Roteiro em Évora: apaixone-se por essa cidade do Alentejo

46

No coração da região do Alentejo está Évora, uma das minhas cidades portuguesas favoritas. Ela é riquíssima culturalmente e merece ser visitada, principalmente, por sua gastronomia, que inclui carne de porco, embutidos, azeites de alta qualidade e também vinhos intensos. Tenho a certeza que você vai adorar descobrir o que fazer em Évora e incluir esta cidade em seu roteiro de viagem a Portugal 😉

Muralha de Évora

O centro histórico de Évora é envolvido por muralhas

Artigo atualizado em 22 de janeiro de 2018

Roteiro em Évora: veja o que fazer nessa cidade incrível

Ruas medievais, igrejas e a importância local para a monarquia portuguesa formam o conjunto monumental de seu centro histórico – Patrimônio da Humanidade pela UNESCO desde 1986.

Como chegar a Évora

Se você estiver de transporte público, poderá visitá-la no esquema bate-volta a partir de Lisboa – seja de ônibus, seja de trem.

A primeira vez que eu e o Rafa estivémos por lá, optamos pelo trem (aliás, compramos os bilhetes com antecetência e conseguimos um ótimo desconto). Saímos da estação Lisboa – Sete Rios (que faz ligação com o metrô da linha azul, na estação Jardim Zoológico) e descemos direto em Évora – uma viagem que demorou menos de 1h30. É possível fazer essa viagem também a partir da estação Oriente (conectada a linha vermelha do metro). Eu acho essas opções melhores e mais confortáveis do que seguir de ônibus.

Como ir de Lisboa a Évora

No caminho de Lisboa a Évora de trem ou carro: a oportunidade de cruzar a Ponte 25 de Abril sobre o rio Tejo

Se essa for também a sua opção, ao chegar na cidade, siga a partir da estação a pé pela pela Av. Dr. Francisco Barahona (uma avenida à direita da saída da estação com diversas unidades da GNR – Guarda Nacional Republicana) sentido centro. É um percurso arborizado e muito agradável.

Entretanto, de carro alugado também é muito simples e vale a pena, pois são 135km a partir de Lisboa. Pegue a Ponte 25 de Abril para sair da capital e siga pela A2, depois pela A6 e, por fim, a N114 em direção a Évora. O percurso é feito em pouco mais de uma hora no total.

Neste caso, aconselho que você aproveite o passeio para esticar até a lindíssima vila medieval de Monsaraz ou, ainda, prolongar a visita a um produtor de azeites e vinhos da região, como a Herdade do Esporão ou a João Portugal Ramos.

O que ver em Évora?

O centro histórico de Évora é envolvido por muralhas. Mas, como é uma cidade relativamente grande (para os padrões portugueses, claro), o acesso é possível a pé e também de carro.

Vista panorâmica de Évora

Vista panorâmica de Évora a partir do topo da Sé Catedral

Paróquia de São Brás

oquever_evora_portugal_saobras_cultuga

Paróquia de São Brás, que fica fora das muralhas

Para quem sobe a pé a partir da estação de trem ou chega de carro, um bom ponto de partida é encontrar a Paróquia de São Brás, que se assemelha a um castelo por fora e não costuma constar nos roteiros mais tradicionais de Évora por estar fora de suas muralhas.

Ela é bastante simples, mas muito especial. Quando estivemos por lá pela primeira vez, fomos atendidos por um senhor bastante querido, que nos contou um pouco mais sobre o santo e o local. Vale a visita – caso a porta esteja aberta.

Estacionar o carro por aqui também é uma boa dica. Assim, você não corre o risco de dirigir por pequenas ruas dentro das muralhas e passar um tempão em busca de vagas para estacionar.

Jardim Público e Palácio Dom Manuel

Palácio Dom Manuel Évora Portugal

Palácio Dom Manuel (dentro do Jardim Público)

Continue subindo para, então, ver a tal muralha que abraça o centro histórico da cidade. Siga pela Rua da República e encontre o bonito Jardim Público. Dentro dele está o Palácio Dom Manuel, que na ocasião da minha primeira visita, exibia duas exposições fotográficas gratuitas.

Além de ter a oportunidade de contemplar bons trabalhos locais, você ainda pode conhecer as dependências que restaram desse espaço que já foi passagem de muitas temporadas da família real portuguesa.

