Vinhos: 9 vinícolas para conhecer em Portugal

4

Há muitas e muitas vinícolas para conhecer em Portugal. Apesar do pequeno território, o país é reconhecido por ser um grande produtor de vinho, com plantações de norte a sul, além das ilhas, e com um ótimo suporte ao enoturismo.

Se você é apaixonado por vinhos ou tem curiosidade de saber mais sobre marcas, tipos, castas e lugares que o produzem, saiba que é possível visitar quintas e herdades (como são chamadas as propriedades rurais por aqui) durante a sua viagem a Portugal. Para você ter uma noção dessa dimensão, são mais de 10 regiões vínicas portuguesas, com destaque para o Alentejo, o Douro, a Península de Setúbal e o Dão.

Detalhe de uma das paredes do Museu do Douro, no Peso da Régua – Alto Douro VInhateiro

CURIOSIDADE: O território onde se encontra Portugal já era explorado para o cultivo de uvas séculos antes de Cristo pelos romanos. Mas foi entre os séculos VI e VII d.C que o vinho começou a ter grande importância na sociedade daquela época.

Depois que eu me mudei para Lisboa, em 2013, passei a beber vinho e a valorizar bastante os seus produtores. Comprar uma garrafa (pode ser mais, já que é possível levar para o Brasil 12 litros ;) ) ou agendar uma visita para conhecer uma vinícola são algumas das formas que eu uso e recomendo para prestigiar este produto português.

Veja o nosso guia completo para alugar um carro em Portugal

9 vinícolas para conhecer em Portugal

Qual a época da colheita das uvas em Portugal?

A época da colheita das uvas acontece, geralmente, entre os meses de agosto e setembro. Por conta da condição climática, não é possível prever com grande antecedência os dias exatos das vindimas.

Miradouro-Leonardo-de-Galafura-vista-vale-do-douro-cultuga

A partir do Miradouro Leonardo de Galafura, é possível ver a beleza das plantações do Alto Douro Vinhateiro

As grandes marcas de vinho promovem eventos especiais para que o visitante possa ter a experiência de participar do início desse processo, incluindo também almoços com música, a pisa das uvas e, claro, provas.

Mas, independentemente da colheita, a maioria das vinícolas está aberta para visitas o ano todo. Sugiro que você separe, no mínimo, meio período para visitar um produtor. Deste modo, a sua viagem será mais tranquila e proveitosa, podendo marcar um almoço, petiscos ou piquenique no local, já que várias quintas e herdades oferecem essas experiências especiais.

É importante você saber que na lei de trânsito portuguesa é proibido conduzir com uma taxa de álcool no sangue igual ou superior a 0,5 g/l. Existe fiscalização nas estradas e blitz (“operação stop”, em Portugal), sim. Entretanto, nos arredores das quintas a fiscalização acaba sendo menor. Durante uma prova de vinhos, as pessoas bebem pouco e comem. Por isso, não seriam grandes motivos para apertarem esse controle.

Uma dica importante: para qualquer visita que queira fazer, é necessário reservar com antecedência. Todas as quintas e adegas possuem um formulário de contato no site ou e-mail. ;)

Quinta da Pacheca – Lamego (Douro)

Quinta da Pacheca

A Quinta da Pacheca é uma das únicas vinícolas da região que é plana, sem plantações de uvas em socalcos (aqueles famosos “degraus” que vemos na paisagem do Douro).

Visitar e dormir em uma vinícola do Alto Douro é algo inesquecível durante uma viagem a Portugal. Na Quinta da Pacheca é possível fazer isso e sentir-se mais próximo daquele local que produz os aclamados vinhos do Porto e do Douro.

Também há tours e degustações especiais diariamente – mediante a reserva. Para a época das vindimas, há ainda um programa especial e bem animado que inclui o figurino (com chapéu, calções e lenço para o pescoço), café da manhã, todo aparato para colher e pisar as uvas, um bom almoço regional e, por fim, a prova de vinhos com uma visita guiada.

