Seu guia de viagem em Portugal | 14 anos no ar

    Só quem já teve piriri no meio de uma viagem sabe o quanto é importante conseguir localizar rapidamente um banheiro limpo e disponível. Pensando nisso, fizemos um artigo bem completo para que você entenda como funcionam os banheiros públicos em Lisboa – ou melhor, as casas de banho.

    Durante uma viagem, estamos fora da nossa zona de conforto, nos tornamos vulneráveis com esse assunto e nem sempre sabemos a que lugares recorrer. O uso do banheiro é uma questão de dignidade, seja para uma indisposição súbita em função de um prato que você não estava habituado a comer, seja para pessoas com doenças no intestino – como a Doença de Crohn, por exemplo. 

    Diferenças de palavras Brasil x Portugal

    banheiro = casa e banho
    estar apertado = estar aflito
    cocô = cocó
    privada = sanita
    descarga = autoclismo
    dar descarga = carregar o autoclismo
    quebrado = avariado

    Banheiros públicos em Lisboa

    banheiro publico lisboa
    Este banheiro público de Lisboa fica na Praça dos Restauradores, mas eu não recomendo que você use. Por aqui, opte por consumir algo nos cafés e padarias para utilizar o banheiro

    Lisboa tem diversos banheiros públicos. Porém, não são gratuitos e nem sempre estão abertos. 

    Alguns são estruturas comuns de banheiro em que há uma catraca para que você faça o pagamento a uma pessoa para que possa utilizar. Outros são cabines individuais dispostas na rua em que você coloca uma moeda para abrir a porta.

    Eu, pessoalmente, não contaria com eles ao longo da viagem, mas vale a pena saber que existem e como funcionam.

    Na dúvida, carregue sempre lenços de papel na bolsa ou no bolso. Um pequeno frasco de álcool em gel também pode te ajudar ao longo da viagem. 


    Cabine na Avenida da Liberdade

    banheiros públicos lisboa
    banheiros públicos lisboa
    banheiros públicos lisboa

    Ao longo da avenida mais charmosa de Lisboa, a Avenida da Liberdade, você vai se deparar com essa cabine histórica. Nem todo mundo presta a atenção ou percebe o que é. Mas, se você observar atentamente, verá que é um banheiro público. É uma pena que dificilmente está em funcionamento. 


    Cabine próxima a Torre de Belém

    Bem perto da Torre de Belém, junto ao estacionamento e a passarela, está esse banheiro público. Esta cabine acaba por ser útil para quem chega muito cedo ao bairro ou fica até a noite por ali.

    Pela falta de comércio aberto a volta, o banheiro público é uma opção. Basta colocar uma moeda de 0,50€ para abrir a porta. 

    Eu já utilizei uma vez por volta das 7h da manhã. Fiquei impressionada que estava limpo e havia papel. Não posso garantir que seja sempre assim, mas me “salvou” pela falta de cafés abertos na região tão cedo.

    Leia também: 15 pontos turísticos mais famosos de Lisboa


    Casas de banho na Estação Oriente

    Gare do Oriente, no Parque das Nações, em Lisboa - Portugal
    Gare do Oriente, no Parque das Nações

    Para quem está no Parque das Nações, há banheiros melhores dentro do Shopping Vasco da Gama. Mas creio que valha a pena saber também que dentro da estação de trens há banheiros públicos. 

    Geralmente estão limpos, mas nem sempre há papel. Já estive lá várias vezes, pois viajamos com alguma constância a partir dessa estação.


    Casa de banho pública de Alfama

    banheiros públicos lisboa

    Por baixo do famoso Miradouro Portas do Sol, descendo pela escadaria da Rua Norberto de Araújo em direção as pequenas ruas de Alfama, há um arco com banheiros públicos. 

    Não é sempre que estão abertos, infelizmente. Mas pode ser uma alternativa a ter em conta quando se está passando por ali.

    O arco onde estão esses banheiros é decorado com uma obra incrível de arte urbana idealizada pelo artista Nuno Saraiva.

    Assista no YouTube: Roteiro completo em Alfama


    Banheiros em restaurantes e cafés

    Você poderá pedir para usar o banheiro em restaurantes e cafés, sim. Entretanto, o pedido nem sempre é bem recebido – infelizmente. Uma forma mais simpática e menos constrangedora é tomar, pelo menos, um café no local – é dessa maneira que a maioria das pessoas por aqui fazem.

    Eu e o Rafa costumamos fazer dessa forma também. E o café é super barato – geralmente custa de 0,70€ a 1€. Portanto, você aproveita para fazer uma pausa também com calma.

    Dependendo do café ou restaurante, se você perceber que a porta tem uma senha para abrir, verifique se o código consta na nota fiscal ou então peça o código para quem te atendeu no caixa. 

    Leia também: Lugares gostosos para tomar café em Lisboa


    Banheiros no Time Out Mercado da Ribeira

    Das opções indicadas, este é o único local em que você poderá entrar e não consumir nada para usar o banheiro. O Mercado da Ribeira é um histórico mercadão de Lisboa que foi remodelado em sua área central e hoje mantém uma área de alimentação bastante interessante e concorrida.

    Para quem está andando pelo Cais do Sodré, junto ao centro histórico, o banheiro é de entrada livre. Nem sempre está limpo em função do alto fluxo de pessoas que passam por ali. Mas, na hora do aperto, já ajuda bastante.


