As raízes brasileiras de “Barco Negro”

PORTUGAL NA PANDEMIA: acompanhe aqui as atualizações da Covid-19

Envie este artigo para alguém que você gosta!

Uma canção antiga que se mantém atual em Portugal e no Brasil. A história de “Barco Negro”, que ficou popular na voz de Amália Rodrigues, tem raízes brasileiras. Pouca gente sabe, mas ela já foi chamada – originalmente – de “Mãe Preta”.

LEIA TAMBÉM: Boas experiências para ver o Fado em Lisboa

Caco Velho, um compositor brasileiro dos anos 1930, escreveu essa música com referências a escravidão. Anos mais tarde, na década de 50, a fadista Maria da Conceição a gravou e fez grande sucesso em terras lusas. Entretanto, ao descobrir a enorme propagação, a ditadura vetou sua execução nas rádios.

Para driblar a censura, David Mourão Ferreira escreveu uma outra letra, dessa vez sobre uma história no mar, e Amália Rodrigues deu nova vida àquela música, agora chamada de “Barco Negro”. A canção conquistou diversos cantos do mundo e foi trilha sonora do filme Amantes do Tejo.

A “nova” versão ganhou tanta projeção que ainda nos dias de hoje saem gravações de artistas de gêneros, gerações e nacionalidades bem diferentes.

Veja algumas dessas referências:

Maria da Conceição canta a versão original, “Mãe Preta”
O grupo vocal Colletive Gospel canta “Barco Negro”, no Centro Cultural de Belém
A versão pop rock da banda Amor Electro
Margarida Guerreiro apresenta uma versão de “Barco Negro” com músicos de seis nacionalidades diferentes

Quer saber mais sobre o Fado?

Se você quiser conhecer mais sobre o Fado, deixo ainda a sugestão para que assista esse delicioso bate-papo que fizemos sobre o assunto.

Aproveite e inscreva-se no canal do Cultuga no YouTube para não perder nenhum dos nossos vídeos!

Viaje a Portugal com segurança

TRANSFERS E TOURS: guias preparados para te levar de norte a sul

TOURS A PÉ: conheça a história de Lisboa ao ar livre

TOUR DE TUK TUK:  quer ter uma experiência divertida em Lisboa?

VIAGEM DE BIKE: conheça Portugal de bicicleta elétrica e vento no rosto

SESSÃO FOTOGRÁFICA LISBOA: tenha fotos lindas no colorido de Lisboa

SESSÃO FOTOGRÁFICA PORTO: faça um ensaio romântico no Porto

SEGURO VIAGEM: contrate um bom seguro com 10% de desconto

ALUGAR CARRO: receba orçamentos das empresas mais conhecidas

HOSPEDAGEM: reserve com a opção de cancelamento gratuito

Sobre o autor

Sou jornalista especializada em cultura e fotógrafa. Tenho Lisboa como o meu lugar no mundo, o meu refúgio, a minha casa. Mas é também em Portugal, este país vivo e com tanto para contar, que me sinto completa. Os meus pais são portugueses imigrados no Brasil. Depois de fazer o caminho inverso deles, trocando São Paulo por Lisboa, assumi como missão do Cultuga diminuir a distância que separa o Brasil de Portugal.

6 Comentários

  1. Izabel Conceição Gomes Nunes em

    Boa noite Priscila!
    Adorei seu documentário, seu texto é excelente. Gostei da pesquisa sobre a música Barco Negro (Mãe Preta) e apresentação em vários estilos musicais.
    Meu nome é Izabel Conceição Gomes Nunes, filha do cantor e compositor Caco Velho.
    Parabéns e mais sucesso, um abraço e muito, muito obrigada.

  2. Parabéns pela postagem! Amo essa música, a conheci inicialmente na interpretação do Ney Matogrosso, mas desconhecia a história dela. Obrigado por compartilhar

Deixe um comentário