Ah, e se você quiser, também poderá almoçar ou jantar por aqui em qualquer época do ano. O restaurante é ótimo.

Você poderá chegar a Quinta da Pacheca utilizando carro alugado ou, então, descendo na estação de trem Peso da Régua e, de lá, pegar um táxi (há vários disponíveis logo em frente a estação. Veja como fazer uma viagem de trem por Portugal). Se preferir, poderá também fazer um passeio privativo completo pela região do Alto Douro com o nosso parceiro, visitando outras vinícolas, miradouros e acrescentando um passeio de barco pelo rio Douro.

Quina da Pacheca
Endereço: Quinta da Pacheca – Cambres – 5110-424 Lamego
Contato: (+351) 935 838 250 – wineshop@quintadapacheca.com
Site: quintadapacheca.com

Quinta da Aveleda – Penafiel (Vinho Verde)

É na Quinta da Aveleda que são produzidos os populares vinhos Casal Garcia, uma das marcas mais conhecidas no mundo e exportada para o Brasil desde a década de 50. A quinta fica localizada na Região Demarcada dos Vinhos Verdes, no norte de Portugal. Essa foi uma área delimitada oficialmente em 1908 no que chamamos de Entre Douro e Minho (pois faz fronteira com esses rios).

A janela Manuelina do século XVI no jardim romântico da Quinta da Aveleda

Além de conhecer as vinhas e provar (e comprar) esses refrescantes vinhos, você terá a oportunidade de passear em um magnífico jardim romântico. Temos aqui um artigo completo onde contamos a nossa experiência na Quinta da Aveleda.

Quinta da Aveleda
Endereço: Rua da Aveleda, 2 – Penafiel
Contato: (+351) 255 718 200 – info@aveleda.pt
Site: aveledaportugal.pt

Quinta do Bomfim – Pinhão (Douro)

Fachada da entrada da Quinta do Bomfim, no Pinhão

A Quinta do Bomfim é uma boa sugestão para quem viaja por Portugal de trem. Ela está localizada a 400 metros da estação do Pinhão, com acesso fácil a pé. Sendo assim, você poderá fazer a visita durante um bate-volta a partir do Porto (mas tenha atenção aos horários restritos do trem e na troca necessária entre estações para chegar até aqui) ou com mais calma, se estiver hospedado nos arredores das estações do Pinhão ou do Peso da Régua, no Alto Douro Vinhateiro, para fazer uma dobradinha com um passeio de barco a partir do Cais do Pinhão.

A propriedade pertence a família Symington que, atualmente, está na quinta geração. Para conhecer a história, a beleza da vinícola e provar os vinhos, a Quinta do Bomfim dispõe de diferentes percursos e degustações de Porto e Douro DOC (Denominação Origem Controlada).

Quinta do Bomfim
Endereço: Quinta do Bomfim – Pinhão (Alijó)
Contato: (+351) 254 730 370 – quintadobomfim@symington.com
Site: symington.com

Adega Cartuxa – Évora (Alentejo)

Adega Cartuxa, no AlentejoPlantações de uva na Adega Cartuxa, no Alentejo

Uma parada obrigatória para quem aprecia os vinhos do Alentejo e está de passagem por Évora é a Adega Cartuxa – Quinta de Valbom. É nela que você poderá conhecer de maneira mais aprofundada os responsáveis pelos afamados vinhos Pêra Manca – Tinto, Cartuxa e EA.

As visitas guiadas têm duração de, aproximadamente, 1h30 e terminam com provas de vinhos e azeites. Há também uma pequena loja. O espaço onde ela se encontra (2km de Évora aproximadamente) tem ligação com a produção de vinho da região desde 1776.

Você poderá chegar a Adega Cartuxa utilizando carro alugado ou, então, de táxi a partir do centro histórico de Évora. Se preferir, poderá também fazer um passeio privativo guiado pela região do Alentejo com o nosso parceiro, visitando também a cidade de Évora e outras preciosidades da região.

