Roteiro: o que fazer em Leiria?

28

Leiria fica a cerca de 150 km de Lisboa e não é um destino que costuma entrar nos roteiros de viagem em Portugal, apesar de estar localizada em um ponto estratégico para quem viaja de Lisboa ao Porto, por exemplo.

(artigo atualizado em março de 2017)

Entretanto, diferente do que você pode estar pensando, essa é uma cidade capaz de surpreender – seja durante uma tarde ou por um dia completo. Não pelo volume de atrações turísticas que ela possui, pois são poucas, mas pela atmosfera e pela vida local que ela transpira. Então, quer que eu te conte o que tem para fazer em Leiria?

Roteiro: o que fazer em Leiria?

Desde que vim morar em Lisboa, já perdi as contas do número de vezes que eu e a Priscila fomos a Leiria. O carinho que guardamos por essa cidade de Portugal é tão grande, que acabamos por fazer amigos e nos sentir em casa sempre que viajamos até lá.

Me lembro que, da primeira vez, passei uma tarde de sábado em Leiria e, confesso, foi pouco para conhecer sua história, a gastronomia e a cultura. Ok, deu para sentir um pouco disso tudo, mas sabia que precisava voltar. Na segunda vez, pernoitei em Leiria e também pude aproveitar a vida noturna da cidade, que é muito agradável.

Mas o que não faltou no meu roteiro em Leiria, claro, foi visitar seu lindo castelo – fundado em 1135, provar a tradicional Brisa do Liz e andar por algumas ruas do centro histórico e pela margem do rio Lis (nesse caso, é com “s” mesmo).

oquefazeremleiria_priscilaroque_cultuga_1

Poeta Afonso Lopes Vieira

É por isso que decidi trazer aqui para o Cultuga essa experiência na cidade da banda portuguesa Silence 4 (principal nome da cena pop-rock portuguesa do final dos anos 90 e início dos 2000), também uma das minhas favoritas.

Como chegar a Leiria

A melhor forma de chegar até Leiria, a partir de Lisboa, é de ônibus. A empresa responsável pelo percurso é a Rede Nacional de Expressos e o transporte parte da Rodoviária de Sete Rios (ligação com as estações de trem Sete Rios e de metro Jardim Zoológico). A viagem dura cerca de duas horas e a passagem custa 12,80€. Partindo da cidade do Porto demora um pouco mais, por volta de 2h20. O preço é 15,20€. *se você comprar o bilhete de ida+volta tem desconto.

De carro alugado também é muito simples, já fizemos esse percurso algumas vezes. A partir de Lisboa, pela autoestrada A8, também são duas horas de viagem com custo aproximado de 30€ (combustível + portagens). Você ainda pode aproveitar para conhecer Fátima e as Grutas de Mira de Aire, que ficam ali pertinho, por exemplo.

Atrações para visitar em Leiria

Castelo de Leiria

Um passeio obrigatório é visitar o Castelo de Leiria. É muito fácil chegar até lá (basta ter um pouco de pernas fortes rs). Para quem já foi até o Castelo de São Jorge, em Lisboa, esse caminho é tranquilo. Pertinho da Sé de Leiria você encontra uma das opções de subida (localize a Torre Sineira – que fica separada da igreja – e use-a como guia para a subida).

Foi nesse mesmo morro, a partir da construção do Castelo, que a cidade nasceu e, por isso, explorá-lo se torna um passeio tão profundo.

castelo-de-leiria-cultuga-1castelo-de-leiria-cultuga-2castelodeleiria_priscilaroque_cultuga_3

O bilhete é muito barato (custa 2,10€) e garante uma viagem ao tempo da monarquia lusitana, principalmente com a época relacionada ao D. Dinis, que foi rei de Portugal entre 1279 e 1325. O “Lavrador”, como era conhecido, fez muito pelo desenvolvimento da antiga vila do Lis.

O Castelo de Leiria abre todos os dias, das 10h às 18h (01/04 a 30/09) e das 09h30 às 17h30 (01/10 a 31/03).

