Como alugar um apartamento em Lisboa?

141

Alugar um apartamento em Lisboa não é um bicho de sete cabeças. Primeiro porque, como compartilhamos a mesma língua, com um bom bate-papo é possível resolver uma porção de probleminhas e desentendimentos. Depois, há oportunidades em todas as localidades da cidade e os proprietários, muitas vezes, estão dispostos a negociar.

Como alugar um apartamento em Lisboa?

Cortiços e sublocações

Saiba que muitos brasileiros, nas últimas décadas, vieram a Lisboa e montaram cortiços (quando uma casa é alugada para uma ou duas pessoas, mas na verdade é sublocada por essas pessoas para muito mais do que sua capacidade original e prevista no contrato, fazendo o mau uso do imóvel, de forma ilegal, e trazendo problemas para todas as partes). Essa imagem ainda está presente na cabeça de muitos portugueses, infelizmente. Portanto, lembre-se de deixar claro para a imobiliária e para o proprietário quais são as suas intenções.

Outra “moda” nas principais capitais europeias é alugar um apartamento com dois ou três quartos, usar apenas um deles e anunciar os demais em sites como o Airbnb com o objetivo de levantar algum dinheiro e receber pessoas de diferentes culturas em casa esporadicamente. Essa prática também não é legal. O contrato padrão ressalta que é proibido hospedar pessoas, pagantes ou gratuitamente, justamente para evitar essa forma de sublocação. Seja qual for a sua intenção, sempre deixe claro para o proprietário, negocie e peça a alteração do contrato.

Aluguel e condomínio

A maioria dos apartamentos cobram a RENDA. Ela corresponde ao ALUGUER (assim, com “r” no final mesmo). São poucos os proprietários que repassam o condomínio para o locatário. Desconheço a média desse valor. Geralmente, é somente a renda mensal mesmo.

Assim como no Brasil, o adiantamento para a locação também corresponde a três rendas – que devem ser descontadas no fim do contrato ou devolvidas. Fiador também é algo comum de se pedir. Entretanto, se você está interessado, converse com o proprietário, explique a sua situação e ofereça segurança. Mostre contratos de trabalho, carteira de trabalho, imposto de renda (se for preciso), etc. Explique que você tem condições de manter aquele imóvel, mas que não há uma maneira de encontrar fiador.

Ah, e as contas de água, luz e gás são pagas separadamente. Não estão incluídas na renda. Alguns proprietários até fazem um “pacotão” com parte desses serviços inclusos, mas é minoria porque são gastos variáveis.

T0, T1, T2…

Em Lisboa, os apartamentos de 1, 2 ou mais dormitórios são tratados pela letra “T”. Portanto, um T1 significa que se trata de um apartamento com 1 dormitório. O T0, por exemplo, é relacionado a uma quitinete. Caso você encontre um T1+1, significa que há 1 dormitório comum e mais uma dependência menor, que pode ser o nosso “quartinho de empregada”.

Em um anúncio, pode ser que você também encontre o termo “com arrecadação”. Isso significa que há um pequeno espaço para a despensa.

Caves e subcaves. Se possível, FUJA!

Muitos prédios disponíveis para moradia em Lisboa são antigos e eles guardam uma característica muito comum na cidade, que vemos pouco no Brasil: a cave e a subcave. Esses são os andares subterrâneos do prédio. A cave fica um pouco abaixo do nível da rua e a subcave é um andar para baixo.

Apesar de serem apartamentos mais baratos, você terá dificuldade de encontrar cômodos luminosos. Isso significa mais gastos na conta de luz (um serviço bem caro em Portugal).

E não só. Locais que não batem sol ou não oferecem boa iluminação e arejamento formam mofo e umidade. Isso é bem comum em Lisboa.

As caves e as subcaves são muito úmidas, frias e escuras. No verão, uma beleza. No restante do ano, um terror. Principalmente para quem tem problemas respiratórios.

Ainda que esses espaços ofereçam um quintal (aqui também chamado de pátio ou terraço), não se iluda. É claro que são locais mais espaçosos, mas dão mais trabalho e não valem o investimento.

Escolha a partir do R/C – Rés do chão

O rés do chão é uma espécie de mezanino. É um andar que não chega a ser o primeiro, mas já está um pouco mais alto do que o nível da rua. Daí para cima é só alegria. Os edifícios portugueses, em sua maioria, tem janelas enormes. É possível encontrar apartamentos bem luminosos e com boa circulação de ar. Eu recomendo!

Cozinha equipada. O que significa?

Ao buscar por um apartamento, é comum encontrar os termos “cozinha equipada” ou “cozinha semi-equipada”. Uma cozinha equipada significa que tem geladeira (chamada de frigorífico) – que pode ser daquelas com freezer ou somente frigobar (muito comum em Lisboa), placa (espécie de cooktop) ou fogão e máquina de lavar (que não necessariamente oferece secagem).

Ainda há apartamentos com máquina de lavar louça e forno elétrico, mas eles não fazem parte do tal termo “cozinha equipada”.

Obviamente, se é semi-equipada é porque algum dos elementos citados não é oferecido com o aluguel.

Gás x Eletricidade

Há um aparelho comum nos apartamentos lisboetas chamado “esquentador”. Ele pode ser a gás ou elétrico e abastece o chuveiro e a placa da cozinha.

Na nossa primeira casa, comprávamos um botijão (bilha de butano) a cada 1 mês e meio. A empresa entregava à domicílio e nós fazíamos o pedido por telefone.

Hoje, o nosso apartamento é todo elétrico. Apesar de custar um pouco mais caro, não temos mais aquele velho problema do gás acabar no meio do jantar ou, pior, do banho.

Regras contratuais

Fazer contrato com pouco tempo de duração é possível. Porém, é preciso conversar com a imobiliária e o proprietário. Ao chegarmos em Lisboa, não tinhamos fiador, comprovantes de rendimento e contratos de trabalho em Lisboa (somente no Brasil). Portanto, fizemos um acordo com o proprietário e adiantamos 6 meses de aluguel de uma só vez. Então, o contrato foi feito por esse período.

Entretanto, como hoje já temos alguma estabilidade, mudamos para um apartamento que julgamos melhor e com um contrato “comum” de 5 anos. Dentro desse período, se o proprietário quiser que a gente saia, ele precisa nos avisar com 1 ano de antecedência. Caso nós desejemos sair, precisamos avisá-lo 6 meses antes.

A nossa língua é a mesma. Dizer a verdade e negociar é SEMPRE o melhor caminho. É bom vir com algum dinheiro guardado. É com ele que você pode oferecer segurança ao seu senhorio.

Sites para buscar apartamentos e quartos

Sapo: casa.sapo.pt
Imovirtual: www.imovirtual.com
OLX: www.olx.pt
Remax: www.remax.pt
Era: www.era.pt
Wallis: www.wallis.pt

Sites para buscar apartamentos ou quartos para temporada

AirBnB: www.airbnb.com
HomeStay: www.homestay.com
Booking: www.booking.com

Não sabe por onde começar o planejamento da sua viagem a Portugal? Veja aqui uma seleção com os artigos mais lidos do nosso blog para organizar o seu roteiro.

Organize sua viagem para Portugal

icon-saude

Faça o seguro saúde na REAL SEGURO VIAGEM em 6x SEM JUROS

icon-carroAlugue um carro com o MELHOR PREÇO na RENTAL CARS

icon-hotel

Reserve o seu hotel no BOOKING, com CANCELAMENTO GRATUITO

Serviços exclusivos do Cultuga

icon-tour

Conheça Lisboa a pé ou de tuk tuk! Faça um TOUR com a gente!

icon-consultoria

Reserve um TRANSFER para uma chegada tranquila a Portugal

icon-consultoriaQuer viajar Portugal de norte a sul? Faça um CITY TOUR privativo

icon-foto

Tenha fotos lindas da sua viagem! Conheça nossas SESSÕES FOTOGRÁFICAS 

Compartilhe.

Sobre o autor

Priscila Roque

Sou jornalista especializada em cultura e fotógrafa. Foi preciso passar dos 30 anos para assumir que Lisboa é, realmente, o meu lugar no mundo. Mas a paixão por Portugal começou bem mais cedo, ainda na adolescência, quando descobri alguns músicos locais. Os meus pais são portugueses imigrados no Brasil. Depois de fazer o caminho inverso deles, trocando São Paulo por Lisboa, quero agora, com o Cultuga, diminuir a distância que separa o Brasil de Portugal.

141 comentários

  1. Avatar
    Leonardo Oliveira em

    Acabo de descobrir seu site! Muito, mas muito bom mesmo. Estou planejando ir viver em Lisboa por uns 6 meses pra fazer pequenos cursos na área de Psicologia. Obrigado pela dicas e orientações. Como faço pra tirar algumas dúvidas? Abraço e sucesso na terrinha!