O nome se remete mesmo ao D. Manuel I, aquele que era o rei de Portugal na época da chegada dos portugueses ao Brasil (para que você tenha uma referência de fase). O que vemos hoje é parte do palácio somente, mas é interessante saber uma outra curiosidade. Aqui também tiveram representações de peças do Gil Vicente – o pai do teatro português (aquele de “O Auto da Barca do Inferno”, que todo mundo já leu/ viu na escola rs. ).

Igreja de São Francisco e Capela dos Ossos

Capela dos Ossos de Évora Portugal

Detalhe da Capela dos Ossos, na Igreja de São Francisco

Mais a frente já está a impressionante Capela dos Ossos (junto a Igreja de São Francisco), uma das principais atrações de Évora. Sombria, mas bastante curiosa, ela foi construída entre 1460 e 1510 para abrigar os ossos de mais de 5 mil monges. As paredes são cobertas de ossos humanos. A entrada é paga (4€ – com acesso também ao núcleo museológico) e, se você quiser fotografar, precisará acrescentar + 1€.

Aproveite para visitar também a Igreja de São Francisco, esta de entrada livre, construída sobre um primitivo convento. Ela foi totalmente remodelada recentemente e está lindíssima por dentro. Há missas todos os dias e você ainda poderá ouvir as baladas dos sinos ecoarem pelas ruas adentro.

Igreja de São Francisco em Évora

Interior reformado da Igreja de São Francisco

Em frente a Capela dos Ossos está o Museu do Marceneiro, instalado em uma loja de artesanatos locais. Esse é um outro passeio diferente, fora dos roteiros tradicionais, e que eu aconselho vivamente. Entre na loja e procure pelo senhor que toma conta do museu. Ele é bastante querido e vai, além de mostrar suas peças de marcenaria, contar histórias fantásticas sobre seu uso. Estivemos em Évora em janeiro/ 2018 e, infelizmente, fechou. No lugar do Museu do Marceneiro, há apenas peças na vitrine e um número de telefone a quem quiser comprá-las.

Praça do Giraldo e as ruas do centro histórico de Évora

A partir daqui, o mais gostoso é “se perder” pelo centro histórico de Évora. São ruas fofinhas, além de diversas lojas com peças artesanais de cortiça e olaria. A Praça do Giraldo faz parte deste percurso – a principal da cidade, com espaço ensolarado perfeito para uma pausa ou um café.

Centro histórico de Évora

Detalhes do centro histórico de Évora com um delicioso sol de inverno

Agora em janeiro, quando retornamos a Évora, passeando sem destino pelo centro histórico, encontramos a loja Tou c’os Azeites (Rua Alcárcova de Baixo, 51), gerido pela alentejana Renata Carvalho. Fomos recebidos por ela com um enorme sorriso e o convite para degustarmos azeites. Além do passo a passo de como fazer a prova, ela nos explicou detalhes de cada tipo de azeitona e suas regiões de cultivo.

Com ela, ainda provamos uma espécie de manteiga feita com azeite e oréganos, uma pasta deliciosa de azeitonas pretas e descobrimos algo que ainda não sabíamos: que o Algarve (extremo sul de Portugal) também produz azeites de qualidade.

Loja Tou c'os Azeites em Évora

Tou c’os Azeites: para comprar azeites especiais (no cantinho, as nossas escolhas)

Resultado? Compramos três azeites diferentes: o Amor É Cego (proveniente de um pequeno olival da região de Évora), o Fadista (de uma empresa familiar, também com base no Alentejo, e que tem opção de embalagem em latas – ótimo para colocar na mala de viagem) e o Olival da Risca aromatizado com manjericão (tem um cheiro que você não imagina…! Produção totalmente orgânica).

Sé Catedral de Évora

Da primeira vez que fomos a Évora, não tivemos tempo para visitar a Sé. Desta vez, com mais calma, fizemos a visita a igreja, a torre e ao claustro (3,50€ por pessoa) – principalmente pelo dia maravilhoso – quando tivemos uma vista incrível de toda a cidade, com céu azul e sol intenso.

Sé Catedral de ÉvoraSé Catedral de Évora

Essa é a maior catedral medieval do país, construída no século XIII. Vá até lá ao menos para ver o portal principal, de estilo gótico, já posterior a fundação – dos anos 1330.

Templo Romano de Évora

Templo romano de Évora a noite

Iluminação noturna do Templo Romano de Évora

Por fim, aquele que é o monumento cartão postal de Évora e vizinho a Sé de Évora: as ruínas de um templo romano datado do século I – também chamado de Templo de DianaEsta é uma das ruínas romanas mais bonitas de Portugal. Sua base alta sustenta 14 colunas. Em 2017, ele foi totalmente restaurado e, para quem pernoita em Évora, ainda poderá ver sua iluminação noturna.

