Onde se hospedar em Lisboa: o bairro das Avenidas Novas

16

Viajar de férias para uma cidade nova sempre nos causa algumas dúvidas. Escolher um bairro como base é uma delas. Eu e o Rafa vivemos em Lisboa desde 2013 e exploraramos diariamente todos os cantinhos dessa cidade. Fazer de Lisboa uma das bases da sua viagem (para bate-voltas incríveis) é essencial e recomendamos isso para todo mundo.

Assim, começamos hoje uma série de artigos que vai te ajudar a escolher onde ficar em Lisboa, dando início por um dos nossos favoritos: as Avenidas Novas!

Atenção que os preços podem duplicar, de acordo com a época do ano. Isso vai depender do mês da sua viagem, se em alta, média ou baixa temporada.

Também é importante dizer que existe uma taxa municipal turística de dormida em Lisboa – 2€/ noite até ao valor máximo de 14€ (7 noites seguidas por dormida e por hóspede) – cobrada no check in ou no check out.

Onde ficar em Lisboa: opções nas Avenidas Novas

O bairro das Avenidas Novas é ideal para quem não gosta de ficar no tumulto do centro histórico, mas também não abre mão de ter acesso rápido e fácil a toda a cidade.

O seu nome está relacionado a expansão de Lisboa a norte, que aconteceu entre o finalzinho do século XIX e início do século XX, quando foram criadas amplas e longas avenidas na região.

Onde ficar em Lisboa: opções nas Avenidas Novas

Por isso, o acesso ao centro histórico é tão simples e rápido. Quem se hospeda por aqui, chega em uma agradável caminhada até lá, usando como vias principais o calçadão do Parque Eduardo VII e a própria Avenida da Liberdade em pouco mais de 2,5km de distância.

Porém, para quem não deseja ou não pode caminhar, a região é bem servida de transportes públicos. Somente de metro, para você ter uma ideia, o bairro está rodeado pelas estações São Sebastião (linhas vermelha e azul), Saldanha (linhas amarela e vermelha), Parque (linha azul) e Picoas (linha amarela). Também há um ônibus que vai direto para Belém, que é o 727 – Restelo/ Belém.

Chegar a qualquer lugar da cidade de forma fácil é uma das mais valias das Avenidas Novas, mas não só. Esse é também um bairro bastante plano e com mais mobilidade do que boa parte de Lisboa, tem atrações interessantes com acesso a pé (como a Fundação Calouste Gulbenkian, o próprio Parque Eduardo VII com a Estufa Fria e, para as compras, o El Corte Inglés, por exemplo), além de ser bem servido de bons restaurantes e cafés.

Avenidas Novas: hotéis românticos e novos

Há boas propostas novas no bairro. Uma das que mais gosto é o Turim Saldanha (4 estrelas), que apesar de fazer parte de uma rede hoteleira tradicional em Portugal, transformou esse espaço recentemente. Ideal para casais apaixonados, que estão em busca de tranquilidade e certo ar fresco.

Onde ficar em Lisboa: hotel nas Avenidas Novas

Turim Saldanha

Não é necessário pegar a diária com café da manhã. O quarto duplo vai de 80€ a 140€ por noite e você poderá tomar café na Padaria Portuguesa (a unidade da Av. António Augusto de Aguiar é bem próxima) ou na L’éclair. Com acesso fácil as estações de metro Saldanha e Parque.

Um outro local interessante para fazer base é na Av. da República, uma das principais da região, que está com um calçadão gostoso, banquinhos a beira da rua e ciclovia. Nesse contexto, há outras duas opções novas para casais apaixonados: o White Lisboa (3 estrelas) e o Jupiter Lisboa (4 estrelas).

O primeiro é bastante tecnológico e super clean, perfeito para relaxar. Já o segundo fica em um edifício histórico totalmente restaurado, tem SPA e piscina com vista no topo. Ambos com alguma oferta para quem deseja algo além de um bom quarto.

Onde ficar em Lisboa: hotel nas Avenidas Novas

Hotel White Lisboa

Onde ficar em Lisboa: hotel nas Avenidas Novas

Jupiter Lisboa

O preço fica entre 80 a 190€/ noite para o casal e, se desejar, não é necessário pegar com café da manhã. Logo ao lado estão a Pastelaria Versailles – um símbolo do bairro, vintage e com uma vitrine imensa de doces e salgados, e o Choupana Caffe, bem moderninho e com um bom croissant com Nutella.

Avenidas Novas: hotéis tradicionais

Nessa categoria, há dois hotéis que costumamos indicar a quem prefere opções mais clássicas. Eu e o Rafa, inclusive, já nos hospedamos em ambos por ocasiões pessoais e tivemos boas experiências.