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Leonardo!
      Fico feliz que tenha gostado do Cultuga e espero que ele possa te ajudar nessa mudança.
      Nós não fazemos nenhum tipo de consultoria/ assessoria para mudanças Brasil-Portugal. Entretanto, temos nossas experiências pessoais em Lisboa e pretendemos sempre compartilhar algo por aqui. Se quiser sugerir um assunto de sua dúvida para abordarmos no Cultuga, fique à vontade: contato@cultuga.com.br
      Um grande beijo e boa sorte nessa jornada! Você vai gostar muito 🙂

      • Avatar
        LEONARDO OLIVEIRA em

        Minha maior dúvida: posso ficar 3 meses em Portugal sem solicitar visto. Posteriormente, sair e retornar por mais 3 meses? Ou será que mesmo para cursos de curta duração, sem víncula com uma instituição de ensino específica (pretendo alugar um quarto), preciso passar por todo o processo consular (comprovar renda, fazer visto, etc, etc…), da mesma forma que um estudante que vai para uma universidade? Muito obrigado!!!

        • Priscila Roque
          Priscila Roque em

          Olá, Leonardo!
          Realmente não passei por uma situação como a sua, por isso não posso te ajudar com precisão. Os três meses de permanência em Portugal estão de acordo com a sua livre estadia para turismo. Isso vale para toda a União Europeia. Portanto, creio que, para voltar a ter mais três meses de permanência, você precise retornar ao Brasil, por exemplo. Para ter um visto de estudante (em cursos curtos ou longos), você precisa fazer toda a burocracia necessária com a escola e o consulado, sim. Se já estiver em Portugal durante esses três meses de turismo e quiser solicitar ainda assim um visto de estudante, é preciso agendar uma ida ao Serviço de Estrangeiros e Fronteiras. O SEF vai atuar como o consulado para regularizar a sua estadia no país.
          Espero que tenha ajudado 🙂

          • Avatar
            LEONARDO OLIVEIRA em

            … Muitíssimo!!!! Sua resposta coincide com meu raciocínio. Mas, por via das dúvidas, verei junto ao consulado assim que possível e deixo a resposta aqui. Pode ser que ajude outras pessoas, com planos semelhantes ao meu. Valeu 😉

          • Priscila Roque
            Priscila Roque em

            Se você puder deixar o seu depoimento por aqui, seria mesmo muito especial 🙂
            Boa sorte!

          • Avatar
            Camila Coelho em

            Olá Leonardo, antes de completar 3 meses aqui em Portugal você pode solicitar um visto de curta duração que te dá direito para ficar por mais 3 meses no país, você continuará sendo turista. Mas atenção que deverá ser solicitado ao SEF 30 dias antes de completar os 3 meses senão pagaras multa. Espero que te ajude!

          • Avatar
            LEONARDO OLIVEIRA em

            Camila (e Priscila), boas tardes! É isso mesmo… sua informação (completa e corretíssima) coincide com a que obtive junto ao consulado português no Brasil, semana passada! Muito obrigado! Se tudo correr bem, no início de outubro desembarco em Lisboa 🙂 Abraços!!!

  2. Avatar
    Franklin Barboza em

    Bom dia,

    Inicialmente, agradecemos as ótimas informações.

    Hoje já somos portugueses (recém obtivemos a cidadania portuguesa), embora continuemos residindo no Brasil. Ambos estamos na chamada melhor idade. Temos a intenção de mudar para Portugal e eventualmente comprar um imóvel na região de Setúbal. Sem dúvida vamos aproveitar seu site para nos aclimatarmos aos costumes da “terrinha”. Obrigado

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Sr. Franklin!
      Fico feliz que tenha encontrado o Cultuga e se familiarizado com o nosso conteúdo. Desejo muita sorte e somente alegrias nessa nova fase e que vocês também possam ter um lindo caminho em Setúbal!
      Seja sempre bem-vindo aqui no site 🙂

  3. Avatar
    Michael Johnny em

    Ola Priscila
    Estou pretendendo mudar para Portugal,mais não tem família e nem amigos que residem no mesmo,vou com a intenção de tenta uma vida melhor e fugir de tanta violência e problemas no Brasil,mostrando no consulado português que tenho condições financeiras para passar 2 anos inicialmente bem,tenho chances de conseguir um visto permanente? E também vou com intenção de montar um negócio de moda brasileira,queria também saber a situação relação a isso?

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Michael!
      Seja bem-vindo ao Cultuga 🙂
      Entendo o que você está passando. Essa informação, de forma precisa, somente os consulados de Portugal no Brasil podem te confirmar. Mas creio que vale a tentativa, sim, comprovando renda e a intenção de montar um negócio no país. A questão da moda é bastante variável. Se a intenção é atingir o turista, talvez possa valer a pena, sim! Os chineses, angolanos e russos constumam gastar bastante, principalmente em Lisboa. Entretanto, para atingir a massa portuguesa é mais difícil, pois é preciso ter um mercado competitivo e atraente a altura das grandes marcas que proporcionam moda a preços baixos (como a Zara, a H&M e a Primark). Com relação ao Brasil, algo que tem algum retorno interessante por aqui são as Havaianas e a Melissa. Não sei qual é o seu segmento, mas percebo que os biquínis brasileiros também são queridos e aceitos. Só esteja atento que, para o mercado voltado a praia, o ano pode ser bem duro nos períodos de frio.
      Boa sorte no seu caminho 🙂 Sucesso!

  4. Avatar
    Michael Johnny em

    Obrigado Priscila
    Estou em dúvidas em dois segmentos que seria trabalhar com a moda brasil,partindo inicialmente com havaínas e biquínis ou restaurante brasileiro.
    E parabéns pelo site,ele é maravilhoso. Agradeço desde já

  5. Avatar

    Priscila, minha for!! Adorei as dicas. Estou me mudando para Portugal para fazer pós doutorado por 1 ano e bateu aquela ansiedade…quero saber sobre tudo…sinto vontade de ir, mas medo de sentir saudades daqui.. Como vc fez para se adaptar? Se puder, me responda no meu email! Bjos

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Juliana!
      Tudo bem?
      Para morar temporariamente em Portugal, a adaptação não é tão difícil assim 🙂 Há boa comida, lugares interessantes para conhecer e dividimos o mesmo idioma. Portanto, algumas barreiras iniciais de adaptação acabam por serem simples de superar. A saudade em virtude da distância existe, mas o Skype ajuda bastante!
      Confesso que não demorei muito para me adaptar. Já tinha vindo outras vezes a Lisboa de férias e tudo era bastante familiar para mim. Por ser tão ligada a cultura portuguesa, consegui lidar com as diferenças de uma maneira muito leve. A saudade é natural, né? Não tem muito jeito de resolver. Mas dá para amenizar com a tecnologia.
      Boa sorte e um grande beijo!

  6. Avatar

    Boa tarde Priscila,
    Minha irmã esta em Lisboa fazendo um pós-doutorado em psicologia e a faculdade fica acho em Campo Pequeno e ela esta com dificuldade de achar apartamento para alugar por 6 meses pois e o tempo que ela ira fazer o pós. Gostaria se possível ajuda sobre algum site ou imobiliária que faz contrato de curto tempo.
    Obrigada.
    Luciana Miguez

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Luciana!
      A lei com relação ao aluguel mudou. Por isso, penso que esteja tão difícil da sua irmã conseguir um apartamento por tão pouco tempo (o contrato é de 5 anos e, se o inquilino quiser sair antes desse prazo, precisa avisar ao senhorio 6 meses antes). Aconselho que ela faça algumas buscas no http://www.homeaway.pt e no http://www.airbnb.pt/. Esses são sites que alugam por temporada. Quem sabe, por ser época de baixa temporada, ela consiga algo por mais tempo. Penso que por imobiliária vai ser bem difícil. Em um caso desses, é melhor tentar direto com o proprietário. Veja também no http://www.olx.pt/. Pode ser mais uma opção!
      Boa sorte!

  7. Avatar

    Vou ficar absolutmente feliz se puder me responder.

    Li alguns posts da sua pagina, gostei de tudo o que li. Só fiquei com uma dúvida… Em um post vc falou sobre ter como se manter em portugal por pelo menos 1 ano.

    Quanto preciso pra me manter em Portugal por um ano?

    Sou sozinha e pretendo viver de forma simples por la.

  8. Avatar

    Olá Priscila! Parabéns pela iniciativa do site. Para quem está em busca de informações, nada melhor do que a experiência de quem vive a realidade no dia a dia. E isso, nenhum site poderá trazer.
    Estou começando a pensar sobre a possibilidade de passar entre 3 a 6 meses em Lisboa, após ter passado minhas últimas férias agora em setembro por aí. Não preciso nem dizer que deixei meu coração em Portugal. A ponto de agora, pensar na possibilidade de passar uma temporada por aí. Mas o que me leva a te escrever é que gostaria de saber quais bairros seriam interessantes para buscar um imóvel para alugar. Fiquei no Baixo Chiado quando fui, me agradou bastante, mas não sei se para “morar” é um bom lugar por exemplo. Vc poderia me citar alguns bairros por favor onde eu poderia dar uma pesquisada? Muito obrigada!