Junto ao Templo, como curiosidade, está o Convento dos Loios, hoje transformado em um interessante hotel histórico do grupo Pousadas de Portugal.

Onde comer em Évora?

Não importa o tempo que você vai ficar em Évora. Uma coisa é certa: você vai comer (MUITO) bem!

E uma das melhores experiências gastronômicas que você pode ter em Portugal (na minha humilde opinião rs.) é no Botequim da Mouraria (Rua da Mouraria, 16A. Fecha aos finais de semana). Por lá, somos sempre atendidos pelo querido Sr. Domingos.

Restaurante Botequim da Mouraria em Évora

O Rafa com o querido Sr. Domingos e algumas das coisinhas que pedimos em nosso almoço de aniversário de 5 anos de casamento – que escolhemos celebrar nesse lugar tão gostoso!

O restaurante é super pequeno, são somente 9 lugares no balcão – por isso, o atendimento é tão personalizado. Enquanto ele tira os pedidos, a esposa (em um casamento de mais de 30 anos) comanda a cozinha. Peça sugestões a ele, acompanhadas do delicioso vinho da casa. As carnes (de porco e bovinas) são simplesmente divinas.

Ah, e chegue cedo, alguns minutos antes da abertura (que é às 12h30), para garantir um lugarzinho, pois não há reservas. É um capricho – desde a louça que é servida até o preparo dos pratos.

Uma outra experiência muito gostosa que já tivemos em Évora de comida regional foi o no restaurante O Templo (Rua Escrivão da Câmara, 2-B – aberto todos os dias), comandado pelo gentil e simpático Vasco Quadrado. É ele quem vai atender as pessoas na porta e se apresenta aos clientes como um amigo. Comida bem-feita, produtos de qualidade e bom preço. Vale a pena ligar com antecedência para reservar, pois o salão também é pequeno. Por lá, nós pedimos a alcatra de porco e o bife de vitela.

Para quem vai fazer de Évora uma base para conhecer outras cidades do Alentejo, tem ainda um bom plano B, caso queira mudar um pouco o paladar dos sabores regionais. Neste mês de janeiro, quando retornamos a Évora, passamos algumas noites na cidade e conhecemos o Ristorante Pizzeria L’Italiano (Rua dos Mercadores, 115 – fecha às segundas e no domingo ao almoço). Ambiente agradável, pratos também com bom preço e dá até para levar uma pizza para o seu hotel, se assim desejar rs.

Para tomar um café, não há hipótese de você deixar de lado uma passada na Pastelaria Conventual Pão de Rala (Rua do Cicioso, 47 – abre todos os dias). É obrigatório, além de ser também das mais tradicionais da cidade. A família que gere a pastelaria é carinhosa e muito dedicada, além de manter o local em uma casa tradicional cheia de detalhes.

Pastelaria Pão de Rala em Évora

Pastelaria Conventual Pão de Rala: peça aqui as queijadas de amêndoa. Você não vai se arrepender!

Não deixe de provar a queijada de amêndoa. Mesmo. Da última vez em que estivemos em Évora, passamos três dias por lá. Em todos, comi as tais queijadas – e ainda levamos uma caixinha com mais algumas para a volta a Lisboa rs. Guarde um espaço no estômago ainda para provar o tão famoso Pão de Rala, o queijinho, a Sericaia… (se você a-do-ra docinhos portugueses, veja o nosso artigo com sugestões imperdíveis para provar no país).

doces portugueses sericaia

Sericaia da Pastelaria Pão de Rala.. Mais um delicioso doce alentejano! Nham!

Se você estiver na Praça do Giraldo e em busca de um cantinho diferente e mais moderno para tomar um café, indico o ArtCafé (Rua de Serpa Pinto, 6) – no pátio do Museu do Relógio. Paramos por lá para comer uma tosta rápida e adoramos. Mais uma vez fomos surpreendidos pelos detalhes: cada tosta de queijo veio com uma uva cortada e uma folha de hortelã por cima. Não é uma graça? Huuummmm!

Onde dormir em Évora?

Convento de Lóios, do grupo Pousadas de Portugal

Conforto no Convento de Lóios, do grupo Pousadas de Portugal

A primeira opção de onde dormir em Évora é o Convento de Lóios, do grupo Pousadas de Portugal, por ser um hotel histórico, como já disse por aqui, e ter uma localização incrível, junto ao Templo Romano. Entretanto, ele é ideal para quem tem um orçamento mais alto e está em busca de uma experiência mais sensorial.

