Onde comprar lembrancinhas de viagem em Portugal?

27

A difícil hora de comprar os souvenirs e as lembrancinhas de viagem. Quem nunca passou por isso? Estando em Portugal, você vai querer levar alguma coisa para a família, um pequeno mimo aos colegas do trabalho, um presente especial para aquela amiga que acabou de engravidar do primeiro filho… Quando a gente viaja, sempre encontra motivos para comprar, não é?

Nesse, que é o quinto artigo da série Portugal Gastando Pouco, vou te contar o que aprendi ao longo desses anos de idas e vindas entre Portugal e Brasil fazendo o dinheiro render na hora das lembrancinhas para agradar aos amigos e familiares e, claro, a mim também – que não sou de ferro e tenho uma paixonite aguda por coisinhas que representam Portugal rs.

Nota: leia também o nosso post sobre o que pode e o que não pode levar de Portugal para o Brasil.

Vinhos, azeites, conservas e queijos

Primeiro, vamos ao que realmente interessa: as comidas de bebidas. Afinal, esse é um motivo (e tanto) que leva muita gente a Portugal. Se você não está em busca de edições limitadas de vinhos ou anos muito especiais, que só estão à venda em boas garrafeiras, vá direto ao supermercado.

Para os vinhos, você geralmente os encontrará separados por regiões, como Dão, Douro, Beiras, Península de Setúbal, Alentejo, Ilha da Madeira, Algarve e Lisboa e Vale do Tejo e, claro, os Vinhos do Porto. Eles são, realmente, muito baratos.

Só para você ter uma referência de alguns bem populares, mais baratinhos, o vinho verde Casal Garcia, no Brasil, custa por volta de R$ 35. Em Portugal, ele é encontrado por 3,50€.  O Periquita tinto é encontrado por R$ 40 no Brasil, enquanto em Portugal custa 4€. E um clássico do Porto, como o tawny Taylor’s, custa no Brasil R$ 90, quando do outro lado do oceano você o encontra por 6€.

Tudo isso para dizer que com 10€ você compra, sim, um vinho português incrível e de qualidade superior no supermercado.

lembrancinhas_de_portugal_vinhos_e_azeite

Vinhos e azeites nas prateleiras dos supermercados Continente e do El Corte Inglés

O mesmo acontece com os azeites – outro produto bastante em conta. Costumo dizer que caro são os azeites “vagabundos” de Portugal, que por vezes custam 3€ – 3,50€. Um azeite muito bom é mesmo muito barato.

Não faz muito tempo, compramos um azeite português orgânico (que em Portugal se fala biológico) muito bom, o Romeu, de Trás-os-Montes. Em Portugal ele custa 6€. Me surpreendi quando o encontrei em uma lojinha de importados em São Paulo por R$ 90. Com 5€ ou 6€ você leva um excelente azeite alentejano ou transmontano.

O mesmo acontece com as conservas enlatadas. Nas lojas turísticas, você encontrará algumas caríssimas (podendo chegar até aos 7€/ lata). Entretanto, no supermercado, há conservas de excelente qualidade (com sardinha, bacalhau e atum) e também com latinhas interessantes e originais – que se diga de passagem – dos 1€ – 3€/ lata.

Por fim, os queijos – sobretudo os Serra da Estrela e Azeitão. São excelentes opções para quem deseja levar um dos sabores mais característicos de Portugal e, no supermercado e nos produtores locais (sobretudo nas cidades da Serra da Estrela), você ainda pode solicitar que seja embalado a vácuo para não cheirar na mala.

Apaixone-se por Portugal com a nossa consultoria de viagem

Pratos, xícaras e canecas

A primeira vez que vim a Portugal de férias, passei um mês inteiro. Eu queria não somente visitar as atrações clássicas, como também queria conhecer um pouquinho da vida portuguesa. Foi aí que decidi ir em um mega supermercado – o Continente, que funciona como o Extra no Brasil, para descobrir mais sobre os hábitos de consumo locais.

lembrancinhas_de_portugal_pratos

Prato de sobremesa e canecas com o tema Lenço de Namorados nas prateleiras do supermercado Continente

Confesso que, nesse dia, a minha melhor surpresa foi encontrar peças individuais para a cozinha com o tema do Lenço de Namorados, uma coleção que existe até hoje nesse supermercado. As melhores peças para levar como lembrancinha são o prato de sobremesa (3,50€) e a caneca (4€). Vale destacar que essa linha é feita em Portugal.

