Ondas gigantes da Nazaré: programe-se para ver

0

A Praia do Norte, situada na vila da Nazaré (região centro oeste de Portugal), é o palco da maior onda surfada no mundo. Para quem deseja ver as ondas gigantes que colocaram o país na rota dos surfistas mais corajosos do mundo, é importante se programar.

O recorde da maior onda surfada na história* pertece ao brasileiro Rodrigo Koxa, com 24,38m de altura, em novembro de 2017. Antes de Koxa, o título era do havaiano Garrett McNamara, com 23,77m de altura, também em novembro, mas de 2011. Depois de entrar no Guinness Book, ele também se tornou o grande embaixador das ondas gigantes da Nazaré.

* Outros surfistas podem ter batido o recorde de Rodrigo Koxa, no Canhão da Nazaré, como o francês Benjamin Sanchis (33 metros, em dezembro de 2014), o português Hugo Vau (35m, em janeiro de 2018), a brasileira Maya Gabeira (24m, em janeiro de 2018) e o próprio havaiano, quando “desceu uma parede” de 30 metros, em janeiro de 2013. Entretanto, esses feitos ainda não foram aprovados pelo XXL Biggest Wave Awards e pelo Guinness.

Temporada das ondas gigantes da Nazaré: programe-se

Quando e como ver as ondas na época certa?

Se você pretende ver as ondas gigantes da Nazaré, saiba que elas “aparecem”, geralmente, no outono e no inverno.

Por conta de fenômenos meteorológicos, os viajantes e surfistas que estiverem em Portugal entre os meses de outubro e fevereiro, têm chances de acompanhar de perto esse acontecimento (sim, já tiveram ondas grandes em setembro, março e abril, mas é bem mais difícil de acontecer).

ondas gigantes nazaré portugal

Para ficar assim, tão perto das ondas da Praia do Norte, só é possível quando elas não estão “gigantes”

Se as suas férias estão marcadas para dezembro ou janeiro, fique atento, pois esses são os meses com as maiores chances de ter ondas grandes. Portanto, tenha uma janela flexível de dias e horários na sua base (que pode ser Lisboa, Porto, Alcobaça, Fátima ou Óbidos, por exemplo) e acompanhe as notícias das páginas da Praia do Norte e do WSL Big Wave Awards, antes de visitar Nazaré. Outra dica é acessar as câmeras ao vivo da Beachcam antes de ir.

Lembre-se que se trata de um fenômeno da natureza – e que pode mudar a qualquer momento. Há dias em que há ondas gigantes no início da manhã, por exemplo, mas um mar bem mais calmo a tarde.

Eu e a Pri estivemos na vila da Nazaré em duas épocas diferentes: junho e fevereiro. Ambas foram ótimas para passear. A primeira, no finalzinho da primavera, quando o calor começava dar as caras, é boa para quem deseja aproveitar o mar bem calmo. A outra vez foi durante o período das ondulações fortes, que fomos propositadamente para fotografar o mar.

O ambiente da vila, nessas duas épocas do ano, é totalmente diferente. Quando há ondas gigantes, todos os olhos estão postos no chamado Sítio da Nazaré, que é a parte mais alta da vila, onde também estão localizados o Santuário da Nossa Senhora da Nazaré e o Forte de São Miguel Arcanjo. Foi a partir da estrutura do Forte que vimos e tiramos a maioria das fotos das ondas que estão aqui no artigo. 😉

Canhão da Nazaré

O Canhão da Nazaré é um fenômeno da natureza com 227km de extensão e 5000m de profundidade, e que tem ligações com um falha sísmica. Juntando esses e outros elementos, como a época do ano (outono e inverno), as tempestades no Oceano Atlântico e o vento fraco, formam-se as famosas as grandes ondas.

Assista ao vídeo e veja esse processo:

O que fazer na Nazaré (além do surf)?

Tradições, belezas e boa gastronomia

A onda surfada pelo McNamara pode ter colocado a Nazaré na “boca do povo” (ou no roteiro de viagem de muitas pessoas), mas há muito tempo que essa vila de pescadores encanta por quem lá passa.

Aproveite também para caminhar pelas pequenas ruas da vila da Nazaré

Sinta e observe as tradições locais em uma caminhada pelas ruas do centro histórico e também pela Marginal, à beira mar.

Foto: Reprodução/ Site da Câmara Municipal da Nazaré

As mulheres das sete saias deixam a vila mais alegre e autêntica. Há muitas lendas e origens acerca desse traje, porém, uma das mais famosas é que elas vestiam várias saias para protegerem o rosto e os ombros da maresia e do frio, enquanto esperavam os maridos voltarem do mar.

E são as mulheres que, mais uma vez, ganham protagonismo nas tradições: agora com o peixe seco. Você vai ver, logo a beira da praia, perto do Centro Cultural da Nazaré, senhoras que secam peixes num varal (na sua maioria, cavala e sardinha). Você poderá comprá-los na hora, se desejar, ou prová-los nos restaurantes da vila. Outro hábito típico é a venda dos frutos secos. É possível encontrá-los na Marginal e no Largo da Nossa Senhora da Nazaré, pertinho do incrível Miradouro do Suberco.

nazaré portugal

Os típicos barcos de pesca, o peixe seco, o artesanato e a calçada da Marginal, na Praia da Nazaré

A boa gastronomia não tem fim por aqui. Sentar para provar os peixes e os frutos do mar (“mariscos”, em Portugal) é uma das melhores lembranças que alguém pode levar da Nazaré. Aquele gosto de mar (sem areia viu rs.) é um espetáculo!