Onde dormir em Évora: Vitória Stone Hotel

O Vitória Stone Hotel é uma boa opção para quem não quer ficar no centro histórico de Évora

Um outro hotel em Évora que vale a pena ficar hospedado é o Vitória Stone. Esse é um 4 estrelas muito elogiado pelo seu conforto e caféda manhã. Além disso, ele é ótimo para o turista que viaja de carro pelo Alentejo, pois tem fácil acesso a estrada e não fica no centro histórico, onde o estacionamento é mais complicado.

Ainda na categoria conforto tem outras duas opções excelentes e que valem a pena cotar: a Albergaria do Calvário e o Évora Olive Hotel. Ambos ficam dentro das muralhas, mas oferecem propostas distintas. O primeiro é mais rústico, instalado em um antigo lagar de azeite do século XVI. Já o segundo tem a temática inspirada no azeite, mas com uma leitura moderna.

O Ibis Évora é sem surpresas, padrão como no mundo todo

O Ibis Évora é sem surpresas, padrão como no mundo todo

Para quem está com o orçamento um pouco apertado mas não abre mão de ter banheiro privativo, vale a pena investir no Ibis Évora. É um formato conhecido no mundo inteiro e sem surpresas. Apesar de não ficar no coração da cidade e de pecar no café da manhã, o acesso a pé ao centro é simples e tem boas pastelarias (como são chamadas as padarias em Portugal).

Como uma opção econômica, com um padrão similar ao oferecido pelo Ibis, está o Moov. A unidade de Évora é novinha, tem excelente iluminação nos quartos (algo raro em hotéis mais baratos) e atendimento gentil. Ideal para quem deseja ficar já dentro das muralhas.

O Hostel Namaste é um dos mais populares de Évora

O Hostel Namaste é um dos mais populares de Évora

Aos interessados por hostel, indico o Namaste. Localização incrível, boa limpeza e um preço ótimo. Ideal para quem está de passagem pela cidade e gosta dessa atmosfera de hostel, mais “integrativa”.

Quer um suvenir especial em Portugal? Veja a nossa dica!

Outras dicas sobre Évora

– Em busca de informações extras sobre Évora, encontrei um trabalho acadêmico de Arquitetura muito interessante da Letícia Furlan de Oliveira, que fez uma imersão na cidade portuguesa para sua monografia (UNESP de Bauru) e retratou também a urbanização de cidades medievais – como é o caso de Évora. Ela destacou no “Anexo A” um texto muito interessante de José Saramago sobre o local.

– Para quem se interessa por caminhadas durante a viagem, pode dar uma olhada no blog FotoViajar, do Luís Seco. Ele mora em Évora e fez um post contando mais sobre sua experiência em um passeio BTT no Aqueduto Água de Prata, com quase 16km. O percurso foi feito há 10 anos, mas as referências ainda podem ser vistas também no site de Percursos Ambientais.

Organize AQUI a sua viagem para Portugal!

icon-saude

Parcele o seguro saúde na Real Seguro Viagem em 6x SEM JUROS

icon-carroVeja os melhores preços para alugar um carro

icon-hotel

Reserve o seu hotel no Booking, com cancelamento gratuito

Conheça os serviços exclusivos do Cultuga

icon-tour

Deseja ter a nossa companhia em Lisboa? Faça um tour conosco

icon-consultoria

Reserve um transfer ou city tour com os nossos parceiros em Portugal

icon-foto

Faça um ensaio fotográfico em Lisboa ou no Porto

Veja o índice de artigos do Cultuga para ajudar no planejamento do seu roteiro ❤

Compartilhe.

Sobre o autor

Priscila Roque

Sou jornalista especializada em cultura e fotógrafa. Foi preciso passar dos 30 anos para assumir que Lisboa é, realmente, o meu lugar no mundo. Mas a paixão por Portugal começou bem mais cedo, ainda na adolescência, quando descobri alguns músicos locais. Os meus pais são portugueses imigrados no Brasil. Depois de fazer o caminho inverso deles, trocando São Paulo por Lisboa, quero agora, com o Cultuga, diminuir a distância que separa o Brasil de Portugal.

46 comentários

  1. Oi, Priscila. Muito boas as suas dicas. Tenho algumas dúvidas, e talvez você possa me ajudar. É simples: quanto custa, em média, viver em uma cidade como Évora. No caso, uma pessoa, incluindo aluguel, comida, etc. Nada de aluguel de carro ou passeios caros. Nada de muito extravagante, também. Poderia me ajudar?