Um outro lugar que sempre tem artigos lindos é A Loja do Gato Preto. Foi lá que nós compramos esse prato de sobremesa (nham):

doces_portugueses_boladeberlim_cultuga

Prato de sobremesa d’ A Loja do Gato Preto

Paninhos de cozinha

Levar paninhos de cozinha com temas de bordados e de galinhos para toda a família é um dos “clássicos” de Portugal, não é? Em Lisboa, indico a lojinha do Sr. Mário (e você já aproveita para conhecer a bela Alfama – o bairro mais antigo da capital). Além dele ser uma fofura, ainda tem os melhores preços da cidade. (o Sr. Mário se aposentou em 2017 e não está mais a frente da lojinha)

Porém, se você for ao Porto, também poderá comprar desses paninhos nas barraquinhas das mulheres que ficam junto ao rio Douro, na zona da Ribeira. O preço também é bem em conta e elas têm estampas bonitas.

Foto: Priscila Roque/ Cultuga

Esse aí é o Seu Mário e os paninhos fofos que ele vendia

Livros de alfarrabistas

Alfa… O quê? Alfarrabistas é como se chamam os donos de sebos em Portugal, os colecionadores de livros antigos. E, por aqui, há muitos deles com preciosidades. Você já pensou em levar um Saramago, um Pessoa, um Camões, um Eça de Queirós, um Antero de Quental, um Gil Vicente ou um Almeida Garrett, em edição portuguesa – algumas até raras – para o Brasil?

Se você é fã de literatura ou gostaria de presentear alguém que gosta do gênero, dar uma passadinha em um alfarrabista pode valer realmente a pena (principalmente no Porto, na bela Rua das Flores, e em Lisboa, aos sábados, ao lado da Livraria Bertrand, travessa da Rua Garrett, no coração da cidade). Você vai pagar pouco e sair de lá com uma enorme experiência no bolso e no coração 🙂

CDs de Fado e música portuguesa por 5€

Levar música portuguesa de qualidade não dói no bolso, ao menos na FNAC. Todas as lojas do país sempre colocam a venda uma seleção de CDs de Fado e música portuguesa a 5€ – todos de grandes nomes locais, não são discos desconhecidos ou que estão mofando na loja há décadas, não.

lembrancinhas_portugal_cds_de_fado

Amália Rodrigues, Oquestrada, Jorge Palma e Marco Rodrigues por 5€ cada na FNAC

Só para te dar uma ideia, dei uma passada na loja nessa semana e encontrei diversos CDs de António Zambujo, Ana Moura, Amália Rodrigues, Camané, Marco Rodrigues, Mísia, Carlos do Carmo, Jorge Palma, Tiago Bettencourt, Carlos Paredes, Áurea, Deolinda… Tem até Canário e Quim Barreiros rs.

Faça um ensaio fotográfico inesquecível no Porto

Pingentes e brincos de ouro

Agora entramos na etapa de presentes de verdade, não mais a preços de lembrancinha – mas que cabem aqui por serem excelentes representantes de Portugal e que realmente valem o investimento. Tome nota do nome dessa cidade: Viana do Castelo.

Viana é uma das cidades da região do Minho em que você encontra aqueles pingentes MARAVILHOSOS de filigrana (uma técnica em que o artesão/ joalheiro molda figuras usando fios bem fininhos, um alicate e uma muita habilidade). Entre os mais famosos estão o Coração de Viana, usado em todos os acessórios, as Contas de Viana nos colares e os Brincos à Rei e à Rainha.

sharon_stone_coracao_viana

A atriz Sharon Stone com um enorme Coração de Viana em filigrana, presente que ganhou em Portugal (Foto: FameFlynet)

Em Viana, usar ouro é uma tradição. Portanto, se tem um local no país em que você encontrará peças lindas, que valem o investimento e com um preço justo, será por aqui.

Porcelana Vista Alegre e cerâmica Bordallo Pinheiro

Outros produtos um pouco mais caros, mas que são para a vida toda (e representam muito bem Portugal) são as porcelanas Vista Alegre e a cerâmica Bordallo Pinheiro. Inclui as duas em um mesmo tópico dessa matéria porque em diversas lojas do país elas são vendidas juntas.

loja bordallo pinheiro vista alegre portugal

Posso morar dentro da loja do Bordallo Pinheiro, no complexo da Vista Alegre?