Os hotéis Príncipe Lisboa (3 estrelas) e Alif Avenidas (4 estrelas) são vizinhos e ficam na agradável Avenida Duque D’Ávila – que tem uma calçada larga, deliciosa para caminhar, com ótimos cafés e restaurantes e uma estação de metro coringa na porta, que é a São Sebastião. No mapa do Google, você não encontrará a estação em frente, pois ele só marca sua saída principal. 

Onde ficar em Lisboa: hotel nas Avenidas Novas

Alif Avenidas

Eles não têm tanta diferença em sua parte interior. Oferecem uma estrutura confortável, tradicional, sem regalias e com excelente atendimento. Os valores podem ser bastante diferentes de acordo com a época do ano – mas costuma ficar entre os 70€ – 160€/ noite.

Onde ficar em Lisboa: hotel nas Avenidas Novas

Em qualquer que seja a sua opção, não é necessário pegar a diária com café da manhã. Por perto há locais deliciosos, como o Pão Nosso de Cada Dia (bem pequeno, mas com pães de diversas partes do país) e algumas unidades da Padaria Portuguesa (o melhor custo/ benefício para um café ou lanche).

icon-consultoriaQuer conhecer Lisboa de uma forma diferente? Faça um tour do Cultuga

Avenidas Novas: apartamentos e flats

Para quem procura por uma hospedagem com suporte completo, seja para uma estadia mais longa, por estar em um grupo maior ou precisar de uma cozinha para as crianças, indico o Lisbon Serviced Apartments – Parque.

Esse também foi um local em que eu e o Rafa já estivemos. Precisamos nos ausentar da nossa casa por um período de obras e gostamos bastante dessa proposta. O edifício é novíssimo e bastante moderno. Boa limpeza, muita luz, quarto confortável, ducha forte, cozinha com utensílios básicos e atendimento rápido.

Onde ficar em Lisboa: hotel nas Avenidas Novas

Lisbon Serviced Apartments – Parque

O edifício não tem recepção. Dias antes da sua chegada, você recebe dois códigos por e-mail: um para abrir a porta da frente e outro para o apartamento. Funcionou corretamente para nós. Se desejar, poderá combinar o esquema de limpeza com os proprietários. Com ar condicionado e aquecedor. A única falha aqui é o acesso a rede wifi, que não funcionou bem durante o tempo em que estivemos nele (dezembro/ 2016).

Geralmente, a diária fica entre os 100€ e os 300€, de acordo com o tamanho do apartamento (para até 6 pessoas) e a época do ano. Do outro lado da rua, bem em frente, está o Miosótis, um supermercado somente de produtos orgânicos – bastante honesto e com muita qualidade. Acesso rápido as estações de metro São Sebastião e Picoas.

Uma outra opção de apartamento é o Real Residência, um flat bem tradicional e mais antigo. Ele costuma ter um preço mais em conta, algo entre os 65€ e os 100€/ noite. Os pontos negativos são o carpete e o mobiliário sem charme, mas isso não interfere em sua limpeza e conforto. Fácil acesso ao metro São Sebastião.

Onde ficar em Lisboa: hotel nas Avenidas Novas

Real Residência

O supermercado do El Corte Inglés é bem perto de ambos e muito bom para abastecer os apartamentos (principalmente para comprar queijos portugueses. Nham!).

Está de passagem por Lisboa? Veja também onde se hospedar perto do Aeroporto de Lisboa

Avenidas Novas: opções econômicas

Para quem não quer gastar muito com as pernoites em Lisboa, por aqui há o Ibis Saldanha – uma das melhores unidades da rede, a 5 minutos da estação de metro Saldanha.

Onde ficar em Lisboa: hotel nas Avenidas Novas

Ibis Saldanha

O bom do Ibis é que se trata de um hotel “sem segredos”, como costumamos dizer. O padrão é igual no mundo todo. Com um supermercado Continente Bom Dia logo ao lado e uma unidade da Padaria do Bairro no Largo Dona Estefânia para o café da manhã. O preço por noite costuma rondar dos 50€ aos 80€/ quarto.

Onde ficar em Lisboa: hotel nas Avenidas Novas

Chalet D’Ávila

Quem não se importa em dividir o banheiro, o Chalet D’Ávila é uma gracinha, a 35€ – 60€/ noite para o quarto duplo, já com o café da manhã incluído. Fica na Avenida Duque D’Ávila, que é charmosa e muito boa para andar, como já comentei por aqui, além do acesso fácil a estação de metro Saldanha.