  2. Angela Diniz em

    Amei conhecer Évora. Foi ponto de estadia para se conhecer outros sítios pelo Alentejo, como os Cromeleques de Salmenderes e Monsarraz.
    Amei ir a restaurantes típicos, mesmo parecendo simples, eles guardam boas surpresas como vinhos de fabricação própria. Moraria lá!

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      É também um dos meus lugares favoritos, Angela 🙂
      Obrigada pelo seu recado. Seja sempre bem-vinda ao Cultuga!

  3. Olá, boa tarde!

    Muito bom post! Gostaria de saber se é possível conhecer évora e mais essas duas cidadezinhas do Alentejo num bate volta a partir de Lisboa?

    Obrigada!

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Isabella
      Como vai?
      Agradeço o carinho. A quais duas cidadezinhas você se refere? O bate-volta seria de carro ou de transporte público? Em que época do ano? Vale colocar tudo isso na balança. Lembre-se que quanto mais locais você incluir no seu roteiro – sobretudo em um bate-volta – menos de cada espaço você vai conhecer!
      Um forte abraço

  4. Ola Priscila. Estarei em Lisboa por 5 dias em setembro. Alem de conhecer Lisboa, pretendo fazer bate volta, Cascais e Sintra, e em Setubal visitar uma vinicola. E agora com seu post me deu muita vontade de conhecer Evora tambem. Acha que daria? Estarei com meus pais de 80 anos, e pensei em ir de carro, O que me recomendaria conhecer em 1 dia?

    obrigada!

    • Rafael Boro
      Rafael Boro em

      Olá, Margareth
      Tudo bem?

      O carro é melhor opção, principalmente pelo conforto dos seus pais. Em 5 dias pode ficar um pouco corrido, pois vocês terão apenas dois dias para conhecer Lisboa. Dois bate-voltas precisarão ser feitos em dois dias seguidos, talvez Cascais/Sintra (juntos) e Setúbal, que são mais próximos. Mas isso também depende do seu ritmo de viagem e dos seus pais.
      Nós fizemos o roteiro desse post em um dia. 🙂

      Um grande abraço e boa viagem!

  5. Estarei visitando pela primeira vez Portugal e estudando tudo, lendo tudo para aproveitar a minha viagem. Sou uma senhora de mais de 60 anos e adoro viajar, mas nunca fui a Portugal, embora conheça outros países da Europa. Acabo de me aposentar e farei de meus anos de vida de aposentada um sonho

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Cleide
      tudo bem?
      Que delícia! Tenho a certeza que você vai amar 🙂
      Um grande beijo e uma excelente viagem

  6. Olá Priscila e Rafael.
    Vou para Évora de Setúbal em janeiro e gostaria de saber como faço para chegar até o Cromeleque de Almendre e a Anta (que nós chamamos de dolmen…) de onde retiraram os objetos que estão no museu de Évora. Fui a essa linda cidade ano passado, mas não consegui visitar esses locais.
    O Cultuga é muito bom. Parabéns! Abraços.

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Nívia
      Tudo bem?
      Que delícia! Para você que curte o assunto, dá uma passada antes no Núcleo Interpretativo do Megalitismo de Évora. Ele é novo e vai ajudar bastante nas suas visitas. Depois, de carro, você poderá ir primeiro na Anta Grande do Zambujeiro (GPS 38.539108,-8.014164), depois no Menir dos Almendres (GPS 38.564722,-8.048056) e, então, no Cromeleque dos Almendres (GPS 38.557578,-8.061414). São quase sequenciais, a partir de Évora.
      Um forte abraço e obrigada pelo carinho! Uma excelente viagem!

  7. Maria bernadete marquês de souza em

    Priscila como ir de evora a monsaraz de transporte público. Tempo, preço e horários de ida e de volta?
    Obrigada.

    • Rafael Boro

      Olá, Maria
      Tudo bem?
      Chegar a Monsaraz de transporte público é bem complicado, pois se trata de uma vila muito pequena. O que você pode fazer é usar a ligação de ônibus Évora-Reguengos de Monsaraz, pela empresa Rodoviária do Alentejo (Linha 8102) http://www.rodalentejo.pt e, de lá, seguir de táxi, por exemplo. Dei uma olhada no site e os horários de ida são 06h40, 10h25, 17h45 e 19h20 – volta 06h15, 11h30 e 18h15. A viagem dura aproximadamente 1 hora. Essa linha só funciona durante a semana. Entretanto, vale sempre confirmar na data da sua viagem tais informações. No site da empresa não informa o preço. Porém, o pagamento deve ser efetuado diretamente ao motorista.
      Um grande abraço e boa viagem!