A Vista Alegre foi fundada em 1824 – a primeira dedicada a porcelana em Portugal, e tem sede em Ílhavo, na região de Aveiro. Ao longo de sua trajetória, até peças exclusivas para a família real portuguesa fez. Tamanho envolvimento com a história local estão refletidas em suas peças até hoje.

A indicação da marca aqui é que você pode encontrar itens temáticos de Portugal que são absolutamente apaixonantes, como pratos e outras peças com paisagens típicas de Lisboa, Porto, Coimbra e Madeira (de 16€ a 73€), uma coleção enorme com o tema de Lenço dos Namorados – chamado de Vila Verde (com peças a partir de 9€), conjuntos de café que homenageiam os artistas portugueses (63€), os heterônimos de Fernando Pessoa (49€ – o meu favorito) o cinema local e também o Fado, além de, claro, menções a monarquia em artigos diversos.

Nós visitamos o Museu Vista Alegre, em Ílhavo, e adoramos!

vista_alegre_heteronimos_prato_alma_de_lisboa

As peças de cerâmica do Bordallo Pinheiro, certamente, já passaram por suas vistas (na casa da sua avó ou de uma tia, não é?). Sabe aquelas travessas enormes em formato de couve? Elas levam os traços do desenho antigo de um dos principais nomes das artes de Portugal, Raphael Bordallo Pinheiro. Essas e tantas outras, com esse cunho exagerado, quase como uma caricatura das coisas e das pessoas – assim com ele realmente era, uma figura do humor.

bordallo_pinheiro_couve_andorinha_ra

A fábrica foi aberta por ele e seu irmão em Caldas da Rainha, em 1884, e está com as portas abertas até hoje. Apesar de já não pertencer mais a sua família, o trabalho de Bordallo Pinheiro permanece perpetuado pela marca. Os destaques ficam para suas tradicionais formas, como a andorinha (a menorzinha custa 8€), as rãs, os seus jarros e a sardinha.

Organize aqui a sua viagem para Portugal

icon-saude

Faça o Seguro Viagem com a Real Seguro Viagem em 6x sem juros

icon-carroVeja os melhores preços para alugar um carro na Rental Cars

icon-hotel

Reserve o seu hotel pelo Booking, com opção de cancelamento gratuito

Serviços do Cultuga

icon-tour

Deseja ter a nossa companhia durante a sua visita a Lisboa? Faça um tour conosco

icon-consultoria

Apaixone-se por Portugal com a nossa consultoria de viagem

icon-foto

Leve um suvenir diferente da sua viagem: faça um ensaio fotográfico

Veja também o índice de artigos do Cultuga para ajudar no planejamento do seu roteiro com muitas dicas, sugestões de rota e outras informações sobre Portugal 🙂

Compartilhe.

Sobre o autor

Priscila Roque

Sou jornalista especializada em cultura e fotógrafa. Foi preciso passar dos 30 anos para assumir que Lisboa é, realmente, o meu lugar no mundo. Mas a paixão por Portugal começou bem mais cedo, ainda na adolescência, quando descobri alguns músicos locais. Os meus pais são portugueses imigrados no Brasil. Depois de fazer o caminho inverso deles, trocando São Paulo por Lisboa, quero agora, com o Cultuga, diminuir a distância que separa o Brasil de Portugal.

27 comentários

  1. Priscila, assim não vou conseguir aguentar esperar até poder ir. Amei essas postagens. Babei de vontade de ir.

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Ouwm… Fico feliz que esteja gostando da série, Cris 🙂
      Logo, logo chega o momento da sua viagem. Não vai demorar muito, não!

  2. Latas de sardinha, atum, polvoi a €2,50 no Mercado da Ribeira, aventais de cozinha em Vila Nova de Gaia( 5 por €6,00), azeites.e vinhos bons e baratos no supermercado. A mala veio carregada…

  3. Sandra Fernandes em

    Olá, Priscila, tudo bem? Amei receber o e-mail e ler as matérias. Tudo muito bom, só fez aumentar as saudades que sinto de PORTUGAL! obrigada,
    Sandra

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Sandra!
      Tudo bem por aqui, e por aí? 🙂
      Fico feliz que tenha gostado da nossa newsletter com os nossos artigos mais recentes!
      Seja sempre bem-vinda ao Cultuga para curtir essas saudades de Portugal.
      Um excelente fim de semana

  4. Olá!!! Adorei o post com as dicas de lembrancinhas, já anotei tudo para nossa viagem que se aproxima!!! : ) Semana que vem já estaremos em Lisboa!!!! Vocês sabem dizer qual supermercado que podemos encontrar mais próximo a Avenida Liberdade, na altura do Metrô Avenida? Obrigada, Cristina