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Marcela!
      Fico feliz que tenha gostado do conteúdo do Cultuga 🙂
      Há diversos bairros interessantes para morar em Lisboa. A região do Chiado, da Baixa, de Alfama, do Castelo e do Bairro Alto são realmente interessantes para quem pretende morar por pouco tempo. Assim, você poderá ficar pertinho do centro histórico e viver onde “pulsa” a cidade. Entretanto, para viver mais a rotina lisboeta e menos a turística, há também outros bairros não tão distantes dessa área (afinal, a cidade é pequena) que são ótimos. Aconselharia você buscar também no Campo Pequeno, Saldanha e Avenidas Novas. Tenha em mente que se você conseguir um apê pertinho do metrô, poderá ter uma flexibilidade interessante para se locomover. Você chega a, praticamente, todos os lugares de metrô.
      Entre as estações que indico, estão: linha azul – entre o Terreiro do Paço e o Jardim Zoológico, linha amarela – entre o Rato e o Campo Pequeno e linha verde – Roma e Alvalade. Há, sim, outras boas estações. Mas para o período que você deseja permanecer em Lisboa, creio que você teria uma boa experiência em algum desses locais.
      O Campo de Ourique e o Príncipe Real estão um pouco mais distantes do metrô, mas são bairros deliciosos…! Com uma boa caminhada você alcança o metrô e há também ônibus, claro.
      Espero que possa ter ajudado no seu projeto! Uma boa semana!

      • Avatar

        Olá Priscila.
        Primeiramente, parabéns pelo seu site. Estou me planejando para mudar para Lisboa no próximo ano. Andei pesquisando nos sites que você mencionou nos post anteriores e vi uma oferta muito boa em Marvila, perto da estação Bela Vista.
        Pergunto: é um bairro bom, com infraestrutura e escolas perto?
        Abraço.

        • Priscila Roque
          Priscila Roque em

          Olá, André
          Como vai? Agradeço o seu carinho 🙂
          Marvila compreende uma área relativamente “grande” (para os padrões de Lisboa). Você pode dar uma olhada na delimitação aqui: http://www.cm-lisboa.pt/municipio/juntas-de-freguesia/freguesia-de-marvila
          É um local originalmente industrial que, pouco a pouco, está sendo transformado. Entretanto, próximo ao metro Chelas e ao Bela Vista, por exemplo, já não é um local tão seguro – na minha opinião. Creio que o ideal mesmo seja você verificar pessoalmente para perceber a rua e os seus arredores.
          Um forte abraço

  9. Avatar

    Olá Priscila! Estou em processo de pedido de visto, recebi a recomendação de um amigo sobre seu blog e vim aqui agradecer muito pelas dicas valiosas demais! Optei pelo visto de empreendedor, estou aguardando a resposta ainda para esse mês, super ansiosa! Para morar penso em Sintra, preciso de uma moradia pois levo comigo 2 cães! 🙂 bom, mais uma vez obrigada por compartilhar tantas informações incríveis, beijinhos e sucesso aí!

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Patrícia!
      Eu é que agradeço o carinho e comentário.
      Um caminho lindo, paz para os seus dogs e de muito sucesso por aí também 🙂

  10. Avatar

    Olá Priscila!
    Muito bom o seu blog. Muito organizado. Parabéns pela iniciativa!
    Eu pretendo me aposentar e morar com a minha esposa em Portugal.
    Com a minha aposentadoria, vou conseguir pagar todas as despesas, incluindo um bom seguro de saúde.
    Você sabe se é complicado chegar e morar sem estar trabalhando?

    Abraço,

    Edson

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Edson!
      Tudo bem?
      Agradeço o carinho pelo conteúdo do Cultuga!
      Penso que você poderá, sim, se aposentar e viver em Portugal. Entretanto, precisará de um visto de residência (e, com isso, comprovar os seus meios de subsistência). Veja mais sobre o assunto no Portal do Imigrante – mantido pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras de Portugal: http://www.imigrante.pt/
      Boa sorte 🙂

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Obrigada pela dica, Elvira!
      Estamos mesmo devendo um post sobre os bairros lisboetas. Para o próximo ano, ele já está na nossa pauta!
      Boas festas!

  11. Avatar

    Eu fiquei extremamente feliz com um site que explica tudo! VocÊ está de parabéns e entrou para a minha lista de favoritos!
    Eu eu meu marido estamos pretendendo nos mudar para Portugal e estamos estudando as cidades e possibilidades por que a minha sogra é portuguesa e ele cresceu aí.
    O Cultuga virou meu livro de cabeceira!
    Passei meu domingo lendo o site de cabo a rabo!
    Não pare nunca!!!
    Obrigada!!!!!

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Raphaela 🙂
      Obrigada por tanto carinho! Fico feliz que o Cultuga seja um companheirão para vocês!
      Contem conosco para o que for preciso.
      Um grande beijo e um lindo ano

  12. Avatar

    Cara Priscila

    Antes de tudo, um feliz ano novo, pleno de saúde e coisas boas.
    Pretendo retornar a Lisboa em 2015 com meu marido (ambos apaixonados por Portugal e, em especial, Lisboa) por algumas semanas durante a época das festas juninas. Matar as saudades e poder falar português de novo.
    Gostei muitíssimo do seu blog. Suas dicas serão utilíssimas principalmente pela sua vivência como residente. Visitarei regularmente o blog. Continue assim!
    Abraços da Suíça.

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Silvia!
      Um ano novo maravilhoso para você também 🙂
      Ai, que delícia! Venham, venham, sim! O mês de junho é ma-ra-vi-lho-so!
      Um grande beijo e seja sempre bem-vinda!

  13. Avatar

    Priscila, que tal um post sobre aposentados brasileiros que querem morar em Portugal, com temas sobre saúde, moradia, requisitos legais, contas bacárias etc.?

  14. Avatar

    Que bom poder encontrar tantas informações aqui !
    Olá Priscila, eu e meu marido estamos providenciando a cidadania portuguesa e pretendendo morar em Lisboa com 2 Filhos de 11 e 12 anos. Se for possível gostaria de saber quanto seria necessário para se viver como classe média em Lisboa, somos cabeleireiros com ótima qualificação e estamos tendo dificuldade para obter informações sobre oferta de emprego na nossa área e saber em média quanto ganha um profissional cabeleireiro. Será que em regiões como Faro ou Braga seriam também interessantes ? O que você acha ? pode nós ajudar ?
    Parabéns pelo Blog e muito sucesso pra você, obrigada.

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Patrícia!
      Fico feliz que tenha gostado do conteúdo do Cultuga 🙂
      Temos um post bacana sobre essa questão do custo de vida que poderá ajudá-la a fazer as contas, de acordo com os gastos mensais da sua família: https://www.cultuga.com.br/2014/03/o-custo-de-vida-em-lisboa/
      Com relação a faixa salarial da profissão de vocês, aconselho que busquem por colegas da área (mesmo pela Internet) e acessem também um post que fizemos sobre o assunto, e que pode ajudá-los a encontrar vagas: https://www.cultuga.com.br/2014/06/como-procurar-emprego-em-portugal/
      Faro é bem diferente de Braga… São regiões bem distintas, com costumes, mercado, cultura e arquitetura próprios, além de climas diferentes. A escolha deve ser de acordo com as características de vocês. Sem conhecê-los, fica difícil sugerir algo. Aconselho que leiam bastante sobre as cidades, se ainda não as conhecem pessoalmente. Esse post também poderá guiá-los: https://www.cultuga.com.br/2014/02/visitar-e-viver-as-melhores-cidades-portuguesas/
      Boas pesquisas e um forte abraço!

    • Avatar

      Regina Nunes: em 26 de janeiro de 2015
      Ola , Priscila!
      Procurando saber mais sobre Portugal , descobri voce!
      Estou pensando em morar em Portugal, talvez Porto..
      Tenho formaçao de sommeliere e gostaria de trabalhos em vinicolas, restaurantes e se possivel estudar por uns 3 meses..
      Tenho como me manter com moradia ! tenho 50 anos e gostaria de saber se encontro preconceito como aqui nao Brasil para me colocar no mercado!Parabens e gostei muito do seu blog

      • Priscila Roque
        Priscila Roque em

        Olá, Regina! Como vai?
        Fico feliz que tenha encontrado o Cultuga 🙂
        Olha, creio que você não vá encontrar preconceito nessa recolocação no mercado, não. Portugal é um país com uma grande população mais velha ativa, portanto, a idade não costuma ser uma barreira.
        Boa sorte e um lindo caminho! Seja feliz!

  15. Avatar

    Ola Priscila!

    Parabens pelo blog.

    Eu estou querendo ficar em Portugal por 6 meses somente. Eu entendi acima que ha possibilidade de se alugar por este numero de meses desde que se pague adiantado. Voce encontrou dificuldade em fechar um acordo.
    Ha imobiliarias especializadas neste tipo de contrato? Estou interssado na area de Braga ou Guimaraes.

    Obrigado pela atencao

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Cesar!
      Como vai? Agradeço o carinho pelo nosso conteúdo!
      Na época do nosso primeiro contrato de aluguel, dentro da própria imobiliária e em reunião com o proprietário, nós fizemos a proposta de adiantar 6 meses de aluguel e, por isso, tivemos um contrato para esse período. Isso não funciona como regra. Entretanto, conosco a proposta foi aceita. E o proprietário pode pedir, além de seus documentos portugueses atualizados ou de imigrante legal, também um fiador.
      Uma outra opção para estadias temporárias é alugar um quarto – o que implicaria menos burocracias. E uma terceira opção seria alugar um apartamento de temporada, que sairia um pouco mais caro, mas não exige o mesmo formato de contrato.
      Boas pesquisas!