Do alto de sua maravilhosa e forte muralha, é possível ter uma vista única da cidade de Leiria. O que mais me impressionou foi conseguir ver detalhes do Estádio Municipal Dr. Magalhães Pessoa – quase vizinho do castelo.

castelodeleiria_priscilaroque_cultuga_4

Uma curiosidade cultural mais recente e muito legal sobre esse símbolo da cidade é que a extinta banda Silence 4, que citei no início desse post, formada em Leiria e liderada pelo músico David Fonseca, gravou, em 1996, sua primeira demo-cassete em um dos salões desse castelo.

Aproveito para deixar como trilha sonora desse post…

Ouça “Self Suficient”:

Museu da Imagem em Movimento

Se você estiver com tempo, pode comprar o bilhete conjunto do Castelo de Leiria com o Museu da Imagem em Movimento, que sai por 2,50€ (apenas 0,40€ a mais). Esse museu fica bem pertinho do castelo e é bastante interessante.

Em seu acervo, há diversas câmeras do início da história da fotografia e do cinema, além de maquetes e instrumentos que explicam a ilusão de ótica. Nos três pisos, é possível aprender mais sobre imagem em exposições permanentes e temporárias (peguei uma mostra bem interessante sobre a fotografia estereoscópica em Portugal). Ah, e aconselho que você solicite um audio guia na recepção.

Igreja de São Pedro

Pertinho do museu está a Igreja de São Pedro, um templo de estilo românico construído no século XII. No momento que passei por lá, infelizmente, ela estava fechada.

Igreja de São Pedro

Igreja de São Pedro

Sé de Leiria

Ao descer do Castelo de Leiria você pode visitar, então, a Sé de Leiria, que teve sua primeira pedra colocada em 11 de agosto de 1550. Entretanto, aquele mesmo terremoto que assombrou Lisboa em 1755 também teve reflexos por aqui e é possível perceber hoje diversas alterações após essa fase. (de 2ª a 6ª, das 10h às 19h/ sábado e domingo condicionado ao horário das missas)

Sé de Leiria

Sé de Leiria

Ruas do centro histórico de Leiria

Do lado direito está todo o núcleo histórico da cidade, com lojas moderninhas (e outras nem tanto), ruas graciosas, alguns edifícios importantes abandonados (infelizmente), mas, sobretudo, uma vida local intensa e vibrante.

centroleiria_priscilaroque_cultuga_1centroleiria_priscilaroque_cultuga_2centroleiria_priscilaroque_cultuga_3

Para iluminar ainda mais as ruas, há também um roteiro promovido pela câmara em memória ao Eça de Queiróz (que viveu na cidade durante um ano) chamada de Rota d’O Crime do Padre Amaro. Por meio de ilustrações da artista Sílvia Patrício afixada em diversos edifícios, os leitores desse romance podem encontrar um pouco da Leiria Queirosiana.

rotapadreamaro_priscilaroque_cultuga

Rota d’O Crime do Padre Amaro

Margens do rio Lis

Outro passeio bastante agradável, arborizado e bem tranquilo é caminhar nas margens do Rio Lis. Ele banha boa parte da cidade e divide a região mais histórica da moderna. Reparei que as pessoas que vivem por ali fazem exercícios e andam pelos caminhos formados em suas laterais durante o dia todo.

leiria_cultuga_riolis

Vale a pena baixar o aplicativo oficial de Leiria?

Durante a BTL – Feira Internacional de Turismo de Lisboa, conheci o aplicativo oficial de Leiria divulgado pelo Turismo Centro Portugal e decidi testar. A interface é bastante amigável e o que achei mais bacana foi ter um guia “particular” no meu celular a partir dos áudios disponíveis no programa.

Na página inicial, você pode escolher um roteiro a partir do tempo que você tem disponível na cidade. Como o aplicativo é baseado no GPS (e não precisa da Internet), até funciona com certa precisão. Entretanto, por vezes, o GPS ficou louco (e isso aconteceu com o Google também) e acabei me “perdendo”.

Como o centro histórico de Leiria é bem fácil de andar, aconselho que você escolha a opção “visita livre”. Assim, sempre que tiver alguma dúvida, basta abrir o aplicativo e clicar sobre o local em que você está para ouvir as informações do guia. Achei sensacional, principalmente durante o passeio no castelo, em que não tinham muitas informações no folheto oficial.

