1h de duração, para mostrar a quem visita Lisboa especialmente a sonoridade do Fado.

A localização do teatro em que acontece o Fado in Chiado é bem central e fácil para quem está de passagem pela cidade por estar no emblemático bairro do Chiado.

O horário também é excelente por começar às 19h. Assim, poderá prolongar o passeio para comer algo depois do show ali por perto.

Os fadistas que se apresentam são profissionais e mostram respeito pelo Fado. Assim, é basicamente um show de Fado Tradicional em um pequeno teatro, com guitarra portuguesa, viola e duas vozes – uma feminina e outra masculina.

Os ingressos são vendidos pela Internet e custam 19,50€.


Show de Fado em teatros históricos
e nas grandes casas de espetáculos

Marco Rodrigues Teatro Tivoli Lisboa

O querido fadista Marco Rodrigues no palco do histórico Teatro Tivoli

Das opções aqui indicadas este é o tipo de show de Fado em Lisboa mais frequentado por mim e pelo Rafa. Nós gostamos de diversos fadistas profissionais da atualidade e, sempre que eles fazem um show de Fado em Lisboa, fazemos o possível para ir prestigiá-los.

Além de gostarmos muito de música ao vivo como um todo, essa também é uma chance de visitar um teatro histórico e charmoso da cidade ou ainda uma emblemática casa de espetáculos.

Nesses shows, a esmagadora maioria do público é local. É um Fado em Lisboa sem turistas, definitivamente. Isso porque são poucos são os viajantes ou estrangeiros que consultam a agenda de espetáculos da cidade e escolhem um show desses para ir, provavelmente por desconhecer os artistas.

Por isso, essa também é uma experiência genuinamente local, onde você poderá perceber hábitos da cultura lisboeta e se sentir inserido nela.

Aqui no Cultuga, mantemos uma agenda mensal em que sempre destacamos os artistas de Fado, com as datas e os locais em que vão se apresentar. Por isso, não se preocupe caso não os conheça ou não saiba como descobrir se é um Fado ou não. Nos artigos de Portugal mês a mês há sempre as nossas sugestões para ajudar você a escolher uma experiência. :)

Ao longo do ano, sobretudo no mês de junho, por vezes também há shows de Fado em Lisboa em lugares mágicos, como no Castelo de São Jorge e dentro da Igreja de Santo António. Tenha atenção a programação da cidade. Quem sabe você não pega um momento desses ao longo da sua viagem?

Outro destaque importante é que geralmente 1 vez por mês há o projeto “Há Fado no Cais”, no Centro Cultural de Belém. Basta dar uma olhada na agenda deles para saber qual será o dia e o fadista que vai se apresentar na época da sua visita a Lisboa. São sempre impecáveis.

Quer ver como é um show de Fado em um teatro histórico de Lisboa? Assista ao vídeo que fizemos no show do fadista Marco Rodrigues no Teatro Tivoli:

Envie para alguém que também vai gostar!

Portugal mais perto de você

Conheça a equipe que trabalha conosco e as experiências que vamos proporcionar a você e sua família nesta viagem:

Passeios e Experiências em Portugal

Viaje com tranquilidade

Receba orçamentos das empresas mais conhecidas para serviços de turismo em Portugal com opção de cancelamento gratuito:

Sobre o autor

Sou jornalista especializada em cultura e fotógrafa. Tenho Lisboa como o meu lugar no mundo, o meu refúgio, a minha casa. Mas é também em Portugal, este país vivo e com tanto para contar, que me sinto completa. Os meus pais são portugueses imigrados no Brasil. Depois de fazer o caminho inverso deles, trocando São Paulo por Lisboa, assumi como missão do Cultuga diminuir a distância que separa o Brasil de Portugal.

Deixe um comentário