  16. Avatar

    Ola Priscila,

    Obrigado pela rapida resposta!

    Abusando um pouco mais da sua paciencia. Poderia me dizer por gentileza se alem do aluguel ha tambem outros encargos que se deve pagar? Nao menciono agua, luz e gas e sim tipo imposto predial no Brasil ou outro tipo de imposto.

    Obrigado mais uma vez
    Cesar

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Cesar
      Não se preocupe 🙂
      Não há impostos ou condomínio. Esses valores são pagos pelo proprietário do imóvel.
      Um forte abraço e seja sempre bem-vindo do Cultuga!

  17. Avatar

    Olá Priscila. Desde já a parabenizo pelo ótimo trabalho que faz em seu site, que ajuda muito aqueles de nós que pretende visitar ou morar em Portugal.
    Minha esposa e eu estamos muito inclinados a morar em Portugal, em especial em Lisboa. Não é de hoje, mas o sonho foi adiado em virtude da crise que assolou a Europa.
    Necessito de sua ajuda para sanar uma dúvida. A cobrança do aluguel é mensal ou semanal?
    Agradeço no que puder me ajudar.

    Abraço!!

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Julio Cesar!
      Como vai?
      Seja sempre bem-vindo ao Cultuga!
      A cobrança do aluguel é mensal.
      Um forte abraço

  18. Avatar
    Beatriz Mariani em

    OI Priscila.. Meu nome é Beatriz e meu noivo me mostrou o seu blog porque estamos pensando em morar em Portugal. Eu sou portuguesa estou no Brasil vai fazer 5anos, porém eu tenho algumas dúvidas será que você tem algum e mail de contato para podermos conversar? Desculpe a “frieza” da mensagem estou digitando pelo celular ehehehe aguardo sua resposta. Bjs Bea

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Beatriz!
      Esteja à vontade para postar as suas dúvidas nos posts correspondentes aqui no Cultuga. Essa é uma forma de ajudarmos você e outras pessoas que possam ter a mesma dúvida.
      Temos também o nosso contato direto, mas ele é direcionado para assuntos que ainda não foram falados por aqui: https://www.cultuga.com.br/contato/
      Um forte abraço!

  19. Avatar

    Olá. Obrigada pelo site e pelas muitas dicas que estão sendo todas devidamente anotadas!!! Eu e meu marido vamos morar um ano em Lisboa para estudar (Católica de Lisboa) e estamos procurando apês de aluguel. Achei um bem interessante em Telheiras, a cinco minutos do metro de Telheiras. Mas no mapa o bairro parece um pouco inóspito e distante do “movimento”. Na verdade, parece um bairro essencialmente residencial, sem muito comércio ou locais de lazer. Você conhece a região, sabe me dizer se estou certa ou enganada? Desde já agradeço, e muito!

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Millena!
      Como vai?
      Eu é que agradeço pelo carinho 🙂
      Telheiras é um bairro bem agradável, mas realmente bem residencial e não tão próximo do centro. Creio que, como vocês vão morar somente 1 ano na cidade, seria mais bacana procurar algo mais próximo do centro para que possam viver também a rotina e o movimento de Lisboa. Eu, particularmente, vejo Telheiras como um bairro mais familiar e bom para quem tem carro e mantém atividades nos arredores da capital. Dá uma olhada da universidade “para baixo” no mapa, como Jardim Zoológico (é bem residencial tb, mas tem mais movimento do que Telheiras), Entrecampos, Campo Pequeno (que é ótimo), Saldanha (muito bom tb), São Sebastião… Todos eles são ótimos.
      Espero que tenha ajudado!
      Boas pesquisas!

  20. Avatar

    Ola! Priscila, estou curtindo muito tudo que vc escreve.
    Eu e meu marido, que tem cidadania portuguesa, estamos fazendo planos de irmos para Portugal por 2 anos.
    Atualmente moramos no Rio e meu marido adora o clima daqui e a proximidade com o mar.
    Temos dois filhos. Um está no ensino médio e o outro começando o fundamental 2.
    Meu marido já é aposentado e temos uma renda mensal de aproximadamente 12 mil reais.
    Que lugar vc poderia nos indicar que fosse possivel viver com essa renda, e que tivesse boas escolas e que ainda tivesse um clima mais ameno. Me parece que o Sul de Portugal é quente no verão não é? Mas e boas escolas também há? Transporte, comercio…
    Agradeceria muito se pudesse me ajudar.
    Grata, Ana Paula

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Ana Paula!
      Agradeço o carinho pelo nosso trabalho aqui no Cultuga 🙂
      O Algarve (sul de Portugal) é bastante procurado por aposentados de outros países europeus, como ingleses, alemães e irlandeses. O clima é mais ameno durante o ano todo, há locais lindíssimos, bem estruturados e é bem quente no verão. As cidades mais turísticas são mais caras, mas se fizerem uma busca por lá, certamente encontrarão um local em que possam viver bem com essa faixa de renda. Entretanto, o transporte público por lá fica a desejar na maior parte das cidades. Sobre escolas, não sei te dizer. O único contato que tive foi com um projeto lindíssimo de incentivo a leitura em uma escola pública de Silves. Para saber mais sobre as escolas, você pode pesquisar nos rankings anuais que saem na mídia portuguesa. Esse link aqui é bem legal para o início das suas pesquisas: http://www.publico.pt/ranking-das-escolas-2014
      Uma outra opção que vocês podem pesquisar é Cascais, a região litorânea de Lisboa. Fica pertinho da capital e as pessoas que moram por lá, geralmente, gostam muito. O transporte público já é melhor, tem fácil acesso de trem para Lisboa, fácil acesso de ônibus para Sintra, bom comércio, ótimas áreas públicas, etc.
      Esse link também pode ser útil para vocês: https://www.cultuga.com.br/2014/02/visitar-e-viver-as-melhores-cidades-portuguesas/
      É uma escolha bastante pessoal, né? Depende do que vocês procuram para a rotina. Mas espero que tenha ajudado 🙂
      Boas pesquisas!

  21. Avatar
    Marcelo Gomes em

    Oi Priscila , boa tarde. Parabéns pelo site ! Show !!!!

    Tenho 2 filhos ( portugueses ) , e gostaria de matricula-los no Externato Marista em Lisboa.
    Na sua opinião qual o bairro mais bacana próximo ao colégio ( o Marista fica próx. a estação Alto dos Moinhos ), que dê para ir de carro , metro ou até a pé…. sem gastar muito tempo com deslocamento .
    Minha esposa não tem dupla cidadania. Pra morarmos 6 meses , no máximo 1 ano , vc acha imprescindível a autorização de residência para ela ??? Não temos nenhuma intenção de trabalho em Portugal.

    Abraços , seu site é muito fixe……
    Marcelo Gomes.

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Marcelo! Como vai?
      Agradeço o carinho pelo conteúdo do Cultuga 🙂
      A região da escola é interessante, mas bem residencial. Tem algumas ruas ali perto, entre o zoológico (Sete Rios) e o Colégio Militar, que podem ser interessantes para vocês. Também bastante residencial e bem familiar tem os bairros de Telheiras e Alvalade, entretanto, para ir de metro, é preciso fazer transferência entre linhas. De carro, vocês fazem esse caminho rapidamente. Outra região que pode ser bacana, aí para o uso do metro, é nos arredores das Avenidas Novas, sobretudo em São Sebastião. Essa já é uma região mais comercial, mas com excelente suporte. Essas são opiniões bem pessoais – algo que vocês só poderão verificar se é compatível com o que pretendem quando estiverem em Lisboa.
      A sua esposa precisará, sim, de documentação para viver legalmente no país. Os 3 primeiros meses podem ser passados com visto de turista. Depois, se vocês forem ficar 6 meses, poderão pedir visto de turismo dela por mais 3 meses no Serviço de Estrangeiros e Fronteiras. Caso seja por 1 ano, é preciso pedir a autorização de residência por reagrupamento familiar também no Serviço de Estrangeiros e Fronteiras.
      Um forte abraço!

  22. Avatar

    acabei de encontrar seu site adorei. .. estou planejando uma viagem para Portugal. .. pra conhecer
    Porém também tenho vontade de morar em portugal.
    Para brasileiro emprego e difícil ? Sempre trabalhei em fábrica tenho grande experiência profissional …hoje tenho 34 anos solteira e não tenho filhos. .?
    Será que tenho oportunidade de trabalho ??
    Abraços

  23. Avatar
    Luciclere Mirely em

    Priscila Roque estou indo a Portugal por este dias em um cruzeiro, e vou descer em lisboa, mas decidi que pretendo ficar e tentar encontrar trabalho, mas queria ter a segurança de ser contratada para poder ficar sem problemas, é fácil ser contratada pelo empregador e é ele que resolve a legalização do empregado no consulado, ou somos nos os empregados, e se é muito dificil>
    Grata por sua atenção e resposta.