Onde ficar em Lisboa: hotel nas Avenidas Novas

Nest House Lisbon Hostel

Por fim, um hostel que guardei muito carinho por ter “socorrido” uma cliente nossa com muita cortesia e gentileza foi o Nest House Lisbon, na Avenida da República, ainda ao lado da estação Saldanha, que tem quartos duplos com banheiro compartilhado e café da manhã por volta dos 45€ – 60€/ noite, além de camas em quartos coletivos a 15€/ pessoa. Atendimento impecável por aqui.

 

Não sabe por onde começar o planejamento da sua viagem a Portugal? Veja aqui uma seleção com os artigos mais lidos do nosso blog para organizar o seu roteiro.

Viaje tranquilo para Portugal

icon-saude

SEGURO DE VIAGEM
Faça o seguro saúde com a Real Seguro Viagem e pague em 12x SEM JUROS

icon-carro

ALUGUEL DE CARRO
Veja os melhores preços para alugar um carro na Rental Cars

icon-hotel

HOTEL
Reserve o seu hotel no Booking com cancelamento gratuito

Conheça os serviços exclusivos do Cultuga

icon-consultoria

TRANSFER
Tenha uma chegada tranquila e segura a Portugal. Reserve um transfer

icon-carroCITY TOURS EM PORTUGAL
Quer viajar Portugal de norte a sul? Faça um city tour privativo

icon-foto

SESSÃO FOTOGRÁFICA – LISBOA E PORTO
Tenha fotos lindas da sua viagem! Conheça as nossas Sessões Fotográficas

icon-tour

TOUR A PÉ EM LISBOA
Venha percorrer a nossa Lisboa! Faça um tour a pé com o Cultuga

Compartilhe.

Sobre o autor

Priscila Roque

Sou jornalista especializada em cultura e fotógrafa. Foi preciso passar dos 30 anos para assumir que Lisboa é, realmente, o meu lugar no mundo. Mas a paixão por Portugal começou bem mais cedo, ainda na adolescência, quando descobri alguns músicos locais. Os meus pais são portugueses imigrados no Brasil. Depois de fazer o caminho inverso deles, trocando São Paulo por Lisboa, quero agora, com o Cultuga, diminuir a distância que separa o Brasil de Portugal.

16 comentários

  1. Avatar

    Gostei muito de ler suas dicas! Vamos sempre a Lisboa e vejo que temos muitíssimo a conhecer ainda! Obrigado!

    • Rafael Boro
      Rafael Boro em

      Olá, Edmundo
      Tudo bem?
      Muito bom saber que você gostou das nossas dicas! :)
      Lisboa é uma cidade incrível e com muitas novidades. Sempre há coisas novas para conhecer.
      Um grande abraço e seja sempre bem-vindo ao Cultuga!

  2. Avatar
    Iris davila em

    Olá Patrícia, somos 2 irmãs brasileiras e fizemos reserva no residencial florescente, mas não sei se é seguro para nós duas, melhor seria no turim Lisboa hotel na avenida novas? É perto de tudo? Não gosto de metrô prefiro andar a pé ou de ônibus. Espero tua resposta.

    • Rafael Boro

      Olá, Iris
      Tudo bom?
      Se você não gosta de andar de metrô, o hotel que escolheu é ideal e seguro, pois fica no centro histórico e perto de muitos pontos turísticos. O Turim fica fora do centro histórico (cerca de 2,5km) e você precisaria usar o metrô.
      Um abraço e boa viagem!

  3. Avatar
    Tania M. Granzotto em

    Bom dia Rafael, parabéns pelo blog, excelentes dicas para nós que amamos viajar. Tenho uma amiga que aposentou e quer morar alguns meses aí em Lisboa, mas precisa ficar num lugar econômico. Por favor, você poderia indicar algum hostel ou similar? Quanto custaria o aluguel de algum apartamento pequeno e em qual bairro? Talvez seja mais barato ficar em alguma cidade próxima a Lisboa? Muito obrigada

    • Rafael Boro

      Olá, Tania
      Tudo bem?
      Agradecemos o carinho com o Cultuga! :)
      O Chalet D’Ávila e o Nest House Lisbon, que estão indicados aqui nesse artigo, são dois lugares bons para ficar. Temos um outro post com boas dicas de hostes bem localizados em Lisboa: https://www.cultuga.com.br/2015/09/como-economizar-na-hospedagem-sem-perder-o-conforto-portugal/
      O valor dos apartamentos para temporada em Lisboa varia muito, principalmente na alta temporada (junho a setembro), que é bem mais caro. Aconselho que a sua amiga reseve pelo Airbnb. Esse bairro que indicamos no texto é muito bom e tem várias opções. Fora de Lisboa é mais barato, mas o suporte (lojas, restaurantes, transporte) não é tão confortável.
      Um abraço!