Adega Cartuxa
Endereço: Quinta de Valbom, Estrada da Soeira – Évora
Contato: (+351) 266 748 383 – enoturismo.cartuxa@fea.pt
Site: cartuxa.pt

Adega Ervideira – Reguengos de Monsaraz (Alentejo)

Vinícolas em Portugal - Ervideira

Reguengos de Monsaraz é chamada da Capital dos Vinhos de Portugal. Isso porque a importância do cultivo de uva para a fabricação do vinho é muito importante para a cidade e também para os seus arredores. A Adega Ervideira é uma das responsáveis por movimentar esta economia.

Vinícolas em Portugal - Ervideira

Eu e a Pri adoramos fazer a visita e provar os vinhos desta empresa familiar de médio porte. A degustação custa 12,50€ por pessoa, com direito a uma vasta gama de vinhos e deliciosos produtos locais.

Vale muito a pena comprar alguns rótulos na loja, pois o preço é bom e nem todos podem ser encontrados nos supermercados de Portugal e do Brasil, apenas em algumas garrafeiras. ;)

Adega Ervideira
Endereço: Herdade da Herdadinha, Vendinha – Reguengos de Monsaraz
Contato: (+351) 266 950 010
Site: ervedeira.pt

Herdade do Esporão – Reguengo de Monsaraz (Alentejo)

Fachada da entrada do esoterismo da Herdade do Esporão, em Reguengos de Monsaraz

Também no Alentejo, perto da fronteira com a Espanha, está a Herdade do Esporão. São 700 hectares de plantações de uvas, azeitonas e outras culturas que podem ser visitados diariamente com agendamento prévio.

Os programas de visitas da Herdade do Esporão são extensos e com diferentes abordagens, desde uma degustação simples de vinhos e azeites, passando por provas cegas, piqueniques, passeios de bicicleta e até uma visita guiada de cunho histórico sobre o espaço que ela ocupa.

O Esporão também tem um restaurante de cozinha de autor que valoriza os produtos regionais e nacionais – perfeito para um almoço com um cenário inspirador.

Você poderá chegar a Herdade do Esporão utilizando carro alugado ou, então, ao longo de um passeio privativo pela região do Alentejo guiado pelo nosso parceiro, visitando outras vinícolas, pequenas cidades medievais e outros produtores rurais.

Herdade do Esporão
Endereço: Apartado 31 – Reguengos de Monsaraz
Contato: (+351) 266 509 280 – reservas@esporao.com
Site: esporao.com

Ribafreixo Wines – Vidigueira (Alentejo)

Taça de vinho branco

O projeto moderno e inovador da Ribafreixo Wines é um ponto interessante que chamou a nossa atenção durante a visita que fizemos. Essa é uma boa oportunidade para conhecer uma vinícola nova (fundada em 2007) e pouco explorada pelo turismo.

Na Vidigueira, a casta rainha é a Antão Vaz, uma branca originária daquela região, usada para produzir a gama Pato Frio. São 10 tipos de experiências vínicas que eles oferecem, todas com visita à adega e degustação. Também há um bom restaurante por aqui.

Ribafreixo Wines
Endereço: Adega Moinho Branco – Vidigueira
Contato: (+351) 284 436 240 – tours@ribafreixo.com
Site: ribafreixo.com

José Maria da Fonseca/ Casa Museu – Azeitão (Setúbal)

José Maria da Fonseca - Adega Periquita

Para quem não tem muitos dias de viagem e está hospedado em Lisboa, um bom lugar para fazer enoturismo é a Casa Museu da José Maria da Fonseca, em Azeitão, “do outro lado” do rio Tejo.

Casa Museu José Maria da Fonseca

Você não vai percorrer vinhas e mais vinhas, entretanto, ficará mais perto da história da empresa ao entrar na Adega da Mata e na Adega dos Teares Novos, onde “descansam” o clássico Periquita – primeiro tinto engarrafado em Portugal – e alguns Moscatéis de Setúbal, perfeitos para acompanhar uma sobremesa. No final do tour, há uma sala para degustá-los.