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Luciclere! Como vai?
      Não é fácil encontrar um emprego para se legalizar no país, não, infelizmente. O ideal é iniciar as suas buscas ainda no Brasil para ter alguma segurança quando chegar a Portugal. Todo o procedimento de legalização é feito por você diretamente no Serviço de Estrangeiros e Fronteiras – no caso, o visto de trabalho. O único documento emitido pelo empregador é o contrato de trabalho. E é com ele que você fará o pedido de visto de trabalho no SEF. Esse site pode ajudá-la: http://www.imigrante.pt/
      Aconselho que leia também esse post: https://www.cultuga.com.br/2014/06/como-procurar-emprego-em-portugal/
      Um forte abraço

  24. Avatar

    Em agosto mudo para Portugal, estou lendo tudo e amando a oportunidade de aprender muito com sua experiencia. Gostaria de saber quanto tempo voce demorou para alugar um apartamento. Neste tempo, voces ficaram hospedados em um apartamento de temporada? Voces ja alugaram este apartamento no Brasil?
    Muito obrigada! Fernanda

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Fernanda! Como vai?
      Nós ficamos inicialmente em um apartamento de temporada (reservamos pelo http://www.airbnb.com). Nesse período, organizamos toda a nossa documentação e fizemos buscas por apartamentos para alugar pessoalmente. Apesar de ter olhado algumas oportunidades quando ainda estávamos no Brasil, optamos por verificar tudo pessoalmente. Nós demoramos cerca de 15 dias para alugar e depois 1 mês para entrar (porque o que escolhemos estaria ocupado até o mês seguinte). Porém, esse procedimento pode ser feito em menos tempo. A demora no nosso caso é porque buscávamos um formato e um local bem específicos e foi preciso fazer uma busca mais minuciosa.
      Espero que tenha ajudado!

  25. Avatar

    Priscila,
    Seu site é nota 10!
    Por favor, nos ajude….Meu marido é publicitario, e recebeu uma proposta de trabalho p trabalhar em Lisboa. estamos estudando a proposta, mas nao sabemos se vale a pena ou nao…. Nao temos amigos morando na Europa..
    Por um acaso voce tem noçao da faixa salarial p publicitario nivel senior por ai?
    E a agencia é na regiao de Oeiras, onde voce propoe procurar apartamento num bairro mais calmo, residencial?

    Obrigada!

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Vanessa! Como vai?
      Agradeço o carinho pelo conteúdo do Cultuga 🙂
      Não sei te dizer sobre essa questão. Talvez a APAN (http://www.apan.pt/) e a APAP (http://www.apap.co.pt) possam ajudá-la nessas pesquisas.
      Não conheço os bairros de Oeiras, só estive por lá para assistir a um festival. Mas por ali vocês tem a opção de morar na própria cidade e evitar o uso ou fazer pouco uso de transporte público, em Lisboa (em um bairro como o Alvalade, Telheiras ou Campo de Ourique, por exemplo – mas aí um carro seria ideal porque esses bairros são mais fora de mão de transporte público para ir a Oeiras) ou Cascais (no litoral – e fazer o uso do trem ou carro).
      Espero que tenha ajudado!

  26. Avatar
    Tulio Dias em

    Ola,
    Priscila,
    Gostei muito das suas informações e me ajudou bastante, mas ficou uma duvida .
    Preciso ter o numero de contribuinte para alugar um apartamento?
    Com visto de turista de 3 meses consigo tirar esse numero do contribuinte?
    Consigo alugar um apartamento pagando adiantado 6 meses e com visto de 3 meses, ou seja, ficaria 3 meses legal l?
    Grato
    Tulio Dias

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Tulio! Como vai?
      Agradeço o carinho pelo conteúdo do Cultuga 🙂
      Precisa, sim! O número de contribuinte é como o CPF no Brasil. Você precisará dele para tudo. Temos um post sobre isso: https://www.cultuga.com.br/2014/02/ao-chegar-em-portugal-faca-o-nif/
      Consegue, desde que você tenha uma pessoa que viva legalmente em Portugal e possa se responsabilizar por você durante esse período.
      Sobre alugar um apartamento, cada proprietário tem suas regras. Há aqueles que pedem fiador, outros adiantamento, outros documentação… É você entrar em contato e fazer a sua proposta.
      Um forte abraço

  27. Avatar
    Fatima Fernandes em

    Olá Priscila! Amei suas informações . Eu e minha família estamos querendo morar em Portugal. Meu marido tem cidadania portuguesa e nossos filhos também. Eu não tenho ,sou neta de portuguesa e como não sei o local onde ela nasceu, ficou difícil e não sei como conseguir. Meu marido e meus filhos tento a cidadania , eu preciso de autorização para morar em Portugal..Aqui no Brasil está muito difícil viver.. muita violência ,tudo muito caro. Outra pergunta.. Meu filho mais novo está no úlTimo ano do ensino médio. Ele poderia fazer o vestibular em Portugal…..Seria maravilhoso nossa mudança… Beijinhos.

  28. Avatar
    Marco Teixeira em

    Parabéns pelo belo trabalho realizado aqui. Eu e minha esposa gostamos muito de tudo que lemos. Estamos pensando em morar em Lisboa, somos reformados, minha esposa tem a dupla nacionalidade. Quanto à parte legal não temos dúvida. Mas peço a sua orientação em duas questões. Qual seria o melhor meio de estarmos tranquilos quanto a melhor assistência de saúde (seguro,planos)? A outra dúvida é em relação à um bom lugar de moradia, já não somos jovens gostaríamos de uma boa localização com acesso fácil, conforto e tranquilidade.
    Desde já muito obrigada.

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Marco! Como vai?
      Agradeço o carinho pelo conteúdo do Cultuga 🙂
      A questão da saúde é bastante relativa. Como eu ainda não fiz uso do sistema público e do privado, não sei te dizer pela minha experiência. Aconselho que faça uma busca mais aprofundada para encontrar o que realmente deseja, seja junto aos jornais portugueses quando tratam da saúde pública, seja de planos oferecidos pelas seguradoras. Eu optei por um plano privado, ao menos para os meus primeiros anos em Portugal, sobretudo porque não decidimos se teremos filhos, por exemplo. E, nesse ponto, gostaria de ter um suporte particular.
      Com relação ao local de moradia, o ideal é que procurem pessoalmente. O que é bom para uma pessoa, pode não ser para outra, não é? São diversos os pontos para serem observados na escolha de uma localização para viver.
      Um forte abraço e boas pesquisas

  29. Avatar
    Fernando Cavalcanti em

    Bom dia, Priscila
    Tem algum site de imobiliária que recomende para se procurar imóveis em Portugal? Tenho pesquisado na internet, mas não encontrei.
    Acha que é possível a uma família de 5 pessoas – casal e três filhos com idades de 10, 14 e 18 anos – viver razoavelmente em Portugal com uma renda de 3.500 euros?

    Parabéns pelo site e grato pelo apoio que puder prestar.
    Fernando

  30. Avatar

    Boa tarde Priscila!
    Já estou começando a ver minha mudança para janeiro de 2016 e rolou uma dúvida simples: vcs tiraram o Nif sem ter um endereço ou alugaram primeiro o apt e depois tiraram o Nif?
    Para alugar precisa do Nif e para tirar o Nif precisa de um endereço!!! Estou ficando doidinha, mas por uma boa causa: viver na terrinha! Bjssss

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Luciana
      Uma opção é pedir que algum residente legal em Portugal seja o seu responsável fiscal e assine o documento para você nesse primeiro momento (depois você pode fazer a alteração). Uma segunda opção é entregar todos os demais documentos ao seu senhorio ou imobiliária para firmar o contrato (passaporte e cartão cidadão), desde que eles aceitem tal situação, para então você tirar o NIF com esse comprovativo.
      Boa sorte!

  31. Avatar

    Olá Priscila,

    Parabéns pelo site, muito esclarecedor.

    Atualmente moro em Sp- Brasil, tenho 25 anos e pretendendo morar em Portugal, mas não conheço ninguém aí.
    Sou estudante de fotografia, e estou em aprendizado, e ainda comprando meus equipamentos.
    Gostaria de saber como é o mercado fotográfico em Portugal, e se existem escolas para que eu possa me especializar. Existem lojas de equipamentos fotográficos? Os preços são melhores de que no Brasil?
    Que cidade você indicaria pra eu morar?

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Stephanie! Como vai?
      Agradeço o carinho 🙂
      Para a escolha da cidade, infelizmente, não posso ajudar. Essa é uma escolha bastante pessoal e aconselho que você leia bastante sobre o país para encontrar aquele cantinho que mais você se identifica. Aqui no Cultuga há muitos posts para que você possa conhecer mais do país.
      O mercado da fotografia é similar ao Brasil. Entretanto, é um caminho bastante amplo e depende muito da sua área de especialidade.
      Esse post poderá ajudá-la nas pesquisas (inclusive os comentários): http://www.cultuga.com.br/2014/06/como-procurar-emprego-em-portugal/
      Sobre as escolas, existe, sim. Depende do que você precisa, se uma universidade ou curso técnico. A Universia é um bom portal para isso: http://www.universia.pt/ Veja também as propostas do IPF: http://www.ipf.pt/
      Lojas de equipamentos há algumas. Os preços são razoáveis. Não é muito barato, mas não chega a ser o mesmo preço do Brasil.
      Espero que tenha ajudado 🙂
      Boas pesquisas!