    Fábrica da Nata – Praça dos Restauradores e Rua Augusta

    O Fábrica da Nata é um excelente café para fazer uma pausa no centro histórico

    Essa é uma loja excelente para fazer um pit stop no meio do seu passeio pelo centro histórico de Lisboa. Eles têm duas lojas grandes, uma na Praça dos Restauradores e outra na Rua Augusta, que são bem calmas.

    Para quem estiver no aperto, tenha atenção, pois as portas do banheiro precisam de senha para entrar.

    Os preços são bons, o café é uma delícia e o pastel de nata também. 


    Padaria Portuguesa – Praça dos Restauradores

    A Padaria Portuguesa é uma rede que tem diversas lojas por toda a cidade. Apesar de todas elas terem salão para refeições e, claro, banheiro disponível, há lojas em que o fluxo de visitantes é muito alta.

    A unidade da Praça dos Restauradores é uma das mais calmas do centro histórico. Tem bastante espaço, além opções de doces, salgados e lanches. O banheiro é individual.

    Recentemente, eles passaram por uma remodelação de marca e agora utilizam farinhas especiais e cafés orgânicos. O preço acabou por subir um pouco, mas permanece sendo um local que vale a pena fazer uma pausa e, claro, usar o banheiro.


    Pastéis de Belém – Belém

    Pastéis de Belém em Lisboa
    Por dentro dos Pastéis de Belém

    Um outro local clássico são os Pastéis de Belém, no bairro de Belém. Além de valer a pena entrar, sentar em uma mesa e comer com calma esse clássico português, há duas áreas com bons banheiros. Um dos melhores lugares para fazer uma pausa ao longo do seu passeio por esse bairro histórico e incrível de Lisboa.


    Banheiros em shoppings, museus e centros comerciais

    Lembro da primeira viagem que fiz a Lisboa, ainda em 2007. Eu viajei sozinha e me hospedei em um hostel em que não era permitido estar no quarto no período da tarde. Portanto, voltar para o hostel para usar o banheiro não era uma hipótese. 

    Acabei, então, por mapear os shoppings e centros comerciais de Lisboa usando a linha do metro como base. Assim, tome nota desses lugares bem fáceis de chegar:

    Armazéns do Chiado – Centro histórico de Lisboa

    banheiros públicos lisboa
    Os banheiros dos Armazéns do Chiado ficam no último piso, junto a praça de alimentação. A vista ali de cima também é muito bonita

    Os Armazéns do Chiado ficam exatamente na divisão entre a Baixa e o Chiado – duas regiões clássicas e super importantes do centro histórico de Lisboa.

    Os banheiros mais fáceis são os do piso superior, junto da área de alimentação, com acesso pelas escadas rolantes ou de elevador. E eles têm uma vista linda para Lisboa. Vale a pena dar uma olhadinha. :)

    De qualquer forma, vale a pena você saber também que eles possuem algumas poucas cabines no piso inferior – mas esses somente com acesso pela escada comum.


    Tivoli Forum – Av. da Liberdade

    banheiros públicos lisboa
    Para chegar aos banheiros, basta descer as escadas rolantes

    Para quem está em caminhada pela Avenida da Liberdade, achar um banheiro não é tão fácil. Afinal, por ali estão principalmente lojas de roupas, restaurantes badalados e hotéis. 

    Uma boa alternativa para quem está a pé e precisa de um banheiro é o Tivoli Forum, uma galeria comercial. No piso inferior, você encontrará uma pequena praça de alimentação. Os banheiros ficam por ali e, geralmente, estão bem limpos. 


    Shopping Vasco da Gama – Parque das Nações

    banheiros públicos lisboa

    Um outro shopping de Lisboa que estará possivelmente no seu radar ao longo da viagem é o Centro Comercial Vasco da Gama. É uma construção emblemática do Parque das Nações – o bairro turístico mais moderno da cidade.

    Há banheiros em todos os andares e o acesso é fácil pelas escadas rolantes. 


    Centro Cultural de Belém

    banheiros públicos lisboa

    Para quem está andando por Belém, uma outra boa opção de banheiro gratuito é entrar no centro cultural de Belém. 

    Além da estrutura ser bem bonita, ter pequenas lojas, um ótimo restaurante e um excelente museu, ao fundo, do lado esquerdo, estão alguns banheiros.


    Curiosidade: o urinol antigo do Castelo de São Jorge

    banheiros públicos lisboa
    banheiros públicos lisboa

    Quem anda pela área exterior do Castelo de São Jorge pode se deparar com um antigo urinol do bairro. É, claro, bem engraçado. Lisboa teve diversos urinóis com inspiração francesa no século XIX.

    Sorte de quem faz xixi de pé, né? Para quem precisa sentar para fazer xixi, os banheiros públicos com essa preocupação e conforto só apareceram na cidade depois da primeira década do século XX.

     

    Nunca é demais lembrar: há que deixarmos os banheiros públicos sempre em boas condições após o uso. Dessa forma, colaboramos para que todos usem espaços limpos, sem constrangimento e perrengue . :)

    Viaje a Portugal com tudo organizado
    ver disponibilidade

    Sou jornalista especializada em cultura e tenho 41 anos. Lisboa é o meu lugar no mundo. Os meus pais são portugueses imigrados no Brasil. Depois de fazer o caminho inverso deles, me tornado também imigrante, assumi como missão do Cultuga diminuir a distância que separa o Brasil de Portugal.

    Deixe um comentário