  8. Paulo Roberto Ribeiro em

    Olá,
    Primeiramente, parabéns pelo site. Riqueza de detalhes que estão me ajudando muito no planejamento da minha viagem para Portugal. Falando nela, tenho duas dúvidas que peço me auxiliarem. Seguro viagem (Schehen) emitido pelo cartão de crédito é valido para a entrada em Portugal. A Mastercard forneceu a carta para mim em Português (brasileiro) e em inglês. Outro ponto é sobre como normalmente é o clima na segunda quinzena de março. Podem me ajudar. Li a matéria sobre a Serra de Lousa, bem como outras matérias, e me encantei pela parte gastronomica. Se possível, vou em todos os lugares, e, em cada lugar que for, vou dizer que foi dica explícita do Cultuga.
    Abraços!!

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Paulo
      Tudo bem?
      Agradeço tamanho carinho pelo conteúdo do Cultuga 🙂
      Geralmente é, sim! Verifique na carta apenas se tem a cobertura mínima de 30 mil euros. Mas se o seguro do seu cartão veio com a referência ao Tratado de Schengen é porque está de acordo.
      Sobre a temperatura, temos um post muito bacana explicando como é o mês de março em Portugal com indicação, inclusive, a um site muito bom que costumamos acompanhar a previsão do tempo: https://www.cultuga.com.br/2016/02/portugal-em-marco/
      Fico feliz que tenha gostado dos nossos artigos, inclusive sobre a Serra da Lousã! Tenho a certeza que você terá excelentes experiências em Portugal!
      Seja sempre bem-vindo!
      Um grande abraço

  9. Olá! Claro que cada pessoa tem uma impressão particular de cada local. Mas estive hoje na Capela dos Ossos e foi meu pior momento da viagem a Portugal. Gostei de simplesmente tudo até agora, é um país riquíssimo em cultura e história, vale muito a visita. Mas me senti tão mal dentro daquele lugar tétrico que não recomendo, a menos que você esteja fazendo alguma pesquisa “técnica/ científica”. A energia é horrível. E também não encontrei bons lugares para comer em Évora como achei em outras cidades. As pessoas foram bem rudes em alguns restaurantes próximos à entrada do Centro Histórico. Enfim, talvez tenha sido uma coincidência, mas, comparando com outras cidades medievais como Toledo e Ávila na Espanha, me decepcionei um pouco com Évora. É uma opinião totalmente particular.

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Olá, Ligia
      Tudo bem?
      Que pena que você não teve uma boa experiência em Évora. Mas não há opinião unânime entre os viajantes, não é? 🙂
      Um grande abraço e seja sempre bem-vinda ao Cultuga!

  10. Olá,tudo bem por aí?
    Se puder me ajudar,estou comprando passagens de trem Lisboa/ Évora e qd estou no término da transação pede ( Nome/Entidade e NIF ) para efeitos fiscais ,não sei como preencher.O que seria essa NIF?
    Consegui bilhetes com desconto ,mas não consigo concluir a compra por não saber preencher esses dois
    itens.
    Fico no aguardo e agradeço desde já.
    Abraço!

    • Rafael Boro
      Rafael Boro em

      Olá, Celia
      Tudo ótimo e com você?

      O NIF é o Número de Identificação Fiscal português. Você pode deixar esse campo vazio. Não é preciso preencher. 😉
      Espero que consiga finalizar a compra.
      Um grande abraço e boa viagem!

  11. Oi, Priscila, oi, Rafael
    Só pra dizer que vocês são uns anjos em responder todas essas perguntas.
    🙂
    Camila

  12. OLÁ, ADOREI O SITE DE VCS! MUITAS DICAS! gostaria de ir de lisboa até Evora de carro teria como visitar o esporão tb?? é facil chegar lá??
    grata

    neyde
    vc teria dicas do tempo em maio??

  13. Andréa Gesteira em

    Olá, parabéns pelo site. Definitivamente, o que melhor detalha Portugal. Adorei. Gostaria de saber se vale a pena passar 2 noites em Évora. Gosto de conhecer os lugares com calma e ficar mais tempo onde o coração manda, rsrs.