  32. Avatar

    Bom dia, sou aposentado tenho uma renda aproximada de 5 mil reais, será que consigo me exilar em Portugal para sair dessa guerra que virou meu país o tal do Brasil em desenvolvimento?? Cidade de preferência seria Lisboa ou porto que já conheço

  33. Avatar

    bom dia, Priscila
    Sou de São Paulo, Brasil e tenho um filho estudando em Lisboa.
    Estamos procurando um bom local para ele morar por aproxiimadamente 2anos, claro com o melhor custoxbenificio.
    Você teria alguma sugestão.
    agradeço a atenção

  34. Avatar

    Boa tarde,
    pesquisando achei seu site e estou lendo e adorando, tem bastante informações…
    Gostaria de sua ajuda a respeito da área de TI em Portugal. Meu esposo é Programador e ele tem Cidadania. Temos 2 filhos e vamos para morar.
    Saberia me dizer qual Cidade de Portugal teria mais oportunidades e sobre salários?
    Obrigada.

  35. Avatar
    Júlia Garcia em

    Olá, Priscila
    Tudo bem? Que bom encontrei seu site. Estou começando a pesquisar a vida em Portugal. Eu, meu marido e nossos três filhos estamos programando a ida, eles são cidadãos, eu não. Queremos morar em Lisboa e eu queria saber quais os melhores bairros, com boas escolas e serviços para uma família jovem como a nossa. Você pode me dar alguma indicação? Agradeço sua atenção.

  36. Avatar

    Boa noite! solicito sua gentileza em responder algumas dúvidas; sou neto de portugueses e pretendo solicitar a cidadania em breve ao me aposentar (servidor público federal), e pretendo me mudar para Portugal com a minha esposa; 1) quanto em média custa o aluguel de um apt. de 3 dormitórios em Lisboa, é possível obter financiamento para compra de imóveis, é fácil, complicado, caro, etc? esse mesmo apt. ou casa em alguma outra cidade com boa qualidade de vida quanto ficaria? 2) que cidades vc indicaria, que não sejam muito pequenas? 4) móveis e eletrodomésticos são fáceis de comprar, financiados, como? dê exemplos de preços, por favor. 5) como os brasileiros são tratados pelos portugueses, tipo vizinhos, etc.? como uma renda aproximada de 2000 euros dá pra se viver bem lá?

  37. Avatar

    Boa tarde Priscila, tudo bem?
    Eu e meu marido estamos planejando morar em Portugal.
    Ele é designer e possui clientes fixos aqui no Brasil e também na Europa.
    Pesquisamos sobre a possibilidade de conseguirmos residência ao comprovar rendimentos próprios suficientes para nos sustentar aí.
    Isso é realmente possível?

    Desde já, muito obrigada pela sua atenção.
    Seu blog tem sido de grande ajuda para nós.n

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Anna
      Por aqui está tudo bem, e por aí?
      Infelizmente não sei lhe informar, pois o nosso caso foi diferente do seu. Aconselho que procure o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras de Portugal (www.sef.pt) para saber mais sobre as autorizações de residência e documentações e também as Finanças (https://www.portaldasfinancas.gov.pt/) para abertura de atividade profissional.
      Uma outra possibilidade é buscarem por um advogado e um contabilista (como o “contador” é chamado em Portugal) para entender todos os passos que devem fazer.
      Um forte abraço

  38. Avatar

    Olá Priscila!

    Muito bom o blog, tem me ajudado bastante! Agradeço por compartilhas as suas experiências!

    Gostaria de indicar um site para aluguel de acomodações para estudantes. Parece ter bastante coisa em Lisboa. Estou indo passar uma temporada, inicialmente 3 meses, em Lisboa, chegando neste próximo mês de Fevereiro, e estou inclinado a utilizar ele para reservar um studio. Os preços me parecem mais razoáveis do que no Airbnb. Já ouviu falar dele? Segue: https://www.uniplaces.com/

    A minha ideia atual é utilizar os 3 meses que passarei na cidade para decidir ficar ou não, e procurar um apartamento para alugar de verdade caso queira. Para que eu não tenha dificuldades em alugar sem fiador, quantos meses de “renda” você acha que seria interessante eu reservar para pagamento adiantado? Estava pensando em 3 meses, mas aparentemente este é o mínimo que pedem.

    Obrigado!

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Caio
      Agradeço o carinho e a dica do site. O AirBnb não é focado somente para estudantes, mas também para turistas, por isso há mais opções e também uma variação de preço.
      Essa questão varia de acordo com o dono do apartamento. Há aqueles que exigem fiador e as rendas caução, há outros que basta o adiantamento de rendas (que serão descontadas ao fim do contrato, não no início dele). No nosso primeiro apartamento, oferecemos os 6 meses adiantados e celebramos um contrato de exatos 6 meses. Hoje estou em um apartamento em que adiantei três rendas e em um contrato de 5 anos. Varia mesmo e você deve conversar com a imobiliária e com o proprietário.
      Um forte abraço

  39. Avatar
    Earle Moreira em

    Olá Priscila,

    Acabei de descobrir o “cultuga”, estarei indo definitivamente ao final de 2016 com minha esposa e filha. Estamos pesquisando informações e dicas uteis para nossa chegada. Temos um facilitador que são minha cunhada e marido. Irei acompanhar para ter mais informações.

  40. Avatar

    Olá Priscila,
    Consegui minha nacionalidade agora (ainda não tenho o documento, mas tenho meu número de registo) e estou pensando seriamente em convencer meu marido de tentarmos a vida em Portugal (sempre foi meu sonho). Para isso estou pesquisando bastante no assunto para ter bons argumentos (rs), e seu site está ajudando bastante!
    Teria várias dúvidas, em vários assuntos, mas dentro deste sobre moradia, queria saber se você sabe me dizer uma coisa. Aluguel temporário (pelo AirBnb, por exemplo) é considerado residência para que meu marido consiga adquirir a nacionalidade portuguesa depois de 2 anos morando aí? Pergunto isso, pois acho que ele só toparia ir pensando em ser uma tentativa, uma experiência, e não já alugando um imóvel com contrato de 5 anos (apesar que você conseguiu negociar pagando antecipado).
    Não sei se deu pra entender a situação rs
    Agradeço se puder dar sua opinião e/ou sugestão.
    Obrigada!

  41. Avatar
    Carlos Pastruz em

    Olá Priscila,
    parabéns pelo blog, muito elucidativo! Já possuo visto de residência e estou com data marcada para solicitar minha autorização de residência em Portugal. Será que o pessoal da SEF aceitará meu recibo do airbnb como comprovativo de morada? Não possuo um contrato propriamene dito, em função de utilizar este aluguel por temporada.

    Outra informação, por favor. Pretendo fazer como você comentou que fez. Alugar um apto por temporada e depois procurar um outro quando estiver em Portugal. Você teve assessoria de algum advogado ou corretor para elaborar/assinar o seu contrato de locação aí em Portugal? Sempre ficamos receosos com cláusulas contratuais, ainda mais em se tratando de um novo país de morada.

    Obrigado!

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Carlos
      Como vai? Agradeço o seu carinho pelo conteúdo do Cultuga 🙂
      Aconselho que consulte o SEF (www.sef.pt). Eles é que tratarão da sua autorização e poderão orientá-lo quanto a documentação.
      Quando alugamos os nossos apartamentos, fizemos todos os trâmites com o proprietário e a imobiliária. Os contratos dos dois imóveis que já alugamos tinham textos de fácil entendimento. Se houver alguma dúvida, você pode perguntar na hora. Ao menos conosco, nas duas vezes e com duas imobiliárias diferentes, o corretor leu o contrato em nossa presença e na presença do proprietário. Nunca tivemos qualquer problema do gênero.
      Um forte abraço

  42. Avatar
    Jacques BRIAND em

    Ola “menina” Priscila (eu jà tenho os sessenta !!!)

    Sera que a senhora fale (ou entenda ) francês ?