Casa Museu José Maria da Fonseca
Endereço: Rua José Augusto Coelho, 11/13 – Vila Nogueira de Azeitão
Contato: (+351) 212 198 940 – enoturismo@jmfonseca.pt
Site: jmf.pt

Museu do Vinho Casa Brum – Biscoitos – Ilha Terceira (Açores)

A produção de vinho na Ilha Terceira, nos Açores, é muito pequena

Você já imaginou tomar um vinho “nascido” de um solo vulcânico? Em Portugal é possível, mas será preciso viajar até a fantástica Ilha Terceira, no arquipélago dos Açores. :)

É na freguesia dos Biscoitos que está o Museu do Vinho (Casa Agrícola Brum), um espaço pequeno e simples, mas gerido com muito amor pela família Brum desde 1890. Caminhamos por algumas dessas vinhas, visitamos o museu e provamos dois vinhos. Como lembrança, compramos o Donatário, vinho de mesa branco feito com a casta Verdelho dos Biscoitos.

Diferente das outras indicações, a Casa não necessita de agendamento para fazer a visita. Ela funciona de terça a sábado, das 13h30 às 16h e a entrada é gratuita.

Museu do Vinho – Casa Agrícola Brum
Endereço: Canada do Caldeiro, 3 – Biscoitos – Ilha Terceira, Açores
Contato: casa.agricola.brum@gmail.com
Fanpage: facebook.com/casa.agricola.brum

Não sabe por onde começar o planejamento da sua viagem a Portugal? Veja aqui uma seleção com os artigos mais lidos do nosso blog para organizar o seu roteiro.

Viaje tranquilo para Portugal

icon-saude

SEGURO DE VIAGEM
Faça o seguro saúde com a Real Seguro Viagem e pague em 12x SEM JUROS

icon-carro

ALUGUEL DE CARRO
Veja os melhores preços para alugar um carro na Rental Cars

icon-hotel

HOTEL
Reserve o seu hotel no Booking com cancelamento gratuito

Conheça os serviços exclusivos do Cultuga

icon-consultoria

TRANSFER
Tenha uma chegada tranquila e segura a Portugal. Reserve aqui um transfer

icon-carroCITY TOURS EM PORTUGAL
Quer viajar Portugal de norte a sul? Faça um city tour privativo

icon-foto

SESSÃO FOTOGRÁFICA – LISBOA E PORTO
Tenha fotos lindas da sua viagem! Conheça as nossas Sessões Fotográficas

icon-tour

TOUR A PÉ EM LISBOA
Venha percorrer a nossa Lisboa! Faça um tour a pé com o Cultuga

Compartilhe.

Sobre o autor

Rafael Boro

Sou jornalista, tenho 35 anos e, apesar de ter nascido em São Paulo, adotei Lisboa como minha cidade. Gosto de apreciar a gastronomia lusa e, sempre que posso, vou a um café ou a um restaurante que não conheço. Lisboa também me trouxe um time de futebol do coração, o Sporting, mesmo tendo o tênis como o meu principal esporte. Troco fácil os transportes públicos por uma longa caminhada. Na minha playlist de música portuguesa não falta David Fonseca e Tiago Bettencourt.

4 comentários

    • Rafael Boro

      Que coisa boa, Dulcilena! :) Portugal é mesmo apaixonante.
      Um grande abraço e seja sempre bem-vinda!

  1. Avatar
    Ellen Weckerlin em

    Sou apaixonada por Portugal e por vinho! Adorei suas dicas. Na próxima viagem, em Novembro, certamente conhecerei uma dessas vinícolas. Top! Parabéns

    • Rafael Boro

      Muito obrigado, Ellen! :)
      Você vai gostar bastante de conhecer uma dessas vinícolas. Será uma ótima experiência!
      Um grande abraço e boa viagem!

Deixe um comentário