O ponto negativo, na minha opinião, é que o aplicativo é MUITO pesado. Ele tem 99MB. Por isso, pode não ser compatível com smartphones com pouca memória ou um pouco mais antigos. Ele está disponível para baixar gratuitamente no Google Play (para Android) e App Store (Apple).

Estádio Municipal Dr. Magalhães Pessoa

Esse estádio português foi palco de dois jogos da Eurocopa 2004. Atualmente, os 23.164 lugares quase nunca são ocupados pela torcida do time local, o União Desportiva de Leiria. Mesmo assim a equipe joga quase sempre o Campeonato Nacional Seniores, uma espécie de terceira divisão do campeonato português, nesse lindo estádio.

As cores vivas e a estrutura que mistura ferro, cimento e azulejo chamam muito a atenção. A vista que se tem dele a partir do Castelo de Leiria é muito bonita e mostra o contraste que se tem do novo e do velho na cidade.

O que e onde comer em Leiria?

Na minha primeira tarde em Leiria, achei melhor trocar a morcela de arroz, a fritada dos peixinhos do Lis e o leitão à moda da Boavista, pratos típicos da região, pelos doces por conta do horário.

Depois de passear pelo centro histórico, castelo e a margem do rio Lis, foi a vez de provar a Brisa do Liz. A Pastelaria LuziClara foi a escolhida.

Durante minha caminhada pela Barão de Viamonte, uma rua com lojas locais e grafites em algumas paredes, me identifiquei com essa pastelaria. Voltei no fim do dia e não me arrependi. Fui bem atendido pelo Vasco e tive muita sorte de ainda ter essa iguaria maravilhosa com doce de ovos e amêndoas para fechar a viagem.

Aproveito para indicar também as bolachinhas caseiras da LuziClara que são maravilhosas (de limão, laranja, amêndoas, manteiga e canela).

Bolachinhas caseiras, broas de batata doce e bolo de noz que levei para casa da Pastelaria LuziClara

Bolachinhas caseiras, broas de batata doce e bolos de noz da Pastelaria LuziClara que levei para comer em casa

Da segunda vez que fui a Leiria, almocei no restaurante A Toca, que fica pertinho da chamada Praça do Rossio. Fui muito bem atendido, o preço é ótimo e o arroz de pato que provei estava muito bom (além de bem servido). Ele funciona de segunda a sexta e domingo, das 12h às 15h e das 18h às 22h. À noite, escolhi o Mata Bicho, uma taverna que fica na Praça Rodrigues Lobo – um dos pontos onde pulsa a vida noturna de Leiria. A decoração é bem descolada, o atendimento também foi exemplar e a comida era boa.

Sempre que tenho a oportunidade volto a cidade de Leiria. Como não poderia ser diferente, a primeira parada é sempre na Pastelaria LuziClara. Já virou tradição comer uma brisa com café enquanto coloco a conversa em dia com o Vasco, filho da Sra. Clara, e responsável por atender os clientes com simpatia e educação – foi assim desde a primeira vez que passei por lá.

Ah, e recentemente, quando voltei a cidade, experimentei mais dois outros lugares bacanas para comer: o tradicional Porto Artur e o irish bar Mulligan’s.

Quem disse que não dá para ser (bem) feliz em Leiria? 😀

Onde se hospedar em Leiria?

Em busca de um bom custo/ benefício, nas primeiras vezes, optei pelo Hotel D. Dinis. A diária para um quarto duplo ficou em 40€ com café da manhã incluído (frutas, pães, frios, iogurte, suco de laranja, café e chá).

O Hotel D. Dinis é uma das nossas escolhas, quando vamos a Leiria

O quarto estava limpo, o wifi funcionou corretamente no quarto, o senhor que nos atendeu na entrada e a senhora do café da manhã foram muito queridos e a localização era ótima – com acesso rápido ao centro histórico e a rodoviária a pé. Para quem está de carro é um pouco chato. Mas há vagas nas proximidades.