  43. Avatar

    Olá Priscila, muito bom seu site, de grande ajuda para nós intensionados a mudar pra Lisboa.
    Estarei indo pra Lisboa em dezembro, meu marido faz mestrado aqui em SP e a faculdade daqui da a opção de concluir o mestrado na Nova de Lisboa. Temos uma jovem de 20 anos que cursa administração aqui e fará a transferência para a Nova de Lisboa também. Minhas dúvidas são qnt a escolha do bairro. Já pesquisei em vários blogs, sites, mas ainda não encontrei uma opinião verdadeiramente fidedigna sobre os melhores bairros em Lisboa, pois é muito relativo de acordo com o que cada um busca. Gostaria de estar numa região jovem, e que tenha basicamente transporte público para Campolide e que não ultrapasse $600 euros, valor que dispomos para o arrendamento. Se vc puder me indicar bairros nessas condições ficarei agradecida e acredito que ainda irei trocar outras figurinhas com vc.
    Parabéns pela criação e dedicação ao site.
    Elizabeth

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Elizabeth
      Como vai?
      Agradeço o seu carinho 🙂
      É realmente difícil encontrar informações sobre os bairros de Lisboa para viver, pois esse é um mercado em alta e com mudanças muito rápidas. Nos três anos que estamos aqui, vimos o mercado disparar em preços para os bairros mais centrais e uma transformação também em edifícios antes abandonados, hoje se transformando em imóveis com preço de luxo, sem necessariamente o serem. A escolha do bairro realmente varia de acordo com o perfil de cada família e o tipo de imóvel que procura. Como estamos no mesmo apartamento há mais de 2 anos, e não estamos com planos de mudar, não estou por dentro dos valores atuais do mercado de locação – apenas o que acompanho nos jornais e vejo nas ruas. Entretanto, com as dicas desse post, inclusive nos sites indicados, você consegue encontrar quais são as possibilidades dentro do valor que procura. Como a Nova fica perto da estação São Sebastião, eu indicaria a busca primeiro na linha azul do metro, principalmente entre as estações Santa Apolonia até Alto dos Moinhos. Esse trecho da linha engloba bairros bem diferentes, mas são mais centrais, com fácil deslocamento. Junto a linha vermelha do metro, o ideal, na minha opinião, é que seja entre as estações São Sebastião e Olaias. Veja primeiro em quais desses bairros você encontra imóveis dentro do valor e tipologia que procura. Depois, façam visitas pessoalmente a cada um deles para escolher qual é o bairro e apartamento que se encaixa no perfil da sua família. Escolher e fechar a distância não é uma boa ideia (sobretudo para que possa observar pessoalmente algumas questões que incluímos aqui no post e conhecer o suporte do bairro escolhido).
      Um abraço e boa sorte!

  44. Avatar

    Olá bom dia,
    Gostaria de alugar um apartamento em Lisboa para mim,filho de um ano e oito meses(na época da viagem),mãe e tia;a princípio penso em utilizar o Airbnb ,você recomenda esse site e tem alguma recomendação de apartamento e qual bairro seria mais interessante para passeio e conhecer a cidade.Obrigada Aline.

    • Rafael Boro
      Rafael Boro em

      Olá, Aline
      Tudo bem?

      O Airbnb é o site mais utilizada no momento. Há muitas opções de apartamentos turísticos em Lisboa nele. Clientes nossos já usaram e gostaram. Mas também tem o Booking. O que você deve ficar atenta é que muitos prédios aqui em Lisboa não têm elevador. Isso pode ser um problema caso você estaja com um carrinho de bebê.
      Sobre os bairros, o Chiado, a Baixa e a Avenida da Liberdade são bons para fazer as coisas a pé, pois ficam próximo de atrações importantes de Lisboa e possuem estações de metro.
      Um grande abraço e boa viagem!

  45. Avatar
    Edson Fernando em

    Ola Priscila, tudo bem? Valeu demais suas dicas de Lisboa e os links de sites para alugar por temporada. Paz profunda. Edson

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Edson
      Como vai? Por aqui está tudo bem!
      Agradeço o seu carinho 🙂 Seja sempre bem-vindo!
      Um abraço

  46. Avatar

    Olá Priscilla.

    Pretendo ir para Portugal com meu marido. Temos 50 anos de idade. É fácil abrir negócio indo legalizado?
    Roseli

  47. Avatar

    Obrigado pelas valiosas dicas. Só fiquei meio “horrorizado” ao ler que é necessário rescindir o contrato 6 meses antes de sair do apartamento. É isso mesmo? Achei muito tempo. (Aqui onde moramos são 3 meses.)

    Moramos num outro país da Europa, de que temos a cidadania e é longe de Portugal. Queremos nos mudar para Lisboa. Como acha que devemos proceder? Inicialmente alugar um apartamento de temporada do Airbnb como ponto de partida, para, em Lisboa, podermos buscar o apartamento definitivo? Por quanto tempo: 1, 2 semanas, 1 mês?

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Marcos
      como vai?
      Ao menos o meu contrato, tal como veio da imobiliária, é dessa forma. E eu acho bastante justo, seja com o lado do proprietário ou do nosso lado – pois ambos estão protegidos (principalmente para a época de crise, que foi quando chegamos a Portugal). Atualmente, com o crescimento dos apartamentos turísticos, não está fácil alugar um apartamento para residência em Lisboa. Os preços estão bem altos e as oportunidades muito escassas.
      Se vocês não têm conhecimento sobre o mercado atual de Lisboa e dos bairros disponíveis, o ideal mesmo é alugar um apartamento de temporada para que possam fazer o levantamento e a visita das opções existentes dentro daquilo que procuram.
      Um abraço e boas pesquisas!

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Rodrigo
      Como vai?
      Um contrato de aluguel legal é sempre autenticado pelo órgão das Finanças – algo obrigatório que deve ser feito pelo corretor imobiliário. Durante as buscas que fiz por imóveis em Portugal, sempre usei a imobiliária como intermediária e não tive nenhum problema. Nas duas vezes que selei um contrato, fiz uma reunião na própria imobiliária com o corretor e o proprietário para acertarmos e assinarmos o contrato.
      Um abraço

  48. Avatar

    Oi Priscila,
    dicas valiosas, obrigada! Ficarei 6 meses em Lisboa para desenvolver pesquisa na Universidade de Lisboa. Você me indicaria um bairro ou cidade próxima onde pudesse conseguir um aluguel com valor em conta?
    Obrigada! Abraço,
    Jéssica

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Jéssica
      Tudo bem? Agradeço o seu carinho 🙂
      Que delícia! Tenho a certeza que será uma ótima experiência!
      Hoje em dia, o valor do aluguel em Lisboa está realmente caro. Houve uma mudança muito grande nos últimos anos com o avanço dos apartamentos destinados ao turismo. Estou um pouco fora do mercado, por viver no mesmo apartamento há 3 anos e também por trabalhar na vertente do turismo. Já não sei bem te dizer em quais locais você poderá encontrar preços mais baratos. Uma opção é ficar em um apartamento compartilhado com outros estudantes ou airbnb, em um quarto alugado. Você acaba por ficar melhor localizada e gasta bem menos. Uma outra sugestão é dar uma olhada em bairros que não são servidos pelo metro, quando as oportunidades mais locais e menos turísticas são maiores, mas aí você acaba por depender do ônibus. Porém, pensando que são 6 meses apenas na cidade, consideraria ficar mais ao centro, não fora da cidade, para que você possa aproveitar bastante e ter uma vida mais próxima de onde pulsa a cultura de Lisboa.
      Um forte abraço

      • Avatar
        Jéssica Zacarias de Andrade em

        Muito obrigada!
        Tenho percebido este aumento de preço, está bem acima do que estava imaginando. Como vou com marido e filha, preciso de um T1, ao menos e mobiliado, o que já encarece um pouco. Achei apartamentos grandes, T3 e T4 no Parque das Nações por 500 euros, desconfiei porque está muito abaixo que outros nas mesmas condições. Em termos de alimentação, uma cesta básica mensal ficaria em torno de 100 euros? Soube que há um passe mensal para uso de transportes públicos por 50 euros, procede? Desculpe tantas perguntas, estou meio perdida, escrevendo a tese e vendo tudo isso.
        Um forte abraço!
        Jéssica

  49. Avatar

    Bom dia! Me disseram que toda imobiliária exige fiador, então a informação não procede. Qual imobiliária que você fez o alguel? Até pensei na Airnb. Abraços

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Sue
      tudo bem?
      Quem te disse foi alguém da imobiliária? Realmente é normal pedirem fiador, assim como também é no Brasil. Entretanto, não são todos. Creio que a questão não seja a imobiliária, mas o proprietário. Cada proprietário escolhe as condições de sua locação, mesmo que intermediário pela imobiliária. Conosco foi assim, em todos os imóveis que chegamos a negociar e os dois que efetivamente alugamos. Portanto, é ideal que verifique diretamente as condições de cada imóvel de seu interesse.
      O AirBnb não é uma imobiliária, mas um site que reúne proprietários particulares que alugam seus imóveis por temporada. São situações diferentes.
      Um grande abraço

  50. Avatar

    Olá Priscila,

    Sou enfermeira e meu esposo médico, estamos pensando em morar em Lisboa, depois de uma série de acontecimentos com nossa família relacionado a falta de segurança no Brasil, se possível, gostaria de algum e-mail para que você possa nos auxiliar com algumas orientações.

    Abraços brasileiros,

    Caroline

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Caroline
      Tudo bem?
      Eu te entendo, pois também tive algumas situações similares no Brasil, infelizmente. Entretanto, nós não respondemos a dúvidas particulares por e-mail relacionadas a imigração, pois o volume de mensagens que recebemos diariamente aqui no site e pelas nossas redes sociais é muito grande. Todos os assuntos relacionados a isso partilhamos aqui nos posts e também nos comentários, para que todos os leitores possam ter acesso a essas informações e para que possamos alcançar a todos. Entretanto, se vocês desejam um suporte profissional para imigração, temos duas empresas portuguesas para indicar. Elas fazem consultoria e também oferecem serviços que vão desde a organização de documentos, vistos, transcrições, nacionalidade, busca de imóveis, etc. Se desejar os contatos, nos responda a essa mensagem, que indicamos no seu e-mail.
      Um forte abraço e um excelente ano!