    • Priscila Roque
      Priscila Roque em

      Obrigada pelo carinho, Andréa!
      Évora é uma delícia. Você pretende ir de transporte público ou de carro? Se você estiver em Évora com carro, poderá fazê-la facilmente como base para conhecer os arredores alentejanos, além da própria cidade, como visitar um produtor de vinho ou os monumentos megalíticos, por exemplo. De transporte público, também é uma boa, mas fica limitador para duas noites. A cidade não é tão grande para essa permanência a turismo, mas é gostosa para passear. Considere, neste caso, fazer um tour de meio período ou dia completo pelo Alentejo partindo de Évora. Também pode ser bem bacana.
      Um grande abraço e uma excelente viagem

  14. Sandra Soares em

    Olá, amando o site!! Dicas muito valiosas. Estaremos em Portugal no início de fevereiro e queríamos incluir um bate volta em Évora. Pretendemos ir num domingo. Valeria a pena? O que funciona no domingo?Igrejas, museu? templo pra visitação? E as opções de lugares onde comer tb funcionam?
    Iremos de transporte público e teremos o dia pra aproveitar a cidade. O que vc sugere?

    • Rafael Boro

      Olá, Sandra
      Como vai?
      Agradecemos o carinho com o Cultuga! 🙂 Esse retorno é muito importante para nós!
      Domingo é um dia em que o comércio local de rua costuma ficar fechado (isso em todo o país). Mesmo assim vale a pena vocês aproveitarem um domingo em Évora. As atrações turísticas, como a Igreja de São Francisco, a Capela dos Ossos e a Catedral, funcionam. O Templo Romano fica em um belo jardim público, e está exposto para todos. Os restaurantes têm horários variados. O Botequim da Mouraria fecha aos fins de semana, porém, O Templo, que também está indicado aqui no artigo, abre normalmente. A Pastelaria Pão de Rala abre todos os dias. 😉
      Vocês vão gostar bastante da cidade! Caminhar pelas ruas estreitas e apreciar as casas, na sua maioria amarelas e brancas, é uma delícia!
      Um grande abraço e boa viagem!

  15. Débora Brun em

    Olá! Eu e meu marido estamos indo a Portugal no final do mês de maio/2018! Estou adorando as dicas de vcs! Vamos passar 20 dias viajando pelo país de carro…e chegaremos em Évora no dia 31/05. Pernoitaremos por lá para seguir viagem no dia seguinte. Porém, será feriado de Corpus Christi….Existe alguma restrição em termos de comércio, restaurantes etc nesse dia?

    • Rafael Boro

      Olá, Débora
      Tudo bom?
      Agradecemos o carinho com o nosso trabalho! 🙂

      Maio é uma época muito gostosa para viajar por Portugal. Vocês vão aproveitar bastante!
      Sobre o feriado, é comum o comércio fechar em datas religiosas importantes. As atrações estarão abertas, entretanto, alguns restaurantes e cafés podem estar fechados. O Fialho e O Templo, que servem a gastronomia típica portuguesa e da região do Alentejo, devem ficar abertos. O Templo tem o costume de abrir todos os dias, e O Fialho fecha às segundas.

      Um grande abraço e boa viagem!

  16. Juliana Cadaval Pessoa em

    Oi Priscila e Rafael!
    Adoro o Cultuga, estamos quase chegando aí na Terrinha, dia 11/02/2018, vamos comemorar o aniversário de 80 anos da minha mãe, e estaremos num grupo de 10 pessoas! Reservamos 2 noites em Évora, e ficaremos no hotel Mar de Ar Muralhas, vcs tem alguma referência?
    Seguiremos sem dúvidas as dicas de vcs! Um abraço, Juliana.

    • Rafael Boro

      Olá, Juliana
      Tudo bem?
      Que bom saber que você adora o Cultuga e vai seguir as nossas dicas durante a viagem! 🙂
      Nós nunca ficamos hospedados no M’AR De AR Muralhas, mas sabemos que é charmoso, tradicional e muito bem localizado. Acredito que vocês vão gostar!
      Um grande abraço, parabéns para a sua mãe e boa viagem! 🙂

  17. Renata Carvalho em

    Obrigado pelas vossas palavras ao descreverem a vossa experiência na visita a TOU C’OS AZEITES em Évora.
    Só hoje soube da vossa publicação, através de um simpático casal de brasileiros que aqui chegou a chamar-me pelo meu nome e a dizer que seguiu as vossas indicações para descobrir Évora! Parabéns pelo vosso artigo e até breve

    • Rafael Boro

      Olá, Renata
      Como vai?
      Muito bom saber que gostou do nosso artigo e que um casal de leitores do Cultuga visitou a TOU C’OS AZEITES e falou do Cultuga! 🙂
      Parabéns pelo ótimo trabalho e pelos ótimos azeites.
      Um grande abraço e até breve! 🙂