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Cristina
      Como vai?
      Fico feliz que o post tenha ajudado na sua programação 🙂
      Com relação ao supermercado, há um MiniPreço perto de onde você estará, na Rua Barata Salgueiro (https://www.minipreco.pt/lojas/loja/lisboa/rua-barata-salgueiro-4). Porém, ele é pequeno e bem simples, somente para coisas do dia a dia. Para comprar azeites e vinhos, você poderá ir ao supermercado do El Corte Inglés, que fica no metro São Sebastião, também fácil de chegar a partir do Avenida.
      Um forte abraço e uma excelente viagem!

  5. Luis Filipe Amaral em

    Fico satisfeito por ver pessoal do Brasil empolgado de viajar pra Portugal. Preparem suas roupas de inverno!!
    É que meus melhores Natais foram passados em Vitória, Espírito Santo. Natal na praia, é algo que o Português não imagina!!
    Bela Praia da Costa!
    Abraços a todos e um Feliz Natal!

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Obrigada pelo comentário, Luis!
      Eu, particularmente, gosto muito do Natal/ Ano Novo no inverno 🙂
      Boas festas!

  6. Olá!
    Descobri recentemente o Cultuga e estou adorando!
    Uma dica que eu acho válida para lembrancinhas é Fátima. Na cidade, além do Santuário, há várias galerias onde se encontram diversos itens que remetem a Portugal: galos de Barcelos, paninhos para cozinha, imagens e medalhinhas de N. Sra. de Fátima, bolsas, porta-moedas e diversas outras miudezas. Se procurar bem, é possível encontrar bons preços e produtos bonitos. Já fui a Portugal algumas vezes e, no geral, sempre compro minhas lembrancinhas por lá.
    Se forem pessoas religiosas, a melhor dica são as medalhinhas! Você compra várias e complementa com um chocolatinho (comprei uma caixa de um com recheio de menta que normalmente não se encontra no Brasil, ainda mais que moro em interior) ou algo tão simples quanto e pronto! Fiz isso com várias pessoas do meu trabalho e sempre tem gente que me mostra que mandou benzer a medalha e colocou nas chaves do carro ou comenta da delícia do chocolate!

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Ana
      Como vai?
      Agradeço o seu carinho e ainda mais a sua contribuição 🙂
      Bom saber que tem mais alguns cantinhos ali de Fátima que também valem a pena para os mimos.
      Eu também estou de acordo: uma lembrança com um chocolatinho sempre alegra a vida das pessoas que queremos bem.
      Um grande beijo

  7. Oi, Priscila! Muito obrigado pelos seus posts. Tenho só uma pergunta: minha mãe me pediu pra comprar lenços em Lisboa, pois ela ganhou um uma vez de lá há alguns anos. Você sabe onde posso encontrar isso? Muito obrigado!

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Marcus
      Como vai?
      Há muitas lojas no centro histórico de Lisboa que vendem lenços e xales. Uma sugestão é a loja Arte da Terra, próximo a Sé Catedral. Essa loja tem somente peças feitas a mão de artesãos de todo o país. Você poderá encontrar lenços bonitos por lá (as peças são sazonais, então somente indo até lá para ver se tem). Outra sugestão é dar uma olhada na Casa Bordados da Madeira, que fica perto da estação de trem do Rossio (entre as praças dos Restauradores e do Rossio). O artesanato de lá é o típico da Ilha da Madeira. As lojas com mais referências ao artesanato do norte de Portugal também terão lindas opções. Procure sempre comprar de vendedores portugueses, pois eles poderão orientá-lo sobre o perfil e a autenticidade da peça.
      Uma excelente viagem!

  8. Boa noite Priscila! Tenho passagens compradas para 11 de novembro a 20 de novembro. Reservei um apartamento no bairro de Alfama. Gostaria de saber se é válido eu ficar neste bairro ou devo me hospedar no centro de Lisboa. .. Pretendo conhecer os pontos turisticos e é claro, comprar alguns mimos para a família e amigos. P.S: amei as sugestoes de compras.