      • Avatar
        Otávio Barbosa em

        Olá Priscila, você poderia me enviar os contactos destas empresas que mencionou.

        Abraços e muito obrigado pela ajuda e pelo material que compartilha,

        Otávio Barbosa

  51. Avatar

    Oi Priscila, parabéns pelo post. Uma dúvida, como funcionam os planos de saúde? Em todos os sites que entrei não vi ninguém mencionando a contratação de plano de saúde. É necessário para morar ai?

    Obrigada
    Isa

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Isa
      Tudo bem?
      A necessidade da contratação de um plano de saúde depende de alguns fatores – como o seu tipo de visto ou se você tem cidadania portuguesa. Para cidadãos, se você desconta para a Segurança Social (que funciona como o INSS do Brasil), você está coberta pela saúde pública. Se você é estrangeira com visto de trabalho e também desconta para a Segurança Social é igual. Portanto, somente contrataria um plano de saúde se deseja o atendimento particular. Se você tem visto de estudante, precisará contratar um seguro saúde particular ou então fazer o PB4, que é um acordo entre os dois países para o uso da saúde pública.
      Os planos de saúde particulares têm diversas formas de uso, que vão desde a participação no que você precisa, pagando parte do uso e você pagando a outra parte, até a isenção total de valores.
      Um grande abraço

  52. Avatar

    Olá Priscila,

    Em primeiro lugar, parabéns pelo blog, talvez você não tenha noção de quanto essas informações ajudam a quem está aqui do outro lado da tela.

    Gostaria de fazer 3 perguntas sobre o arrendamento nas quais eu não encontro respostas 🙁 : A minha situação de mudança definitiva para Portugal é um tanto quanto parecida com a sua, possuo a cidadania Portuguesa e vou com dinheiro para os 6 primeiros meses.

    Pergunta 1- No caso, já prevejo dificuldades para alugar um apartamento pela questão do fiador e comprovante de trabalho, pois não vou estar trabalhando quando chegar e apenas terei um extrato bancário comprovando ter o dinheiro. Caso eu consiga e adiante 6 meses de aluguel, esse valor ficará “preso para ser devolvido no fim”, ou já são consideradas como os primeiros 6 meses e assim eu só pagaria a partir do sétimo mês? (considerando um contrato de aluguel a longo prazo)

    Pergunta 2: É comum em Portugal um casal (Marido e Mulher) arrendarem quartos para morar (daqueles que tem todas as despesas incluídas, ou isso é restrito apenas para solteiros e estudantes?

    Pergunta 3- Caso seja comum e eu alugue um quarto para ficar com a minha esposa temporariamente (até arrumar um emprego e poder alugar em um apartamento convencional), os senhorios normalmente fazem um contrato de aluguel (para fins de comprovação de reagrupamento familiar no SEF), ou esse tipo de alocação de quarto é apenas verbal?

    Desculpe pelo interrogatório!! kkkkkkkk

    Obrigado desde já!

    Forte Abraço!

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Caio
      Tudo bem?
      Agradeço o seu carinho pelo conteúdo do Cultuga 🙂
      Sobre as suas dúvidas:
      1. Essa questão depende da sua negociação com o proprietário e com a imobiliária. O caso que contei aqui não é uma prática comum, foi a maneira que eu encontrei de oferecer segurança ao proprietário do primeiro apartamento que aluguei – quando a lei do inquilino também era diferente. Propus um contrato de 6 meses apenas, adiantando todo o dinheiro do aluguel de uma só vez. Ao fim do contrato, optei por não renovar, pois queria ir para outro apartamento. Já nesse segundo caso, o proprietário não nos exigiu fiador. Fizemos um contrato de 5 anos e, além de pagarmos a primeira renda, pagamos mais três meses – esses, sim, ficam retidos para o fim do contrato – assim como funciona em vários lugares do Brasil.
      2. Sim! Poderão alugar um quarto juntos, se quiserem. Sem problemas. Cada proprietário tem suas regras, claro. Pode ser que alguns não permitam, mas certamente você encontrará outros que permitem.
      3. Essa questão não sei responder, pois não conheço o procedimento. Creio que, se você morar em um apartamento compartilhado, poderá solicitar uma carta de comprovação de moradia na Junta de Freguesia de onde você mora com uma conta que esteja em seu nome. Veja, claro, sempre com o proprietário essa questão.
      Um grande abraço!

  53. Avatar
    Anderson da Silva em

    Olá Priscila! Parabéns pelo o portfólio e obrigado pelas informações especificas. Minha esposa e eu somos professores, ambos pedagogia e letras. Também sou escritor de contos fantásticos e tenho um projeto para um empreendimento de montarmos uma editora – onde daremos oportunidade para os jovens escritores brasileiros, a levar suas obras para serem publicadas em Portugal. Para isso, estamos formando uma rede de contatos, para entrarmos com esta empresa no pais. Nós temos um casal, Thomas de 3 anos e Sophia de 1,6 anos e gostaria como você me aconselharia – em termos de aluguel e habitação para uma família recomeçar a vida em Portugal.

    • Rafael Boro
      Rafael Boro em

      Olá, Anderson
      Tudo bem?
      Ficamos felizes que tenha gostado do conteúdo do Cultuga! 🙂
      Sugerir um local para a sua família, sem conhecê-los, é bastante delicado. O ideal é começarem a fazer pesquisas em sites de imobiliárias, nas quais estão indicadas aqui no post ou que vocês se instalem temporariamente no país para depois fazer as buscas pelos bairros ou cidades que possam interessá-los. Ou, então, poderão contratar uma agência que faça a busca imobiliária para vocês, conhecendo o perfil do bairro que procuram, do tipo de apartamento/ casa que desejam e também o quanto pretendem gastar por mês com moradia. Tudo isso influencia na pesquisa.
      Um abraço e desejo toda sorte no seu projeto, principalmente por ser algo que mexe com a cultura!

  54. Avatar

    olá, meu esposo será contratado por uma empresa em Lisboa e gostaria que me indicasse alguns bairros para que eu posso buscar um apartamento para alugar. Temos um filho de 5 anos, então de preferência que tenha boas escolas.

    • Rafael Boro

      Olá, Marina
      Tudo bom?
      Como não temos filhos, não sabemos indicar os bairros que tenham boas escolas. Aconselho que você entre em contato com a empresa que contratou o seu marido para que eles possam auxiliá-los.
      Um abraço!

  55. Avatar

    Olá, Priscila. Estou pensando em morar em Lisboa, sou sozinho e estou procurando um T1, quais são os melhores bairros ?

    Obrigado.
    Carlos

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Carlos
      Há diversos bairros interessantes para morar em Lisboa. Depende mesmo do seu perfil e do que você julga como melhor. A região do Chiado, da Baixa, de Alfama, do Castelo e do Bairro Alto, por exemplo, são interessantes para quem pretende morar por pouco tempo em Lisboa. Assim, você poderá ficar pertinho do centro histórico e viver onde “pulsa” a cidade. Entretanto, para viver mais a rotina lisboeta e menos a turística, há também outros bairros não tão distantes dessa área (afinal, a cidade é pequena) que são ótimos. Aconselharia você buscar também no Campo Pequeno, Saldanha e Avenidas Novas. Tenha em mente que se você conseguir um apto. pertinho do metrô, poderá ter uma flexibilidade interessante para se locomover. Você chega a, praticamente, todos os lugares. Entre as estações de metro que indico, estão: linha azul – entre o Terreiro do Paço e o Jardim Zoológico, linha amarela – entre o Rato e o Campo Pequeno e linha verde – Roma e Alvalade. Há ainda o Príncipe Real, o Campo de Ourique e o Parque das Nações, que também tem excelentes apartamentos. Enfim… O ideal mesmo é você alugar um AirBnb temporariamente e usar o período para conhecer a cidade melhor – caso ainda não a conheça – para que tenha uma noção dos bairros, das suas necessidades e, o mais importante, das disponibilidades para cada um deles.
      Um abraço

  56. Avatar

    Boa tarde Priscila, estamos nos planejando p mudar Portugal começo de 2019, um casal c 2 crianças de 6 e 8 anos, que bairro você nos indicaria que não seja muito badalado e q o custo de vida não seja tão caro? Obrigada, adorei seu blog😘😘
    Fernanda Fonseca

    • Rafael Boro

      Olá, Fernanda
      Tudo bem?
      Ficamos felizes que tenha gostado do Cultuga?
      O custo de vida em Lisboa é muito parecido em quase toda a cidade. Alguns lugares mais centrais que possuem alguns serviços mais caros. Atualmente, Lisboa toda está badalada, pois a cidade vive um momento de crescimento e valorização dos imóveis. Nesse momento, não sei como indicar um bairro nesse perfil. 🙁 Tente buscar a ajuda de uma imobiliária portuguesa que eles poderão auxiliá-la melhor. 😉
      Um abraço!

Deixe um comentário