Durante o verão, as barracas tomam conta da Praia da Nazaré; o Forte de São Miguel Arcanjo é uma das atrações no Sítio

Se você, como eu, valoriza o artesanato local e os suvenires oficiais, leve de lembrança as miniaturas de barcos regionais pintados com cores vivas (semelhantes aos que estão expostos no areal), as bonecas típicas e os produtos da Praia do Norte (como camisetas e bonés), por exemplo.

ascensor nazaré portugal

Este ascensor conecta a parte baixa da vila com a parte alta. Além de ajudar a subir,, a vista de dentro do ascensor é espetacular

Falando em Praia do Norte, para chegar até lá, é preciso subir até o Sítio da Nazaré. De carro, ok. Já a pé, complica. Para facilitar esse deslocamento, use o emblemático ascensor, inaugurado em 1889, mas recém remodelado. São 318m de subida e muita beleza. O bilhete custa 1,20€.

13 cães (e 1 gato) que vão te mostrar como é Nazaré

Como chegar a Nazaré?

Carro

Viajar de carro para Nazaré é a melhor opção. A partir de Lisboa, siga pela A8 em direção a Leiria. O percurso é de, aproximadamente, 120km, com duração média de 1h30.

Da cidade do Porto, são cerca de 215km pela A1, a autoestrada mais importante do país, e pela A17. O tempo de viagem é 2 horas.

Você poderá estacionar o carro próximo ao Farol da Nazaré (em dias de ondas grandes, o acesso é condicionado) ou nos arredores da Praça de Touros e do Santuário da Nossa Senhora da Nazaré. O acesso para a Praia do Norte é feito pela Estrada do Farol ou pela Rua das Dunas, a pé. Também há vagas junto a Praia da Nazaré, para quem deseja visitar a parte baixa da vila.

O Santuário da Nossa Senhora da Nazaré, no Sítio, é parada obrigatória para os religiosos

Ônibus

Os ônibus (chamados de “autocarros”, em Portugal) da Rede Expressos saem da Rodoviária Sete Rios (ligação com a estação de metrô Jardim Zoológico), em Lisboa, e demoram 1h50. Custo é de 9,80€. O desembarque é na Av. do Município, ao lado da Biblioteca.

Se você estiver hospedado em Coimbra, a viagem demora 1h40 e não tem paradas. O preço do bilhete é de 11,30€. Os ônibus do Porto fazem uma parada em Coimbra.

Não há trens que fazem a ligação direta para Nazaré a partir de Lisboa e do Porto.

icon-consultoriaQuer visitar Lisboa de uma forma diferente? Faça um tour do Cultuga

Onde comer na Nazaré?

restaurantes nazaré portugal

O meu prato de peixe do Restaurante Rosa dos Ventos, um dos mais procurados na vila da Nazaré

Os fãs de peixe (fresco!), como eu, vão adorar almoçar aqui. Um dos restaurantes da Nazaré que eu gostei muito foi o Rosa dos Ventos (média de 20€/ pessoa para almoçar). Pequeno, típico e com o sabor do mar – que está alí a menos de 200m. Os funcionários trazem à mesa uma bandeja com os peixes frescos do dia para que você possa escolher. Chegue cedo ou faça reserva.

Onde se hospedar na Nazaré?

Passar uma noite ou ficar mais dias na Nazaré é uma boa oportunidade para quem gosta de aproveitar o sol e a praia no verão de Portugal – ou aguardar pela afamada onda, claro.

Na parte baixa da vila, no meio das apertadas e charmosas ruas nazarenas, tem o Hotel Magic, um três estrelas recém renovado, com bom custo-benefício e ótimo para casais. Considere ficar nessa região do centro histórico, caso esteja viajando de transporte público – pois terá acesso a pé e mais fácil ao ônibus.

Hotel Magic, na Nazaré

Uma opção para quem gosta de apartamentos e viaja em família, é o Holidays Nazaré Marginal. Ele fica a poucos passos do mar e da agradável Marginal, também na parte baixa.

No Sítio, que é a parte “alta” da Nazaré, tem uma guesthouse simples e aconchegante que é gerida pela Sra. Fátima – o nome do lugar não poderia ser outro: Fátima House. 😉

Organize aqui a sua viagem para Portugal 😉

icon-saude

Faça o seu Seguro Viagem obrigatório em 6x sem juros

icon-carroVeja os melhores preços para alugar um carro

icon-consultoria

Reserve um transfer ou um city tour durante sua passagem por Portugal

icon-hotel

Reserve o seu hotel via Booking, com opção de cancelamento gratuito

Conheça os serviços exclusivos do Cultuga

icon-tour

Deseja ter a nossa companhia em Lisboa? Faça um tour conosco

icon-foto

Leve um suvenir especial da sua viagem: faça um ensaio fotográfico

Veja também o índice de artigos do Cultuga para ajudar no planejamento do seu roteiro ❤

Compartilhe.

Sobre o autor

Rafael Boro

Sou jornalista, tenho 34 anos e, apesar de ter nascido em São Paulo, adotei Lisboa como minha cidade. Gosto de apreciar a gastronomia lusa e, sempre que posso, vou a um café ou a um restaurante que não conheço. Lisboa também me trouxe um time de futebol do coração, o Sporting, mesmo tendo o tênis como o meu principal esporte. Troco fácil os transportes públicos por uma longa caminhada. Na minha playlist de música portuguesa não falta David Fonseca e Tara Perdida.

Deixe um comentário