  18. Celina A S da Silva em

    Olá adorei as dicas do Cultuga. Parabéns. Eu e minha amiga estamos planejando nossa estada em Portugal. Vamos ficar 15 dias em Lisboa,em Maio, indo e vindo de trem e onibus para Porto. Braga, Guimarães , Cascais ,etc. Li sobre o Algarve e foi muito boas as informações sobre visitar o Algarve sem carro. Estamos com uma dúvida sobre Évora pois gostaríamos de conhecer também Elvas, Monsaraz e Mértola. Li numa resposta de vocês que Monsaraz conseguiríamos ir e as outras cidades? Dá para ir de onibus? Estamos pensandoem gastar um dia em Évora e voltar outro dia para ver as outras cidades, o que vocês acham? Passaremos mais uma semana na Ilha da Madeira. Minha amiga pesquisou que só tem condução para Évora às quartas feiras, será?
    Obrigada antecipadamente pela ajuda. Celina Jaguaríuna São Paulo

    • Rafael Boro

      Olá, Celina
      Tudo bem?
      Agradecemos o carinho com o Cultuga! 🙂 Ficamos felizes que você tenha gostado das dicas e da série Algarve Sem Carro!
      O transporte público em cidades menores é mais complicado. A maioria das vezes é para ajudar no transporte dos trabalhadores e moradores. Então os dias e os horários são mais reduzidos. Para explorar os arredores de Évora no mesmo dia, só mesmo de carro. Temos um parceiro que faz passeios de carro pelo país, e caso queira, ele poderá levar você e a sua amiga para esses locais a partir de Lisboa. Você pode solicitar o orçamento através do formulário que está nesse link: https://www.cultuga.com.br/2017/02/city-tours-passeios-guiados-em-lisboa/ 😉
      Um grande abraço e boa viagem!

  19. Juliana Ferreira Kozan em

    Agradeço suas dicas, nos ajudaram muito! Porém, fomos muito mal atendidos no restaurante O Templo! Fomos recebidos por um homem grosseiro, nada parecido com a pessoa “gentil e simpática” que descrevem… nem ficamos para almoçar! Já deixamos nossa avaliação no TripAdvisor.

    • Rafael Boro
      Rafael Boro em

      Olá, Juliana
      Tudo bem?
      Ficamos contentes que as nossas dicas tenham ajudado durante a sua viagem a Évora! 🙂
      Sobre o restaurante, uma pena que a sua experiência não tenha sido boa. 🙁 Indicamos aqui porque gostamos do atendimento e da comida da vez em que fomos. Um casal de amigos esteve lá e também gostou.
      Um grande abraço!

  20. José Alfredo P. de Sá Monteiro em

    Bom dia Priscila, seu site é maravilhoso e tem boas informações com excelentes fotos.
    Eu que sou um apaixonado por Portugal, ainda não explorei, com o devido cuidado o Alentejo, coisa que pretendo fazer em minha próxima ida à Terrinha. Portanto as informações sobre Évora foram preciosas.

    Parabéns pelo site.

    Um forte abraço

    José Alfredo Sá Monteiro

  21. Cláudio Monteiro em

    Olá Priscila e Rafael. Tudo bem? Tenho acompanhado o site de vocês e as dicas são ótimas. Estaremos, minha esposa e eu em Portugal, apenas por 5 dias. Stopover da TAP. Já conhecemos Lisboa, portanto, nossa ideia é sair da carro desde o aeroporto. Nossas viagens tem por característica conhecer detalhes de cidades pequenas e sem pressa de conhecer muitas cidades. Assim, gostariamos de dicas de um roteiro considerando chegada na tarde de 23 de julho e dia 27 de julho temos que retornar para Lisboa, voltaremos ao Brasil no dia seguinte pela manhã. Teremos, portanto, 4 dias e meio para essa curta estada.
    Muito obrigado e grande abraço a vocês.

  22. Olá Priscila, vamos passar 15 dias em Lisboa no mês de setembro, somos 4 amigas. Encontrei vcs na internet, vi alguns passeios que achei muito interessante , vou mostrar as outras amigas e quando decidirmos sobre algum, quero entrar em contato com vcs.

    • Rafael Boro
      Rafael Boro em

      Olá, Suele
      Como vai?
      Estamos à disposição! 🙂
      Aproveitem bastante a viagem!
      Um abraço!

Deixe um comentário