Como fazer um roteiro para os Açores? Veja nossas dicas!

6

Viajar aos Açores pode parecer difícil em um primeiro momento, pelas escassas informações que encontramos na Internet em português. Entretanto, é uma experiência imperdível aos apaixonados pela natureza – e não digo apenas aos adeptos dos esportes radicais. Fotógrafos e viajantes em busca de relaxamento e espaços para reflexão vão se apaixonar, mesmo.

Lagoa do Fogo: a natureza selvagem incrivelmente perfeita

Como fazer um roteiro para os Açores?

Entenda: Açores é um arquipélago português

A informação mais importante que você precisa saber é que Açores é um arquipélago português formado por 9 ilhas: São Miguel, Santa Maria, Terceira, Faial, Pico, São Jorge, Graciosa, Flores e Corvo.

Essas ilhas são divididas em três grupos: Oriental, Central e Ocidental. Portanto, ao programar a sua viagem, tenha atenção a geografia desse arquipélago para não perder tempo em deslocamentos desnecessários, com sede de conhecer tudo de uma vez – pois elas não são tão próximas assim.

mapa-ilhas-acores

Na hora de esqueletar o roteiro…

Quais são os seus objetivos no arquipélago? Tomar banhos quentes termais? Provar vinhos produzidos em solo vulcânico? Fazer percursos pedestres? Explorar a vida marinha? Conhecer seu passado baleeiro? Experimentar boas carnes bovinas e laticínios? Contemplar paisagens pitorescas?

estradas-ilha-de-sao-miguel-acores-vacascultuga-9

Vaquinhas: elas estão por todos os lados

Veja quanto tempo você tem disponível versus os deslocamentos possíveis dentro do arquipélago para tais atividades (que nem sempre são diários e podem variar de acordo com a época do ano) versus os custos de barco ou de avião, claro.

As maiores ilhas, ou seja, São Miguel e a Terceira, têm um fluxo constante de voos diretos a partir de Lisboa. Ambas também oferecem um bom suporte ao viajante, uma variedade maior de passeios e, por isso, se tornam ideal para famílias ou para quem deseja conhecer apenas uma ilha do arquipélago, na minha opinião.

Boas estradas na Ilha de São Miguel

Se o que você quer é conhecer mais ilhas em menos tempo, considere viajar pelo chamado “triângulo”, com Pico, Faial e São Jorge. Este trio faz parte do grupo central e são as ilhas mais próximas para fazer em conexões de barco o ano todo. Para você ter uma ideia, há até mesmo quem more em uma e, por vezes, trabalhe na outra. Unir a Ilha Terceira + ilhas do triângulo pode ser uma boa (a Graciosa também faz parte do grupo, mas os seus acessos – em transporte – são dos mais limitados do arquipélago).

No grupo ocidental estão a Ilha do Corvo (a menor do arquipélago) e a das Flores (tida por alguns como a mais bonita – como eu ainda não fui até lá, não posso opinar rs.). Neste caso, faça a sua base nas Flores e um bate-volta ao Corvo, estando atento apenas que há conexões de barco o ano todo, mas não são em todos os dias da semana.

Qual é a melhor época para ir aos Açores?

Indo a ilha de São Miguel no mês de março, aprendi que, nos Açores, menos é mais. Quanto mais tempo você dispor para se dedicar a uma ilha, mais conseguirá absorvê-la. Como o clima é bastante instável, você precisa de flexibilidade no seu roteiro para ir aos miradouros, assim que o céu azul abrir, e também para ver um bonito pôr-do-sol (mas, tudo bem se o tempo fechar. Você sempre pode sentar em um bom restaurante para comer um bife regional ou então correr para os banhos quentes da Poça da Dona Beija). 

Miradouro da Grota do Inferno: tempo incrivelmente aberto no nosso último dia de viagem

Nós fomos no final do inverno e não encontramos grandes dificuldades para lidar com o clima – até porque, por lá, não há uma variação extrema de temperatura o ano todo. Em São Miguel, por exemplo, é super úmido. Mas o incômodo ficou somente nos primeiros dias mesmo.

Como é o clima e o que levar na mala para os Açores?

Claro que, se você tiver disponibilidade para escolher o mês, dê preferência para viajar entre maio e setembro, principalmente se o seu objetivo é visitar mais do que uma ilha. Assim, pegará os percursos de barco sazonais entre o arquipélago em pleno funcionamento.

Tour guiado nos açores lagoa do canário

Quem disse que somente o sol rende fotos cinematográficas nos Açores?