Recentemente, resolvemos escolher um lugar diferente para se hospedar em Leiria e passamos duas noites no Apartamento na Praça, do Luís – que foi muito gentil  e simpático conosco – e tem um apartamento de um quarto, com muito bom gosto na decoração e vista privilegiada para o Castelo, a 45€/ noite – em média. Nos sentimos verdadeiramente em casa. Boa Internet e limpeza. Localização impecável, com janela para a principal praça da cidade.

Mas, assim como em outras cidades de Portugal, alugar um apartamento tem alguns pontos negativos que devem ser observados, para que o viajante não se decepcione na experiência. Nesse caso, ele ficava em um edifício histórico, no quarto andar. Por isso, sem elevador. Quem está em uma viagem longa, com malas grandes, não é aconselhável.

Outro ponto que pode ser negativo é para quem vai hospedar em um fim de semana. Como o apartamento fica na praça principal, com uma vida noturna ativa em bares e cafés, é natural que tenha barulho até de madrugada. Nesse caso, é preciso dançar conforme a música ou, então, optar pela tranquilidade do hotel.

Organize aqui a sua viagem para Portugal

icon-saude

Faça o Seguro Viagem com a Real Seguro Viagem em 6x sem juros

icon-carroVeja os melhores preços para alugar um carro na Rental Cars

icon-consultoria

Reserve um transfer ou um city tour durante sua passagem por Portugal

icon-hotel

Reserve o seu hotel pelo Booking, com opção de cancelamento gratuito

Conheça os serviços exclusivos do Cultuga

icon-tour

Deseja ter a nossa companhia em Lisboa? Faça um tour conosco

icon-foto

Leve um suvenir especial da sua viagem: faça um ensaio fotográfico

Veja também o índice de artigos do Cultuga para ajudar no planejamento do seu roteiro ❤

Compartilhe.

Sobre o autor

Rafael Boro

Sou jornalista, tenho 34 anos e, apesar de ter nascido em São Paulo, adotei Lisboa como minha cidade. Gosto de apreciar a gastronomia lusa e, sempre que posso, vou a um café ou a um restaurante que não conheço. Lisboa também me trouxe um time de futebol do coração, o Sporting, mesmo tendo o tênis como o meu principal esporte. Troco fácil os transportes públicos por uma longa caminhada. Na minha playlist de música portuguesa não falta David Fonseca e Tara Perdida.

28 comentários

  1. Cynthia Corrêa Diniz Neves em

    Adorei suas dicas de Leiria, estive na cidade mas só vi p Castelo de longe, fui ao estádio que meu marido adorou, e almoçamos um leitão delicioso em um pequeno restaurante ali perto.
    Depois passarmos perto do rio, mas voltarei se Deus quiser após suas dicas para ver mais coisas lindas da cidade, obrigado!!

    • Rafael Boro
      Rafael Boro em

      Olá Cynthia! Tudo bem?

      Pena que você e seu marido passaram pouco tempo por Leiria. Mas o importante é que gostaram do pouco que viram! É uma cidade encantadora e com muita personalidade!

      Fico muito feliz que as dicas deixaram você com vontade de voltar e conhecer melhor. Você não vai se arrepender.

      Ah… E tenho certeza que voltará para Portugal logo, logo. Esse país é bom demais!!

      Um grande abraço,

  2. Linda Gualda em

    Rafael, ótimas dicas!
    Parabéns pelo blog.
    É muito bom encontrar informações úteis e fáceis de entender 🙂

    • Rafael Boro
      Rafael Boro em

      Olá Linda!
      Primeiramente, muito obrigado!
      Fico contente em saber que você gostou das informações e que foi fácil de entender.
      Um grande abraço!

  3. RAfael, partindo do Porto em direção a Lisboa, qual a melhor pedida ? De carro, trem ou onibus. Alem de FAtima de Leiria há outros pontos interessantes para parar e ficar uma noite? Vou viajar com a tres amigos .
    agradeco desde já Heloisa

    • Rafael Boro
      Rafael Boro em

      Olá, Heloisa

      As melhores formas é de carro e ônibus. O carro acaba sendo mais fácil porque o deslocamento é mais rápido, além de ter mais flexibilidade de horários e deslocamento entre cidades. Por exemplo: a ligações entre as cidades menores é mais chata. São poucos horários ou não tem.