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Andrea
      Como vai? Agradeço o seu carinho 🙂
      Olha, Alfama pode ser uma experiência muito especial, por ser o bairro mais antigo da cidade. Entretanto, novembro é um mês mais chuvoso e, na maior parte daquela região, você não tem suporte de transportes públicos, além de ter muitas ladeiras – o que poderia não ser tão confortável para interagir com a cidade. Para essa época do ano, o Chiado ou a Baixa poderiam oferecer um conforto maior. Se você quiser, envie para o nosso e-mail (contato@cultuga.com.br) o nome da rua do apartamento, que respondo a você sobre a exata localização, combinado?
      Uma excelente viagem e conte conosco para o que for preciso!

  9. Oi, como vai? Adorei suas dicas, estou indo agora dia 24/05, para Espanha e Portugal e gostaria que me desse alguma indica sobre a temperatura nessa época!Olho os sites de meteorologia, mas mesmo assim gostaria de sua opinião! Obrigada abraço

  10. Marisela Rocha em

    Olá, adorei as dicas que colocaram aqui. Estaremos indo a Portugal e Espanha no final de junho. Como organizar a mala? E o clima como está?

  11. Olá Priscila,

    Estou indo passar 20 dias. Vou para vários lugares começando por Lisboa e vou até o Porto. Adorei as suas dicas!

    Você sabe me dizer qual a quantidade de garrafas de vinhos, azeites e conservas podemos trazer de volta para o Brasil? Tem um limite? Tem que colocar em caixa especial para não quebrar e despachar ou dá pra trazer em malas mais resistente? Tem limite de valor ou imposto a partir de qual valor pra entrar no Brasil?

    Vou em setembro, no inicio e volto no final do mês. O que indica de vestuário para Lisboa, Porto e Vilas Históricas? Ainda é frio nessa época?

    Se puder me responder por e-mail, te agradeço.

    Obrigada!

  12. Olá Priscila, adorei td q li e ainda vou ler mais kkkk tenho uma dúvida. Qual a sua sugestão passeios c agências ou sozinho de trem ônibus? Por exemplo vamos a cascais e Sintra no mesmo dia o que é melhor? Ou fazer passeio de vamos só para Fátima?só eu e meu esposo. Li nos sites e achei caro os passeios mas se valer a pena… minha dúvida é quanto a segurança e deslocamento. Li sobre o trem q vai p Sintra. Ah!vamos no início de agosto. Muito o obrigada.

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Claudia
      Como vai?
      Agradeço o seu carinho 🙂
      Essa questão de passeios em tour privativo, excursões ou por conta própria é bastante relativo. Cada experiência tem o seu valor. Depende mesmo do perfil de viagem que procuram. Sintra, Cascais e Fátima são cidades fáceis para ir em bate-volta a partir de Lisboa, por exemplo, Cascais e Sintra de trem e Fátima de ônibus. Veja as nossas indicações com detalhes aqui: https://www.cultuga.com.br/2014/07/5-cidades-para-fazer-um-bate-volta-a-partir-de-lisboa/
      Sobre ir a Sintra e Cascais em um mesmo dia de transporte público, a partir de Lisboa, não é um passeio que eu indico – pessoalmente. Se você deseja visitar as atrações de Sintra – os parques, palácios ou o castelo, dedique um dia todo de bate-volta para isso. Deixe Cascais para um bate-volta de meio período para o dia seguinte, por exemplo. Assim, você faz tudo com calma. Se quiser fazer tudo em apenas um dia, um tour privado pode satisfazer melhor o seu perfil, visto que um guia poderá levá-los com alguma rapidez aos locais que deseja.
      Um abraço e uma excelente viagem!

  13. Rafael e Priscila,
    Estive em Lisboa na ultima semana de agosto.17 e segui muito as suas dicas, foram valiosas. Sobre lembrancinhas eu quero aqui deixar registrado um fato que ocorreu comigo, chato, porém serve como aprendizado. Nas lojas de lembrancinhas, comprei alguns sinos com o simbolo do galo. Ha dois tipos, um totalmente de metal e outro com desenhos em almágama. Paguei por almagama e levei o de metal liso, porque quando eu fui deixando no balcão para ver outras coisas, o comerciante foi já embrulhando, e nao vi, e percebi a troca somente quanto estava em sao paulo. Rafael e Priscila, faltou algumas lembranças que preciso encomendar. As famosas “pega”, aqueles paninhos quadrados para colocar embaixo das panelas quentes. Vocês poderiam me ajudar em indicar o endereço para que eu possa solicitar? Grato

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Alexander
      Tudo bem?
      Que pena isso que aconteceu 🙁
      Vamos enviar um e-mail a você!
      Um grande abraço

Deixe um comentário