Outro ponto importante que deve ser observado é deixar uma folga de um ou dois dias antes do seu retorno ao Brasil. Não há voos diretos entre o Brasil e os Açores. Por isso, será necessário ir até o continente para depois pegar o seu voo de retorno. Não marque os dois voos para o mesmo dia. Como o clima é uma incógnita, lembre-se que o seu voo partindo dos Açores pode atrasar ou ser adiado.

Como ir aos Açores e como viajar entre as ilhas?

Como já disse por aqui, não há voos diretos a partir do Brasil. Você precisará ir a Portugal continental, ou seja, via LisboaPorto ou Faro para, então, seguir viagem.

A partir de Lisboa é a forma mais fácil, pois há um volume maior de voos. Pela capital, você poderá voar para três ilhas de forma direta: São Miguel (Aeroporto de Ponta Delgada), Terceira (Aerogare de Lajes) ou Faial (Aeroporto da Horta). Depois, para conhecer outras ilhas, há voos (com a Azores Airlines) e transporte marítimo (com a Atlantico Line) entre elas.

Nosso voo da SATA, entre Lisboa e Ponta Delgada (Ilha de São Miguel)

Lisboa está, basicamente, na linha do arquipélago. A distância entre Lisboa e os Açores – em tempo de voo – é de 2h – 2h30, em média. Ao procurar pelos voos, tenha atenção, pois o fuso horário das ilhas também é diferente do continente.

A série de reportagens #AçoresParaBrasileiros foi idealizada pelos blogs Cultuga e Almost Locals. A nossa visita à Ilha de São Miguel, nos Açores, contou com o apoio do VisitAzores, que organizou nosso roteiro; do Hotel VIP Executive Azores (Ponta Delgada), onde ficamos hospedados; da Autatlantis, que nos cedeu o carro durante nossa estadia na ilha, e da SATA – AzoresAirlines, que nos ofereceu os voos de Lisboa a Ponta Delgada e de Ponta Delgada a Lisboa.

Organize aqui a sua viagem para os Açores

icon-saude

Faça o Seguro Viagem com a Real Seguro Viagem em 6x sem juros

icon-carroVeja os melhores preços para alugar um carro na Rental Cars

icon-hotel

Reserve o seu hotel nos Açores pelo Booking, com opção de cancelamento gratuito

Serviços do Cultuga

icon-tour

Deseja ter a nossa companhia durante a sua visita a Lisboa? Faça um tour conosco

icon-foto

Leve um suvenir diferente da sua viagem: faça um ensaio fotográfico

Veja também o índice de artigos do Cultuga para ajudar no planejamento do seu roteiro com muitas dicas, sugestões de rota e outras informações sobre Portugal e ilhas portuguesas ?

Compartilhe.

Sobre o autor

Priscila Roque

Sou jornalista especializada em cultura e fotógrafa. Foi preciso passar dos 30 anos para assumir que Lisboa é, realmente, o meu lugar no mundo. Mas a paixão por Portugal começou bem mais cedo, ainda na adolescência, quando descobri alguns músicos locais. Os meus pais são portugueses imigrados no Brasil. Depois de fazer o caminho inverso deles, trocando São Paulo por Lisboa, quero agora, com o Cultuga, diminuir a distância que separa o Brasil de Portugal.

6 comentários

  1. Rafael e Priscila, que bom vê-los falar dos Açores, que eu adoro. Eu também sou fã do “triângulo” Pico, Faial e São Jorge, e recomendo a toda a gente. Queria só acrescentar que, para quem quer visitar outras ilhas que não Terceira e São Miguel, vale a pena estar atento ao encaminhamento inter-ilhas da SATA. Basicamente, eles te colocam gratuitamente noutra ilha do grupo (com regras definidas, claro), a partir da ilha de chegada no arquipélago. Veja esse post que pode ser útil para os seus leitores.

  2. Oi, Priscila.
    Você recoenda uma agência para uma excursão aos Açores (2 ou 3 ilhas) saindo de Lisboa dia 22 de julho e voltando 27?
    Grata

    • Rafael Boro
      Rafael Boro em

      Olá, Ana
      Tudo bem?
      Você pode verificar se a Agência Abreu oferece pacotes para os Açores. Há várias lojas deles no Brasil e em Portugal. 😉
      Um grande abraço e espero que você consiga aproveitar esse paraíso que é o arquipélago dos Açores!

Deixe um comentário