      Como vocês vão viajar em quatro pessoas, pode valer mais a pena alugar um carro. O único porém são as malas. Dependendo do tamanho pode não caber no porta mala 🙁

      Temos vários posts com dicas de cidades e hotéis legais no centro do país: https://www.cultuga.com.br/category/regioes-de-portugal/centro/ 🙂
      Alcobaça e Coimbra são locais interessantes para passar uma noite!

      Um grande abraço e uma excelente viagem!

    • Rafael Boro

      Olá, Raoni
      Tudo bom?
      Ficamos felizes que tenha gostado do Cultuga! 🙂
      Em Leiria há um Instituto Politécnico. Infelizmente não posso opinar, pois não conheço o Instituto e ninguém que estuda ou estudou na cidade. Aconselho que entre no site http://www.ipleiria.pt e dê uma olhada nos cursos que lá existem.
      Um abraço!

  4. Parabéns pela iniciativa, Rafael e Priscila! Por gentileza, sabem dizer se existe uma comunidade de brasileiros no Politécnico de Leiria, e esboçar o estilo de vida que levam por lá?

    Obrigado!

    • Rafael Boro

      Olá, Italo
      Tudo bem?
      Agradecemo o carinho com o Cultuga! 🙂
      O Politécnico de Leiria não é um destino muito procurado pelos estudantes brasileiros (Coimbra, Lisboa e Porto sempre veem a frente). Porém, há bons cursos. No site do Politécnico tem uma parte dedicada a brasileiros que pretendem cursar lá (tem até depoimentos) http://www.ipleiria.pt/brasil/estudar/ Acho que vai ajudar bastante você! 😉
      Encontrei no Facebook uma página chamada Brasileiros em Leiria. Você poderá tirar dúvidas e trocar experiências com os membros https://www.facebook.com/Brasileiros-em-Leiria-478521655629217/
      Gosto muito de Leiria. É uma cidade bem cultural, com boa qualidade de vida e muita história! Você poderá gostar bastastante.
      Um abraço e boa sorte!

  5. Miriam Cristina Costa em

    Olá Rafael … adorei tudo o que vc escreveu sobre Leiria … dicas … valores …. sugestões …
    Quero conhecer Leiria por ser a cidade natal de minha avó Paterna … meu avô nasceu em Caldas da Rainha … se tiver alguma dica de lá adoraria receber de vc …
    Pretendo viajar para a Europa em Julho/2017
    Somos 3 amigas que estudaram juntas no Magistério e a mãe de uma de minhas amigas … uma senhora de quase 80 anos … mas muito disposta e animada para viagens … ?
    Em nosso roteiro está incluído Portugal , Espanha e um Cruzeiro pelas Ilhas Gregas …
    Estamos todas entusiasmadissimas e queremos escolher os lugares mais interessantes nestes 20 dias de nossa viagem …

    • Rafael Boro

      Olá, Miriam
      Tudo bem?
      Fico bastante feliz que tenha gostado das dicas. Leiria é uma cidade que eu gosto muito. Tenho certeza que será uma viagem inesquecível marcante para vocês! 🙂
      Sobre Caldas da Rainha, que fica pertinho de Leiria, vocês podem conhecer o lindo Parque D. Carlos I, o Museu de José Malhoa (pintor que nasceu na cidade) e também a Loja Bordallo Pinheiro (as porcelana são fabulosas. Hoje em dia, a marca faz parte do Grupo Vista Alegre).

      Curtam muito essa viagem tão especial!
      Um grande abraço! 🙂

  6. Oi Rafael,
    Achei o post muito interessante.
    Reservamos o Hotel D. Dinis também, por acidente!
    Estaremos em Leiria no dia 1º de maio e vimos que muitos lugares fecham.
    Você sabe me dizer se o restaurante a Toca vai estar aberto?
    Não encontrei o horário de funcionamento deles em nenhum lugar.
    Obrigada desde já!
    Taisa.