  4. Avatar

    Olá Priscila e Rafael!
    Bem interessante e de grande valia o blog de vocês.
    Escrevem apenas o necessário porém de forma bem clara sem que texto fique cansativo.
    Estou planejando fazer uma viagem para ficar 2 meses hospedado em Lisboa com minha família (esposa + 2 filhos).
    Gostaria de dar detalhes sobre essa viagem por e-mail.
    Através de qual e-mail podemos conversar melhor?
    Abs.

  5. Avatar

    Olá Priscila e Rafael!

    Já venho acompanhando o trabalho de vocês e o excelente blog, recheado de informações e dicas valiosas.

    Estou em uma verdadeira “saga” para conseguir alugar um apto ( airbnb) para uma temporada de 2 meses de estudo em Lisboa. Estive de férias na cidade em 2013, antes dessa gentrificação toda começar pra valer, Lisboa e Portugal ficaram na moda, e aí, os preços de lá pra cá subiram demais, estou chocada em como Lisboa ficou bem mais cara.

    Um amigo lisboeta falou que muitos portugueses estão saindo da cidade por conta do aumento das rendas, para atender ao turismo, impossíveis ao cidadão classe média padrão. Ele, inclusive, saiu para o sul.

    Enfim, ele me recomendou alguns bairros fora do centro/ no entorno do centro, que são seguros e bem frequentados. Vocês indicariam alguns bairros assim para poder pesquisar pelo airbnb? À princípio, queria ficar nos bairros centrais em um Stúdio ou T1 todo mobilado e reformado como Baixa, Alfama, Chiado…mas só encontro entre 850 e 900 euros por mês para cima.

    Pra ficar mais tempo, acho que só alugando um apto mobiliado completo, com certeza, sai bem mais em conta do que hostel e hotel.

    Abraços!

    Eline Neves.

    • Rafael Boro

      Olá, Eline
      Como vai?
      Ficamos super felizes em saber que você acompanha e gosta do Cultuga! :)
      O boom do turismo fez disparar o preço dos aluguéis em Lisboa, principalmente no centro histórico e nos bairros com boa estrutura (comércio e transporte, por exemplo). Tem vezes que passa dos 1000 euros. :(
      Alvalade, Telheiras, Campo de Ourique e os arredores da Universidade de Lisboa, perto do Jardim ddo Campo Grande, por exemplo, são interessantes para você pesquisar.
      Tomara que você consiga algo bom e com preço justo.
      Um grande abraço!

  6. Avatar

    Olá, Rafael! Sim, é verdade, os preços dispararam. Muito obrigada pelo retorno e dicas. Vou pesquisar esses bairros. Você saberia me informar se é possível alugar quarto mas com banheiro privado, sem ter que compartilhar. Seria tipo aqui no Brasil uma suíte com acesso privativo pro banheiro. Também vou olhar essa possibilidade, caso não consiga um stúdio bem localizado dentro do meu orçamento.
    Penso em aproveitar a minha estada e agendar um passeio com sessão de fotos com vocês. Na época entro em contato.
    Um grande abraço!
    Eline Neves.

    • Rafael Boro

      De nada, Eline!
      Sei que há B&B, hostels e apartamentos com a opção de quarto com banheiro privado dentro ou fora do quarto. É possível filtrar no Booking e no Airbnb. ;) Tomara que você consiga encontrar algo com um preço justo.
      Será um prazer atendê-la aqui em Lisboa! :)
      Um grande abraço e feliz 2018!

  7. Avatar

    Parabens pelo blog. Estou adorando. Tenho uma duvida entre o Hotel Principe Lisboa e o Turim lisboa. Qual escolher? Sao proximos. Qual vc acha melhor? Grata

    • Priscila Roque e Rafael Boro
      Priscila Roque e Rafael Boro em

      Olá, Katia
      Tudo bem?
      Agradecemos o seu carinho :)
      Nós já nos hospedamos no Principe. Ele é bem tradicional, mas oferece conforto e uma das saídas da estação de metro São Sebastião fica bem em frente (com ligação direta para o centro histórico, via linha azul, e para o Parque das Nações e Aeroporto, via linha vermelha). Entre os dois, sugerimos o Príncipe. Se desejar, reserve sem o café da manhã. Há muitas opções por perto, para que possam tomar café cada dia em um lugar diferente!
      Um grande abraço

Deixe um comentário