    • Rafael Boro
      Rafael Boro em

      Olá, Taisa
      Tudo bem?

      Que bom que gostou do post! 🙂
      1 de maio é um feriado muito respeitado em Portugal. A maioria dos locais, principalmente cormerciais, costumam fechar. 🙁 Não consegui saber se o Toca estará aberto. Entretanto, indico o Mulligan’s, um bar que tem ótimos hamburgueres, e que provavelmente estará aberto, assim como o Mata Bicho.
      Conversei com o Vasco, que trabalha na Pastelaria LuziClara, na qual indicamos aqui no artigo e que estará aberta no feriado 🙂 , fez questão de ligar no turismo de Leiria para saber se o Castelo estaria aberto e a resposta foi positiva! 🙂 O Castelo abre das 09h30 às 17h30.

      Um forte abraço e aproveite bastante a viagem!

  7. Olá Rafael,

    Sou Paulo Cesar, já estivemos em Portugal umas 3 ou 4 vezes, maior parte do tempo em Lisboa, Porto e da última vez fomos conhecer Algarve, agora vamos de novo em setembro pois temos um casamento dia 9 em Branca distrito de Aveiros, vamos sair do Rio dia 1o. e voltando dia 12, vamos ficar uns 3 dias em Lisboa, mais uns 3 dias no Porto, uns 3 dias em Aveiro e o restante no Porto de novo, minha esposa quer visitar Leiria, podemos ficar em Lisboa e ir de carro e voltar no mesmo dia, vc pode dar mais algumas dicas para visitarmos como bate e volta, tanto do Porto quanto de Lisboa.
    Abs e obrigado

  8. Bom dia! muito bom o CULTUGA,curti muito suas informações,será que vc poderia me informar,como são os aluguéis em Leiria? sobre a qualidade de vida e seu custo? a intenção é mudar para Portugal..vou me aposentar e minha esposa está terminando um curso de cozinha no Senac …desde já agradeço a atenção!

  9. Lany Rosa da Costa em

    Olá Rafael
    Gostei muito de suas informações sobre Leiria, pois meus avós paternos nasceram e se casaram em Leiria. Eles vieram para o Brasil depois de casados trazendo o primeiro filho e aqui se instalaram e nunca mais voltaram a Portugal. Tenho muita vontade de conhecer Portugal, principalmente Leiria mas ainda não tive oportunidade. Se Deus quiser um dia terei!
    Um abraço

    • Rafael Boro

      Olá, Lany
      Tudo bom?

      Agradeço o seu comentário. Fico feliz em saber que os seus avós são de Leiria. Torço para que você venha conhecer Portugal o mais rápido possível. Será uma experiência inesquecível! 🙂
      Um grande abraço!

  10. Olá!!!
    Que bom foi ler suas recomendações sobre Leiria. “Minhas origens”, vou a Lisboa agora em julho e Leiria faz parte do meu roteiro. Obrigada pelas dicas me inspirou mais ainda conhecer o lugar onde meu avô saiu.

    • Rafael Boro
      Rafael Boro em

      Olá, Stela
      Tudo bem?
      De nada. É muito bom saber que você gostou das dicas e que terá a oportunidade de conhecer a cidade do seu avô! 🙂 Eu e a Priscila adoramos Leiria!
      Um grande abraço e boa viagem!

  11. VERA PAULA MARQUES MONTEIRO em

    Bom dia obrigada pelas dicas estou indo hj de ônibus partindo de Tomar cidade onde estou alojada.
    Acompanho seu blog e tem sido sempre muito impoŕtante.
    Parabéns Rafael.

    Abraços
    Vera Paula Marques Monteiro

    • Rafael Boro
      Rafael Boro em

      De nada, Vera!
      Fiquei muito feliz em ler a sua mensagem! 🙂
      Quase a gente se cruzou em Leiria. Ontem passamos rápidinho por lá para tomar um café, comprar umas bolachinhas e rever o Vasco e a Sra. Clara, na Pastelaria LuziClara.
      Espero que esteja aproveitanto muito a viagem!
      Um grande abraço!

Deixe um comentário